conecte-se conosco


Estadual

ES teve 4 mil jovens assassinados últimos 10 anos, diz relatório da Unicef

Publicado

em

Isso representa mais de uma morte por dia. As informações são do relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Proteger crianças e adolescentes da violência é um grande desafio. Um relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostra que em 27 anos o número de homicídios de adolescentes mais que sobrou no Brasil. Todos os dias, em média, 32 meninos e meninas de 10 a 19 anos são assassinados no país. No Espírito Santo foram 4 mil vítimas em 10 anos.

No final de semana uma criança de cinco anos foi baleada na cabeça, vítima de bala perdida em Guarapari. No dia 9 de novembro, um adolescente de 16 anos e um amigo foram assassinado a tiros após um baile funk, em Vitória.

“Enquanto o Brasil não priorizar nas políticas públicas a infância e a adolescência, os desafios vão continuar. Outro importante fator que nós cada vez mais estamos nos deparando no Brasil são as desigualdades, que afetam drasticamente a infância e a adolescência”, explicou Luciana Phebo, coordenadora do Unicef no Sudeste. Ela ainda avalia que após 30 anos da convenção sobre os Direitos da Criança, ainda há muito o que fazer.

Luciana defende que é preciso investir em políticas específicas para as crianças e adolescentes, em todas as áreas. Ela explicou que na educação, o Espírito Santo conseguiu reduzir o número de crianças fora da escola. Em 1992 eram 20%. Esse percentual caiu para 4% no ano passado.

“Tem que se pensar também na qualidade de ensino e aí também a gente vê expressos números que falam sobre essa qualidade, que são o abandono escolar, a distorção idade-série, o atraso na vida escolar”, diz a coordenadora.

Estado Presente

O governo do Estado diz que desde a implantação do programa Estado Presente o número de mortes de jovens no Espírito Santo tem diminuído. De janeiro a outubro de 2017, 300 crianças e adolescentes foram assassinadas. Em 2018 foram 189 e este ano, nesse mesmo período, foram 176.

“Nós temos 37 programas de proteção social na área de educação, ampliando a oferta de creches, ampliando a oferta de escolas em tempo integral, dando também oportunidades no contra-turno escolar, com atividades esportivas, com atividades de cultura, lazer, trabalhando a habilidade desses jovens”, afirma o Secretário de Estado de Planejamento, Alvaro Duboc.

E há muitos jovens e adolescentes mobilizados para cobrar seus direitos. Blenda Amanda Lima, que tem 16 anos e é de Vila Velha, escreveu uma carta, junto de outros 50 adolescentes. O documento foi lido no Congresso Nacional, em Brasília.

“A gente pretende que esses direitos sejam exercidos e que as gerações futuras recebam o que estamos recebendo hoje: essa oportunidade de estar vindo, de mostrar para vários adolescentes do mundo e do Espírito Santo especialmente que eles podem correr atrás que eles conseguem”, pontua a jovem.

 

Leia mais:  Troca de tiros entre PMs e clientes de bar termina em morte em Cariacica

Comentários do Facebook
publicidade

Estadual

Coordenadoria do TJES convida para Caminhada pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Publicado

em

A ação acontece no próximo domingo (08/12), na praia de Camburi.

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comvides) convida para a “Caminhada pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, que acontece em Vitória e em mais de 26 cidades brasileiras, no próximo domingo, 08/12, a partir das 9 horas.

Na capital capixaba, a caminhada sairá próximo ao 1° Píer de Iemanjá, e percorrerá a Praia de Camburi até o 2° bolsão de estacionamento. Todas as pessoas estão convidadas, é só chegar. Quem desejar, pode fazer a inscrição antecipadamente pelo link: http://www.grupomulheresdobrasil.org.br/caminhada/

A caminhada é organizada pelo Grupo Mulheres do Brasil, que conclama a sociedade a se vestir de laranja e a se unir à causa.

O Grupo foi criado em 2013, em São Paulo, por 40 empresárias. E hoje já conta com mais de 27 mil mulheres participantes no Brasil e no exterior. O Núcleo Vitória, iniciado há aproximadamente um ano, possui aproximadamente 120 inscritas e tem como foco o combate à violência contra a mulher, aliados ao empreendedorismo, saúde e educação.

Vitória, 05 de dezembro de 2019

Informações à Imprensa:

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Elza Silva (com informações da Comvides) | [email protected]

Andréa Resende
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

Fonte: TJES

Comentários do Facebook
Leia mais:  Semana começa com 872 vagas de emprego no ES
Continue lendo
Estadual21 minutos atrás

Coordenadoria do TJES convida para Caminhada pelo Fim da Violência contra as Mulheres

A ação acontece no próximo domingo (08/12), na praia de Camburi. A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência...

Estadual21 minutos atrás

Mulher importunada por cobranças destinadas a uma desconhecida deve ser indenizada

Ela teria recebido mais de 100 ligações, mesmo após informar que não era a pessoa procurada pela empresa. Uma instituição...

Estadual21 minutos atrás

TJES lança Processo Judicial Eletrônico na 2ª Instância do Poder Judiciário Estadual

O sistema foi apresentado aos desembargadores em reunião realizada no gabinete da Presidência do Tribunal de Justiça, na tarde desta...

Estadual21 minutos atrás

Cliente deve ser indenizada após esperar mais de uma hora para ser atendida em banco

Em decisão, juiz destacou que a conduta apresentada pela empresa foi desrespeitosa e abusiva. Um banco foi condenado a indenizar...

Política21 minutos atrás

TCU libera banquetes de luxo em eventos do Supremo com ‘altas autoridades’

Pixabay / Divulgação Lagostas podem entrar para o menu de eventos do Supremo, contato que haja ao menos duas autoridades...

Política21 minutos atrás

Doria diz que ficou ‘chocado’ com as agressões da PM em Paraisópolis

arrow-options Governo do Estado de São Paulo/Divulgação Doria admitiu possibilidade de rever protocolos dos policiais O governador João Doria disse...

Política21 minutos atrás

Fachin dá dez dias para Witzel explicar política de segurança pública do Rio

arrow-options Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil Fachin também deu prazo de cinco dias para a PGR e AGU se manifestarem O ministro...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana