conecte-se conosco



Variedades

Estudante finge ser inspetor de qualidade e come de graça por um ano em lanchonetes

Publicado

em

Um estudante universitário de 27 anos fingiu ser inspetor de qualidade da KFC e, durante um ano, comeu de graça em filiais da rede de lanchonetes da província de KwaZulu-Natal (África do Sul).

O estudante, que não teve a identidade revelada, apresentava-se de terno e gravata aos gerentes das filiais e exibia um cartão (falso) de funcionário da KFC. Em seguida, ele pedia refeições com o suposto objetivo de verificar a qualidade do alimento.

Em algumas ocasiões, o golpista chegava a lanchonetes de limousine – dirigida por um comparsa que trabalhava em um serviço de aluguel de carros de luxo.

“Quando ele chegava, nós tentávamos fazer o nosso melhor para não sermos repreendidos”, disse ao site “Xpouzar” um funcionário da rede.

O estudante também entrava nas cozinhas e fazia “anotações” sobre o que estava vendo.

“Ele pedia para experimentar tudo”, afirmou o funcionário.

O golpe acabou desmascarado e o universitário foi preso. Nas redes sociais, entretanto, ele foi saudado como “mito”.


(*Extra)

Comentários do Facebook

Variedades

Procura por divórcio no Brasil aumenta devido a isolamento social por Covid-19

Publicado

em

Advogada explica como proceder judicialmente em caso de separação durante a quarentena
De acordo o Google Brasil, entre os dias 13 e 29 de abril, houve um salto de 9900% no interesse na busca pelo termo “divórcio online gratuito”. No levantamento, que abrange todo o País, só a pergunta “como dar entrada em um divórcio” registrou crescimento de 82%.

Na China, primeiro país a identificar casos de COVID-19 e a implementar o isolamento social, os pedidos de separação impressionam. De acordo com o jornal chinês The Global Times, a cidade de Xiam registrou um número recorde de pedidos de divórcio durante as semanas de isolamento social no país. Atualmente, com a contenção da pandemia por lá e a volta à normalidade, os cartórios reabriram e já não há mais horários disponíveis para resolver questões de divórcio em várias das províncias do país.

Debora Ghelman, advogada especialista em Direito Humanizado nas áreas de Família e Sucessões, prevê que todos os países afetados pela pandemia e que hoje em dia encontram-se de quarentena, sigam o padrão da sociedade chinesa e tenham um aumento considerável nos pedidos de divórcios. No Brasil não será diferente.

“O isolamento social obriga as pessoas a conviverem 24 horas por dia e com isso muitos dos conflitos que sempre existiram ganham maior evidência. Com isso muitas pessoas acabam percebendo que não querem mais estar naquela relação. Conviver é difícil e, quando não há mais diálogo entre o casal significa que os dois desistiram de investir no relacionamento”, diz a advogada.

A decisão pelo divórcio que já tende a ser bastante difícil, neste momento de pandemia, tem sido ainda mais complicada, pois muitos casais vêm sendo obrigados a seguir convivendo na mesma casa. De acordo com Debora, a atual situação torna inviável conseguir uma ordem judicial que determine que um dos ex-companheiros saia de casa:

“O pedido é possível, mas o seu deferimento será muito difícil. Isso porque estamos no meio de uma pandemia onde grande parte do país encontra-se em quarentena. Dificilmente o Estado, maior interessado que o vírus não se propague, determinará que uma pessoa saia de sua residência e corra o risco de se contaminar, a não ser em casos gravíssimos em que ocorram abusos.

A própria casa é justamente o local mais perigoso para mulheres que sofrem com a agressividade de seus parceiros. Durante a quarentena, o problema da violência doméstica se agravou devido à convivência intensa e a apreensão devido à incerteza gerada pela doença. Somente no Rio de Janeiro o número de denúncias de violência doméstica: aumentou cerca de 50%, mas a realidade de avanço nos casos aconteceu em todo o mundo.

De acordo com a advogada, nesses casos, onde o convívio acarreta em risco de morte, é possível requerer a separação de corpos no plantão judiciário, com grandes chances de deferimento.

Se o divórcio não envolver nenhum tipo de abuso – físico ou psicológico – a advogada aconselha que, mesmo separados, o ex-casal mantenha o diálogo e continue tentando conviver pacificamente até que a pior parte da pandemia passe, para que depois sejam resolvidos assuntos burocráticos como a divisão de bens e a guarda dos filhos. Caso a situação seja realmente insustentável, o ideal é juntar-se ao isolamento social com algum familiar em outra residência.
Neste momento de convivência forçada é fundamental compreender que estamos atravessando um período sem precedentes e que é preciso tentar passar por isso da melhor maneira possível. São muitas incertezas e angústias que tomam conta da mente muitas vezes e, por isso, aplicar regras de convivência ajuda a cumprir o isolamento social sem que os dias se tornem tão pesados”, finaliza a especialista.

*Debora Ghelman é advogada especializada em Direito Humanizado nas áreas de Família e Sucessões, atuando na mediação de conflitos familiares a partir da Teoria dos Jogos.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde4 horas atrás

Rio quer que iniciativa privada administre hospitais de campanha

. O governo Rio de Janeiro anunciou hoje (29) a intenção de passar para um consórcio privado a administração dos...

Estadual5 horas atrás

3ª Vara Criminal de Cachoeiro de Itapemirim realiza audiências por videoconferência

. Em cumprimento à legislação, e seguindo as medidas de distanciamento social recomendadas pelos órgãos de saúde, a audiência foi...

Estadual5 horas atrás

Psicólogos e assistentes sociais acompanham convivência em processos de adoção

. Hoje no ES, 126 crianças e adolescentes estão em processo de adoção, convivendo com seus pretendentes e sendo acompanhados...

Estadual5 horas atrás

COVID-19 | Presidente do TJES prorroga regime plantão extraordinário até 14 de junho

  . O Ato Normativo que estende o período de regime diferenciado de trabalho no âmbito do Poder Judiciário foi...

Saúde5 horas atrás

Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe

. O Ministério da Saúde anunciou hoje (29) a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe até o dia 30 de...

Nacional5 horas atrás

Aumento de leitos causa mudança brusca em taxa de internações por Covid-19 em SP

governo de São Paulo/reprodução Capital paulista registra alívio na taxa de ocupação de UTI’s Uma grande diferença na taxa de...

Esportes6 horas atrás

Força mental pode ser ponto forte do judô brasileiro na Olimpíada

. No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei Yuko Fujii, nascida na cidade de Toyoake (Japão),...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!