conecte-se conosco



Economia

Entenda como Guedes opina na escolha de cargos de estatais depois da debandada

Publicado

em


source

Brasil Econômico

Bolsonaro e Guedes
Marcos Corrêa/PR

Com a entrada de novos secretários especiais no Ministério da Economia, substituindo os que saíram na debandada, Guedes cria uma nova configuração para opinar nas indicações para estatais, junto com a ala militar do governo

A saída de membros importantes do Ministério da Economia, episódio que ficou conhecido como  “debandada”, afetou a forma como são escolhidos os ocupantes de cargos de empresas públicas. O ministro da Economia,  Paulo Guedes, disse a aliados que sua equipe deve discutir com ministros do Palácio do Planalto os nomes indicados por políticos do centrão para estatais. Isso porque os congressistas querem ocupar cargos de estatais e outros órgãos.

As informações foram obtidas por reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

Com a entrada de novos secretários especiais no Ministério da Economia, substituindo os que saíram na debandada, Guedes cria uma nova configuração para opinar nas indicações para estatais, junto com a ala militar do governo.​

Guedes quer que os currículos dos indicados para as empresas públicas sejam analisados em conjunto para verificar se eles têm perfil adequado ao exigido pela vaga e também para checar se o candidato tem registros criminais.

Entenda a nova “cúpula” de Guedes que opina na escolha de ocupantes de cargos de estatais

A equipe formada para opinar na escolha de cargos de estatais seria liderada por dois membros da equipe econômica e dois ministros palacianos – que seriam Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Secretário do governo Bolsonaro, Ramos é responsável direto pela negociação entre governo e Congresso. Ele também cuida da conversa entre o Ministério da Economia e congressistas.

Nessa nova “cúpula”, os integrantes da euipe de Guedes seriam os novos secretários especiais Caio Andrade (de Desburocratização, Gestão e Governo Digital) e Diogo Mac Cord (de Desestatização).

Andrade e Mac Cord substituíram Paulo Uebel e Salim Mattar, secretários que saíram do Ministério na debandada.

O Ministério da Economia acredita que a indicação política não necessariamente significa permitir a entrada de criminosos no governo e que, em muitos casos, é necessário indicar algum nome.

Nessa lógica, políticos do Nordeste, por exemplo, poderiam indicar engenheiros da região para conduzir trabalhos, como obras de infraestrutura, nas estatais.

Relembre a debandada do Ministério da Economia

Esse novo quarteto substituiria a tarefa de Salim Mattar, secretário da Economia que costumava se encontrar frequentemente com o presidente Jair Bolsonaro para conversas.

A saída de  Salim Mattar ocorreu junto com a de  Paulo Uebel, também ex-secretário especial de Guedes, no episódio chamado publicamente por Guedes de  “debandada”.

Na época, o ministro Guedes confirmou os pedidos de  demissão após uma reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o líder do PP na Casa, deputado Arthur Lira (AL). 

Sobre o período de trabalho de Salim Mattar, a avaliação é que não houve tantas privatizações  como esperado, porém também não houve escândalos. Atualmente, o clima é que Mattar saiu e o centrão chegou.

Mattar tinha essa tarefa de cuidar das estatais justamente porque a Localiza, locadora de veículos criada por ele, tinha uma governança bem vista.

Comentários do Facebook

Economia

Ainda existem Embraer 120 Brasília operando comercialmente no Brasil?

Publicado

em


source

Contato Radar

undefined
Guilherme Dotto

Ainda existem Embraer 120 Brasília operando comercialmente no Brasil?

Depois do grande sucesso com o Embraer EMB-110 Bandeirante, a Embraer decidiu começar um novo projeto de aeronave, com plano de uma aeronave maior, sendo basead no EMB-121 Xingú. Em 1979, o EMB-120 foi lançado, com o nome Brasília.

Diferente do EMB-110, o Brasília entrou em operação diretamente no exterior, e somente em outubro de 1985 foi entregue a uma companhia aérea brasileira.

Após 41 anos de seu lançamento, no Brasil não temos mais uma grande quantidade de aeronaves deste modelo voando comercialmente. Somente 3 Embraer 120 Brasília voam na área comercial, e ambas na região Norte do país.

RICO TÁXI AÉREO

A Rico Táxi Aéreo, empresa com sede no aeroporto Eduardo Gomes em Manaus, possui 2 EMB-120 em sua frota, o PP-PSA e o PR-STZ.

Ambas aeronaves tem uma extensa carreira na aviação, onde entraram em operação na década de 90.

Fabricado em 1995, o PP-PSA iniciou seus voos na Passaredo Linhas Aéreas no ano seguinte, 1996, onde permaneceu ativo até julho de 2011. Estocado até novembro do mesmo ano, a Air Amazônia o adquiriu e batizou-o de ” Tefé “. Sua carreira na empresa não durou muito, pois em 2012 a empresa fechou, estocando-o mais uma vez. Em 2017, a Rico Táxi Aéreo ressuscitou o turboélice, trazendo-o de volta à ativa e voando até o momento pelo Brasil.

Já o PR-STZ, iniciou sua carreira fora do Brasil. No ano de sua fabricação, 1993, foi entregue à Skywest Airlines com matrícula N216SW. Após uma longa carreira nos EUA, o E120 chegou ao Brasil em 2014, onde foi adquirido pela Sete Linhas Aéreas, e no ano seguinte passou a ser Sete Táxi Aéreo. Após mais de 3 anos, foi adquirido pela Rico Táxi Aéreo, onde voa até hoje.

PIQUIATUBA

Fundada em 2005, a Piquiatuba Táxi Aéreo possui uma frota de 23 aeronaves, tendo um Embraer E120 Brasília entre elas. Com sede em Santarém (STM), a empresa utiliza seu turboélice para realizar voos cargueiros e fretamentos.

Fabricado em 2004, o PT-SOK teve como primeiro operador a Vale do Rio Doce, onde foi adquirido no ano de 2006. Após 6 anos de operação na mineradora multinacional, em 2012 o turboélice bimotor foi comprado pela Piquiatuba, onde voa até hoje.

No Brasil, há sim outras aeronaves em atividade porém, não na aviação comercial. A Força Aérea Brasileira possui algumas unidades do E120 Brasília, designadas para missões em locais de pouca estrutura e voos mais curtos.

A Embraer possui um exemplar do Brasília, o PT-SXP, que já operou pela Penta Linhas Aéreas e hoje é utilizada para transporte de seus funcionários entre suas bases.

Foto: Cláudio Capucho © jetphotos.com

Para mais notícias sobre aviação, acesse o Contato Radar (CLICANDO AQUI) .

O post Ainda existem Embraer 120 Brasília operando comercialmente no Brasil? apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes28 minutos atrás

Fluminense vence Santos e assume quarta posição do Brasileiro

O Fluminense derrotou o Santos por 3 a 1 neste domingo (25), em um jogo muito movimentado no estádio do...

Mulher28 minutos atrás

Dia de São Crispim e São Crispiniano: História e oração

Ana Melo Dia de São Crispim e São Crispiniano: História e oração Dia 25 de outubro se comemora o dia...

Internacional43 minutos atrás

Espanha decreta novo estado de emergência em luta contra covid-19

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, anunciou um novo estado de emergência neste domingo (25) em um esforço para conter...

Polícia Federal58 minutos atrás

Polícia Federal combate trabalho escravo no Pará e na Bahia

Brasília/DF – A Polícia Federal participou, no período de 3 a 24 de outubro, de operações de repressão ao trabalho...

Economia58 minutos atrás

Ainda existem Embraer 120 Brasília operando comercialmente no Brasil?

Guilherme Dotto Ainda existem Embraer 120 Brasília operando comercialmente no Brasil? Depois do grande sucesso com o Embraer EMB-110 Bandeirante,...

Internacional58 minutos atrás

Itália determina que bares fechem cedo contra nova onda de covid-19

A Itália ordenou neste domingo que bares e restaurantes encerrem atividades às 18h e que academias públicas, cinemas e piscinas...

São Mateus1 hora atrás

Inmet emite “alerta vermelho” de chuva forte e ventos de até 100 km/h para São Mateus e mais 24 cidades

O aviso meteorológico é válido para 25 municípios capixabas, das regiões norte e noroeste, pelo menos até as 11 horas...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!