conecte-se conosco



Nacional

Empresário recebe quase R$ 100 milhões na conta e suspeita que dinheiro seja de desvio de hackers

Publicado

em

Um empresário que reside na cidade de Sorriso-MT (60 km de Lucas do Rio Verde) procurou a Polícia Civil para informar que caiu na conta de sua empresa R$ 99,9 milhões e suspeita que o dinheiro seja oriundo de um desvio feito por uma quadrilha acusada de desviar mais de R$ 400 milhões de uma instituição bancária, em Brasília.

Um morador de Lucas do Rio Verde foi preso por aplicar golpe milionário contra o Banco do Brasil, quando tentava sacar R$ 30 milhões.

Em Sorriso, o empresário disse que realizou uma operação financeira com um homem que alegou ter investidores interessados na compra e venda de grãos. Ao fechar as negociações, o empresário passou o número da conta da empresa e constatou que havia recebido a quantia de R$ 99,9 milhões.

Ao tirar extrato, o empresário notou o valor exorbitante na conta, momento em que entrou em contato com o homem com quem teria feito as negociações, o qual informou ter feito a transferência erroneamente. Em seguida, o acusado teria solicitado a transferência no valor de R$ 30 milhões para outra conta bancária.

O empresário informou, ainda, que todas as contas para as quais havia feito transferências foram bloqueadas.

Após ver as notícias sobre o caso em Lucas do Rio Verde, o empresário suspeitou que o dinheiro seja proveniente do mesmo esquema de hackers, que desviou R$ 400 milhões do Banco do Brasil.

De acordo com investigações da inteligência da Polícia Civil que deu apoio a Gerência de Combate ao Crime Organizado – GCCO – o suspeito em Lucas do Rio Verde, tem 32 anos, ele fazia parte do esquema de hackers, que desviou dinheiro do Banco do Brasil. O mesmo foi preso quando tentava movimentar R$ 30 milhões para outra conta bancária, o suspeito foi indiciado pelo crime de receptação e pagou fiança de cinco salários mínimos(equivalente a R$ 5.225,00), e foi liberado na tarde desta quarta-feira (03).


(*Cenario MT)

Comentários do Facebook

Nacional

Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer

Publicado

em


source
backer
Divulgação

A cervejaria Backer, muito conhecida em Minas Gerais, ganhou notoriedade nacional após consumidores da cerveja serem intoxicados e hospitalizados


A Justiça determinou a quebra de sigilo bancário da cervejaria Backer referente aos últimos 12 meses. A decisão partiu da 23ª Vara Cível de Belo Horizonte atendendo um pedido do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG). Para o MPMG, os sócios da Backer podem estar ocultando patrimônio , fazendo a transferência de propriedade, uma vez que existe uma ação judicial contra eles.


Para o Ministério Público, a alienação de imóveis indicava não só conduta em desacordo com a boa-fé objetiva material e processual, mas também poderia permitir “o reconhecimento da fraude e do cometimento de ato atentatório à dignidade da justiça, máxime, quando se trata de tutela coletiva”.

A cervejaria Backer, muito conhecida em Minas Gerais, ganhou notoriedade nacional após consumidores da cerveja serem intoxicados e hospitalizados, no início do ano. A substância tóxica encontrada na cerveja matou ao menos sete pessoas e levou dezenas de outros consumidores ao hospital.

Segundo investigações da Polícia Civil, vazamentos em equipamentos e o uso de substâncias tóxicas que não deveriam ser empregadas causaram a contaminação de diversos lotes de diferentes tipos de cerveja produzidos pela empresa.

Caixas em terreno baldio

Na última sexta-feira (10), a Polícia Civil de Minas Gerais encontrou 34 caixas de cervejas da Backer, do lote contaminado , em um terreno baldio no bairro Buritis, em Belo Horizonte. A polícia chegou ao local após uma denúncia. O material foi recolhido e os fatos estão sendo apurados pela polícia.

“O delegado Flávio Grossi ressaltou que esse tipo de descarte pode provocar riscos à saúde pública se o produto for consumido, uma vez que o material encontrado está entre os lotes de cerveja onde o dietilenoglicol foi identificado”, informou a polícia, em nota.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Economia4 horas atrás

‘Lembra o feudalismo’, diz economista sobre trabalhadores essenciais na crise

Reprodução Roda Viva/TV Cultura Branko Milanovic, economista, disse que Brasil deve pensar na arrecadação Nesta segunda-feira (13), o economista Branko...

Estadual6 horas atrás

Funcionário é amarrado durante assalto e criminosos levam cofre com R$ 200 mil

A vítima contou que eram três bandidos. Eles teriam pulado um muro. Na tentativa de não serem flagrados, o trio...

Mulher6 horas atrás

Atriz conta que foi estuprada por diretor: ‘Me enganou, me drogou e me estuprou’

  Atriz com passagens pela “Malhação” da Globo e pela Record, Juliana Lohmann carregou nos últimos 12 anos um trauma...

Nacional6 horas atrás

Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer

Divulgação A cervejaria Backer, muito conhecida em Minas Gerais, ganhou notoriedade nacional após consumidores da cerveja serem intoxicados e hospitalizados...

Economia6 horas atrás

Milionários pedem que governos aumentem seus impostos diante da pandemia

iStock Milionários dizem que aumentar taxa de impostos é “a única escolha” Em meio à crise da pandemia do novo...

Entretenimento6 horas atrás

Gabi Martins faz ensaio sensual usando calcinha fio dental: “Que popotão”

Na tarde deste domingo (12), Gabi Martins compartilhou o resultado de um ensaio sensual que fez na laje e deixou os seguidores...

Nacional6 horas atrás

Celular explode e mãe encontra menina de 5 anos “em chamas”

Ao chegar no cômodo, Liliane Cristina Rodrigues Pissaia, 37, viu a filha em chamas. “Parecia barulho de tiro”, disse Uma...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!