conecte-se conosco



Esportes

Esportes estranhos pelo mundo: Buzkashi, uma versão sangrenta do polo

Publicado

em

Buzkashi arrow-options
Reprodução
Buzkashi, o esporte mais violento do mundo

O buzkashi é considerado o esporte mais violento do mundo, e não é pra menos. Assim como no polo, os jogadores montam em cavalos e tentam acertar o alvo do rival, porém em vez de uma bola, a carcaça de uma cabra decapitada é usada pelos atletas.

Leia também: Esportes estranhos pelo mundo: Chess Boxing, a mistura do xadrez com boxe

Antes de servir como “bola” no buzkashi , a cabra, ou algumas vezes a bezerra, é decapitada e estripada, suas pernas são cortadas nos joelhos e depois o corpo fica encharcado de água por 24 horas para endurecer a carne e endurecer a pele antes de ser usado no jogo. Após o final da partida, o animal é assado.

Assim como qualquer esporte , existem regras. Aqui elas não são tão complexas, a partir do momento em que agarrou a cabra decapitada, os jogadores, ou “chapandaz”, como são chamados, correm em disparada para atirar o animal na meta adversária, enquanto os rivais tentam recuperar a posse do bicho.

Para roubar a cabra , os chapandaz podem usar paus e chicotes para agredir os cavalos dos adversários, mas não podem atacar diretamente os outros jogadores. São comuns os registros de morte na prática do esporte, geralmente de chapandaz e cavalos que acabam sendo atropelados, podendo sobrar até para os espectadores da disputa.


Patrocinadores

Os melhores jogadores de buzkashi hoje têm patrocinadores pessoais, que costumam ser ricos influenciadores que anseiam por reputação e sucesso, algo muito parecido com os oligarcas que compram clubes e franquias em outros esportes.

Leia também: Hulk Iraniano revela que fará sua estreia no MMA contra lutador brasileiro

Além disso, os atletas bem-sucedidos recebem grandes prêmios em dinheiro, terrenos e até lotes de fuzis de assalto AK-47.

buzkashi arrow-options
Reprodução / ResoluteSupportMedia/Flickr
O buzkashi é muito popular no Afeganistão


Problemas com o Talibã

Sob o domínio do Talibã, a quantidade de adeptos diminuiu muito, porque o esporte foi considerado imoral, mas após a queda do regime a popularidade da prática voltou a crescer, atingindo milhares de espectadores.

Outro embate do buzkashi na sociedade é contra os ativistas dos direitos dos animais, que são contra o uso da carcaça animal no esporte. Uma mudança para que a prática se torne popular no restante do mundo é discutida, mas não deve acontecer tão cedo.

Comentários do Facebook

Esportes

Flamengo arranca empate na ida da Recopa Sul-Americana

Publicado

em

Em uma partida muito disputada, o Flamengo mostrou toda a sua força e empatou em 2 a 2 com o Independiente Del Valle (Equador), no início da madrugada desta quinta (20), no jogo de ida da decisão da Recopa Sul-Americana.

O empate ganha ainda mais importância porque foi alcançado no Estádio Atahualpa, em Quito (Equador), que fica a 2.800 metros acima do nível do mar.

Flamengo modificado

Sem poder contar com o atacante Gabigol, que estava suspenso, o técnico português Jorge Jesus optou pela entrada do meia Diego no time titular.

Mesmo jogando na altitude, o time carioca faz valer a sua maior qualidade técnica no início, e tentava manter a posse de bola, enquanto a equipe equatoriana apostava nos lançamentos longos para aproveitar a velocidade de seus atacantes.

Em uma destas jogadas Jhon Sanchez recebe a bola e é derrubado pelo meia Gerson. O atacante Murillo vai para a cobrança e acerta o ângulo do gol defendido por Diego Alves para abrir o marcador aos 18 minutos do primeiro tempo.

Com a vantagem no placar o Independiente diminui os espaços do ataque do Flamengo, que sofre muito para impor seu estilo de jogo.

A única chance clara do time brasileiro na etapa inicial sai dos pés de Bruno Henrique. O camisa 27 chega a balançar as redes adversárias aos 26 minutos, mas o árbitro anula a jogada após marcar impedimento com auxílio do VAR (árbitro de vídeo).

Virada do Flamengo

Mas na etapa final a partida muda de figura. Para o segundo tempo, o técnico português Jorge Jesus tira o meia Diego e coloca o atacante Vitinho, que dá outra dinâmica ao Flamengo.

Com isso, a equipe brasileira começa a criar chances, em especial com o atacante Bruno Henrique. E é do camisa 27 que sai o gol de empate. Aos 20 minutos ele recebe do uruguaio Arrascaeta, avança em velocidade e bate na saída do goleiro Pinos.

Mas, no lance do gol, Bruno Henrique acaba se chocando com o goleiro adversário e pede substituição.

E o segundo gol da equipe carioca sai justamente do substituto do camisa 27. Pedro entra e, aos 40 minutos, marca após cruzamento de Everton Ribeiro.

E quando tudo parecia indicar que o Flamengo conseguiria uma vitória heroica, o Independiente Del Valle consegue empatar com o volante Pellerano aos 45 da etapa final.

Decisão no Maracanã

Agora o título da Recopa Sul-Americana será decidido no jogo de volta, que acontece no Maracanã, no Rio de Janeiro, na próxima quarta (26), a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Edição: Fábio Lisboa

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana