conecte-se conosco



Economia

Em quinta alta consecutiva, preço dos aluguéis sobe acima da inflação em abril

Publicado

em


Casa envolta por moedas
Reprodução
Entre as 11 capitais estudadas pelo FipeZap, Goiânia apresentou o maior aumento no preço do aluguel


O preço do aluguel de imóveis residenciais no Brasil avançou 0,81% em abril. De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (16) pelo Índice FipeZap, que mede o valor desses aluguéis, esse é o quinto avanço consecutivo.

Leia também: Desemprego cresceu em 14 das 27 unidades federativas no primeiro trimestre

A alta de 0,81% no preço do aluguel
no mês de abril superou a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período, que foi de de 0,57%. No ano, o valor médio teve valorização real de 0,41%.

Entre as 11 capitais monitoradas pelo FipeZap, Brasília apresentou a maior elevação de preço no aluguel residencial
 no mês (2,47%), enquanto Goiânia registrou a menor (0,12%). Nenhuma capital apresentou queda no valor médio de locação no mês.

A variação medida pela pesquisa considera apenas os preços para novos contratos de aluguel
, desconsiderando os já existentes, que são ajustados pelo Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M).

Leia também: Sob risco de paralisação, governo quer recursos do FGTS no Minha Casa Minha Vida

De janeiro a abril, o índice acumula alta nominal de 2,5%, acima da inflação de 2,09% calculada pelo IPCA. No acumulado dos últimos 12 meses, no entanto, o avanço de preços ficou abaixo da inflação
. Enquanto a alta no preço do aluguel
é de 3,06%, o IPCA teve variação de 4,94%.

Comentários do Facebook

Economia

Dólar segue em disparada e atinge R$ 4,40 pela primeira vez na história

Publicado

em

source
dólar arrow-options
shutterstock

Dólar atinge R$ 4,40 pela primeira vez na história nesta sexta-feira (21)

O dólar abriu em alta nesta sexta-feira (21), seguindo trajetória de disparada dos últimos dias e batendo mais um recorde negativo. Pela primeira vez na história, a moeda norte-americana atinge a marca de R$ 4,402 (+0,23%), às 10h00. Na máxima diária até o momento, a cotação chegou a bater R$ 4,4061. O Ibovespa, principal indicador da Bolsa brasileira, a B3, tem forte queda nesta sexta, e atinge 114.586 pontos (-1,66%).

Leia também: De olho em 2022, Bolsonaro cobra a Guedes crescimento mínimo de 2% neste ano

Na véspera, o dólar encerrou o dia vendido a R$ 4,3917, com uma alta de 0,61%, registrando mais um recorde nominal, ou seja, que desconsidera a inflação, de fechamento. Na máxima de quinta, a divisa chegou a atingir R$ 4,3982, que era até então a maior cotação nominal, superada nesta sexta.

Em 2020, a alta do dólar já é de 9,52%. Somente em fevereiro, a moeda norte-americana já subiu 2,49% até o fechamento desta quinta.

Nesta quinta, Paulo Guedes , ministro da Economia, voltou a minimizar a desvalorização do real . Ele repetiu, ao lado do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que o “novo normal” é um câmbio mais desvalorizado. Dois dias antes, o BC já havia dito também que está “tranquilo” com o câmbio, já que, por enquanto, não há grande impacto na inflação.

O que justifica a disparada do dólar em 2020?

As preocupações globais, em especial o novo coronavírus , ligaram o alerta do mercado em todo o mundo, o que favorece e valoriza o dólar, uma moeda forte. Internamente, o cenário de juros baixos e as preocupações em relação ao andamento das reformas geram insegurança, assim como as revisões feitas quanto ao crescimento econômico esperado para este ano.

Nesta semana, o Relatório Focus, documento que é divulgado a cada segunda-feira pelo BC com a participação de instituições do mercado financeiro, apontou que a projeção de alta do Produto Interno Bruto ( PIB ), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu de 2,30% para 2,23%.

Leia também: Governo enviará projeto que zera meta fiscal de estados e municípios 

O crescimento aquém do esperado, inclusive, preocupa o presidente Jair Bolsonaro , que cobrou de Paulo Guedes um crescimento de, no mínimo, 2% neste ano. Para o capitão reformado, o governo precisa de dados econômicos que indiquem consistência na retomada econômica, até o fim do mandato, em 2022, já de olho nas eleições presidenciais.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Tecnologia2 minutos atrás

O Facebook quer a sua voz e está disposto a pagar por ela; entenda

arrow-options Divulgação/Facebook Facebook pagará por áudios dos usuários O Facebook anunciou, nesta quinta-feira (20), que pagará por áudios de seus...

Tecnologia2 minutos atrás

Android poderá rodar jogos antes do fim do download

arrow-options shutterstock Android 12 promete liberar jogos mais rapidamente O Google está desenvolvendo um novo recurso para o Android que...

Tecnologia2 minutos atrás

Samsung Galaxy S20 e Z flip devem chegar ao Brasil em março

arrow-options Reprodução Samsung deve trazer a linha S20 em breve ao Brasil O  Galaxy S20  e o  Galaxy Z Flip...

Internacional2 minutos atrás

Com medo do coronavírus, ucranianos atacam ônibus com pessoas retiradas da China

arrow-options Reprodução/BBC Ucranianos quebraram vidro de ônibus que transportava pessoas retiradas da China por causa do coronavírus Um comboio de...

Entretenimento2 minutos atrás

Rafinha Bastos é processado por Renato Aragão e tira sarro

Renato Aragão , também conhecido como Didi Mocó, não gostou nada de uma piada feita pelo humorista Rafinha Bastos em...

Regional4 minutos atrás

Homem encontrado morto com tiro na cabeça em Conceição da Barra

O corpo de um homem que não portava documentos foi encontrado na manhã desta quinta-feira (20) na rua Adolpho Serra,...

Carros e Motos15 minutos atrás

Fiat Palio é o veículo mais roubado durante o carnaval; veja a lista

arrow-options Divulgação Fiat Palio lidera a lista dos carros mais roubados durante o carnaval, seguido por Ka, HB20 e Gol...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana