conecte-se conosco


Agricultura

Estão disponíveis as agromensais de outubro/18

Publicado

em

Açúcar: O Indicador do Açúcar Cristal CEPEA/ESALQ (estado de São Paulo) acumulou alta de 5,21% em outubro, fechando a R$ 65,89/saca de 50 kg no dia 31. A média mensal foi de R$ 64,37/saca de 50 kg, 6,06% superior à de setembro (R$ 60,69/saca de 50 kg) e 17,81% acima da média de outubro/17 (R$ 54,64/saca de 50 kg), em termos nominais. Com esse resultado, em outubro, a média de preços foi a mais elevada da temporada 2018/19. O Indicador de Açúcar Cristal ESALQ/BVMF – Santos subiu 4,4% em outubro, fechando a R$ 66,21/saca de 50 kg no dia 31. A média mensal deste Indicador foi de R$ 64,85/saca de 50 kg, 4,61% superior à de setembro/18 (R$ 61,99/saca de 50 kg) e 17,80% acima da média de outubro/17 (R$ 55,05/saca de 50 kg), também em termos nominais. Leia mais.

 

Algodão: Os preços do algodão em pluma seguiram em queda em outubro, pressionados pela retração de compradores, especialmente de indústrias, e pela maior presença de vendedores no spot em boa parte do mês. No acumulado do mês (entre 28 de setembro e 31 de outubro), o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, recuou expressivos 7,67%, sendo a baixa mais intensa desde julho/14 (quando caiu fortes 11%). A média de outubro, de 3,0750/lp, ficou 3,82% inferior à de setembro/18, mas 16,7% acima da de outubro/17 (valores atualizados pelo IGP-DI de outubro/18). Leia mais.

 

Boi: Mesmo com as exportações de carne bovina em ritmo intenso – e, consequentemente, ajudando a limitar a oferta doméstica –, os preços do boi gordo encerraram outubro em queda, após terem subido por três meses consecutivos. A pressão veio da maior oferta de animais de confinamento e também da menor demanda por parte de frigoríficos, que receberam lotes de boi já contratados anteriormente. Somando a isso, a demanda interna por carne bovina seguiu arrefecida, o que esteve atrelado à lenta recuperação da economia brasileira. Leia mais.

Leia mais:  ALFACE/CEPEA: Chuvas reduzem oferta e preços sobem

 

Café: Após três meses em queda, as cotações internas do café arábica voltaram a avançar em outubro, impulsionadas pela elevação externa da variedade. A média do Indicador CEPEA/ESALQ do arábica foi de R$ 441,23/saca de 60 kg, forte avanço de 6,2% em relação à de setembro. Em comparação com o mesmo período do ano passado, entretanto, os preços ainda estão 10,2% menores (valores deflacionados pelo IGP-DI de set/18). Leia mais.

 

Etanol: A proximidade do término da moagem de cana em algumas usinas do estado de São Paulo e as vendas aquecidas do etanol hidratado nos postos sustentaram os preços ao produtor paulista em outubro. A média do Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado das semanas cheias de outubro foi de R$ 1,7854/litro, alta de 5,93% na comparação com a média das semanas cheias de setembro (R$ 1,6855 /litro). Quanto ao etanol anidro, a média das semanas cheias em outubro fechou a R$ 1,9664/litro, alta de 7,58% frente a do mês anterior (R$ 1,8279/litro) – ambos considerando apenas o mercado spot de São Paulo. Leia mais.

 

Frango: Em outubro, as cotações da carne de frango estiveram em alta na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Segundo agentes, a menor oferta de animais para abate tem sustentado os preços da carne em patamares superiores aos observados nos meses anteriores. Quanto ao frango inteiro negociado na Grande São Paulo, a valorização foi de 4% para o produto congelado e de 4,6% para o resfriado entre setembro e outubro, com médias de R$ 4,29/kg e R$ 4,25/kg, respectivamente. Em Erechim (RS), o preço do frango congelado subiu 2,5% no mesmo comparativo, com média de R$ 4,60/kg, enquanto o resfriado foi comercializado a R$ 4,70/kg, também 2,5% superior ao observado em setembro. Leia mais.

Leia mais:  Criado na época do Império, Mapa completa 158 anos neste sábado

 

Milho: Os preços do milho registraram queda na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea em outubro. A baixa demanda prevaleceu na maior parte do mês, uma vez que a maioria dos compradores se mostra abastecida em médio prazo. Além disso, o bom andamento da safra de verão tem feito com que compradores tenham expectativas de preços mais baixos nos próximos meses. Leia mais.

 

Ovinos: Em outubro, os preços do cordeiro vivo e da carcaça tiveram comportamento heterogêneo dentre as regiões acompanhadas pelo Cepea. Mato Grosso registrou a elevação mais expressiva no preço do animal, de 15%, passando de R$ 6,50/kg em setembro para R$ 7,50/kg em outubro. No Rio Grande do Sul e Paraná, os preços mantiveram-se estáveis no mesmo período. Por outro lado, no Ceará, o cordeiro vivo se desvalorizou 9% entre setembro e outubro. Leia mais.

 

Trigo: Em outubro, os preços de trigo recuaram, devido à fraca demanda pelo grão nacional, por causa dos estoques mais alongados de moinhos e indústrias. Nesse cenário baixista, vendedores seguiram retraídos. Assim, entre 28 de setembro e 31 de outubro, os preços do trigo em grão no mercado balcão (recebido pelo produtor) no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e no Paraná fecharam com quedas de 9,6%, 3,2% e 2%, respectivamente. No mercado disponível (negociações entre as empresas), as cotações no Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Paraná caíram 17%, 13,3%, 9,1%, 8,1% e 4,6%, na mesma ordem. Leia mais.

 

Soja: O período eleitoral brasileiro resultou em forte oscilação cambial em outubro. O valor médio da moeda norte-americana foi de R$ 3,761 no mês, 8,4% inferior ao de setembro e o menor desde maio deste ano. Esse cenário pressionou a paridade de exportação e, consequentemente, reduziu o ritmo de negócios externos envolvendo a soja em grão e também as vendas antecipadas da safra que está sendo semeada (2018/19). Vale ressaltar, no entanto, que a comercialização da temporada 2018/19 já estava adiantada e o interesse de venda do produto remanescente da safra 2017/18 é baixo. Leia mais.

Leia mais:  Ministro da Agricultura participa de reunião do Vigiagro em Curitiba

Comentários do Facebook
publicidade

Agricultura

ARROZ/CEPEA: Indicador registra estabilidade neste início de ano

Publicado

em

Cepea, 16/01/2019 – Os valores do arroz em casca estão praticamente estáveis neste início de ano, segundo dados do Cepea. De 8 a 15 de janeiro, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, subiu ligeiro 0,48%, fechando a R$ 40,11/saca de 50 kg nessa terça-feira, 15. No acumulado deste ano, de 28 de dezembro de 2018 a 15 de janeiro de 2019, os valores registram pequeno recuo de 0,12%. Beneficiadoras, queixosas quanto às negociações de arroz beneficiado aos grandes centros consumidores, ofertaram valores inferiores aos registrados no final de dezembro, principalmente para os lotes de casca depositados em seus armazéns. Do lado vendedor, produtores com necessidade de “fazer caixa” disponibilizaram seus lotes, seja de depositado ou “livre”, para limpeza dos silos. Já outros seguiram fora de mercado, aguardando aumento de preço. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Comentários do Facebook
Leia mais:  ARROZ/CEPEA: Com produtor ativo e indústria recuada, Indicador cai 5,2% em outubro
Continue lendo
Economia1 hora atrás

Suzano é eleita uma das 50 empresas mais amadas do Brasil pela “Love Mondays”

Ranking espontâneo aponta ambientes de trabalho com melhores avaliações durante 2018 A Suzano foi indicada entre as 50 empresas mais amadas do Brasil,...

Direto de Brasília40 minutos atrás

Moro afirma que não é possível enviar Força Nacional ao Pará agora

Reprodução/ Facebook Governador paraense se reuniu com o ministro Sérgio Moro e reiterou o pedido de ajuda federal O ministro...

Regional9 minutos atrás

Polícia prende chefe do tráfico de drogas de três bairros em Pinheiros

Denúncia de agressão doméstica deu início à operação; acusado já tinha três mandados em aberto PINHEIROS (ES) – O chefe...

Mulher7 minutos atrás

Roteiro de drinques de verão super refrescantes

Nesses dias e noites da estação mais quente do ano, nada melhor do que drinques de verão para se refrescar....

Estadual7 minutos atrás

Mulher é presa com arma personalizada com escudos do Flamengo e mira laser

VIANA (ES)  – Uma mulher, de 23 anos, foi presa,  na última terça-feira (15), com drogas, munições, uma arma e...

Entretenimento7 minutos atrás

15 perguntas! Nany People fala sobre carreira, política, namoro e muito mais

Desde o início de sua trajetória em Minas, sua terra natal, até a ida para São Paulo em busca do...

São Mateus43 minutos atrás

Câmara de São Mateus vota contratação de DT´s da educação nesta sexta-feira (18)

SÃO MATEUS (ES) – A Câmara de São Mateus vai interromper, temporariamente, o recesso de janeiro para apreciar o Projeto...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana