conecte-se conosco



Estadual

Em um mês de Campanha contra Influenza, Espírito Santo tem 12,6% de cobertura vacinal

Publicado

em


Há um mês desde o início da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o Espírito Santo apresenta cobertura vacinal de 12,6% do público-alvo. No ano anterior, o Estado foi o primeiro no Brasil a atingir a meta de imunização com 90% de cobertura em menos de dois meses de Campanha. Os dados são do LocalizaSus, desta quarta-feira (12).

O Espírito Santo encontra-se na sexta posição entre os estados com melhor cobertura, porém, segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, é necessária mais rapidez para que o Estado possa alcançar o cenário ideal.

“É uma realidade preocupante em todo País, que vem apresentando baixas coberturas vacinais contra a Influenza. Estamos há um mês desde o início da Campanha, e o ideal é que tivéssemos com uma cobertura de, ao menos, 30%”, informou a coordenadora.

Danielle Grillo esclarece que mesmo com a concomitância da Campanha contra a Covid-19, a população-alvo precisa também receber a dose para Influenza. “É muito importante que todos os grupos prioritários sejam imunizados contra a Influenza, uma vez que são aqueles mais vulneráveis e que apresentam maior risco de agravamento pela doença. E neste momento, com a pandemia de Covid-19, não sabemos ainda como vai se comportar a sazonalidade da Influenza, com chances de circulação concomitante dos dois vírus. Por isso, é muito importante termos essas medidas de prevenção”, disse.

Além disso, a coordenadora ressalta que o público contemplado em ambas campanhas –  como são os casos de gestantes e puérperas com comorbidades, trabalhadores da saúde, professores e idosos –, a orientação é que seja feita primeiramente a aplicação da vacina Covid-19, e atentar-se ao intervalo de aplicação entre as vacinas contra a covid-19 e influenza, que são de 14 dias.

Atualmente a Campanha contra Influenza encontra-se na segunda etapa, com ampliação da imunização a idosos de 60 anos ou mais e professores. Além deles, o Ministério da Saúde orienta também que o público da primeira etapa de crianças de seis meses a menores de 6 anos, gestantes e puérperas, indígenas e trabalhadores da saúde, deem continuidade à vacinação até alcançarem a meta preconizada.

 

Importância da cobertura vacinal da Influenza

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, atingir a meta de cobertura vacinal de 90% nos públicos-prioritários para a vacina contra a Influenza se dá, em especial à vulnerabilidade desses indivíduos diante da doença.

“Em especial crianças, gestantes, puérperas e idosos com quadro de gripe podem complicar, levando a internações e mortes. Neste cenário de circulação da SARS-CoV-2, é importante diminuirmos as Síndromes Respiratórias Agudas Graves e não sobrecarregarmos os serviços de saúde. Temos uma ótima vacina à disposição da população”, explicou.

Além disso, a coordenadora lembra que a população também precisa ficar atenta em relação à resposta imunológica e ao cenário epidêmico da Influenza. “A vacina do ano anterior tem o tempo de resposta imunológica de seis a 12 meses. Além disso, este ano a vacina sofreu modificação em duas cepas da Influenza A, que tem potencial epidêmico, uma vez que houve a mutação do vírus, precisamos atualizar a vacinação”.

E faz um pedido em especial aos pais: “Levem seus filhos ao serviço de saúde para receber a vacina. Crianças de seis meses até menores de 6 anos têm a dose garantida”.

Dados da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza no Espírito Santo

Segundo dados do LocalizaSus, o Espírito Santo apresentava uma cobertura vacinal de 12,6%, ocupando a sexta posição entre os estados com maior cobertura no País. A meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de 90%.

O Estado distribuiu 657.600 doses de Influenza aos municípios capixabas, com aplicação de 29,8% das doses disponibilizadas.

Até esta quarta-feira (12), a cobertura vacinal é de 45,9% para crianças; 41,5% gestantes; 50,4% puérperas; 76,5% indígenas; e 21,9% para trabalhadores da saúde.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
SyriaLuppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comente Abaixo
Variedades10 minutos atrás

‘Minha namorada fingiu um aborto espontâneo apenas para que eu fosse buscá-la’

Um homem está furioso após descobrir que a namorada grávida fingiu estar passando mal para que ele a desse uma...

Mulher53 minutos atrás

Horóscopo do dia: previsões para 8 de dezembro de 2021

Foto: Marcelo Dalla A previsão para o seu signo no dia 08 de dezembro de 2021 ÁRIES A Lua nova...

Economia53 minutos atrás

Bolsonaro publica MP para pagar R$ 400 a famílias do Auxílio Brasil

  Alan Santos/ PR – undefined Após o Congresso firmar um acordo para fatiar a Proposta de Emenda à Constituição...

Política2 horas atrás

Temer ajudou Bolsonaro a reunir votos a favor de Mendonça, diz coluna

Alan Santos Michel Temer e Jair Bolsonaro O ex-presidente Michel Temer (MDB) foi mais uma vez requisitado a resolver questões...

Entretenimento3 horas atrás

6 vezes que Ingrid Ohara posou sem nada por baixo da blusa e decote causou: “Sensual!”

A apresentadora já reuniu quase 10 milhões de seguidores no Instagram Ingrid Ohara, também conhecida por ser apresentadora de televisão...

Mulher3 horas atrás

Brasileira de 18 anos rouba a cena no desfile da Chanel

JOY Management Raynara Negrine Nascida na pequena Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, Raynara Negrine, de apenas 18 anos, foi...

Mulher3 horas atrás

Está em Salvador? Influenciadoras realizam bazar plus size

  Reprodução – Penúltima edição do Bazar Gorda Roupa aconteceu em 2019 Quem veste a partir de 46 e vai estar em...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!