conecte-se conosco



Política

Em dia de pesquisa positiva, Bolsonaro diz que “reeleição é algo natural”

Publicado

em

source
Presidente Jair Bolsonaro arrow-options
Jorge William / Agência O Globo

Jair Bolsonaro falou que não pensa em reeleição

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (14) que a ” reeleição é algo natural” para quem já está no poder. A declaração foi dada durante sua participação em inauguração da pavimentação de um trecho da BR-163, entre Mato Grosso e os portos de Mirituba, no Pará.

“Governar é eleger prioridades e não deixar obras paradas nem inventar obras para aparecer e se reeleger lá na frente. Eu não estou preocupado com a reeleição. Reeleição é algo natural, se você trabalhar ela vem”, disse o presidente.

Essa não é primeira que Bolsonaro toca no assunto de reeleição. Em julho do ano passado, o presidente afirmou que iria entregar um Brasil melhor para quem fosse sucedê-lo em 2026. Pelo ano citado, ele sugeriu que seria eleito para um segundo mandato.

Segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (13) pela Veja/FSB, Bolsonaro ampliou a vantagem sobre os principais adversários no primeiro turno e agora soma 37% das intenções de voto .

Em um primeiro cenário, com Fernando Haddad como o candidato do PT, os números mostram que Bolsonaro , no comparativo com o levantamento anterior, cresceu 4%, enquanto seus maiores perseguidores permaneceram estagnados: o petista desceu de 15% para 13%, enquanto Luciano Huck (sem partido), com 12%, e Ciro Gomes (PDT) somando 11%, mantiveram os mesmos patamares. Além destes, a opção ‘nenhum’ também foi bastante votada e somou 16%.

Leia também: Bolsonaro nomeia mais um militar para o alto escalão do Planalto

Em um segundo cenário, já com o ex-presidente Lula como o nome escolhido pelo PT , a vantagem de Bolsonaro diminui, mas o mantém na liderança: ele soma 31% contra 28% do petista, o que configura um empate técnico na margem de erro. Em um hipotético segundo turno entre eles, o atual presidente também venceria, com 45% dos votos contra 41% do rival.

Comentários do Facebook

Política

Após pedido da justiça, alvos da Lava Jato devem ser reintegrados à Alerj

Publicado

em

source
fachada da alerj arrow-options
Divulgação/Alerj

Fachada da sede da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj)

Afastados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) depois de terem sido presos na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava-Jato no Rio, os deputados Chiquinho da Mangueira (PSC) e Marcos Abrahão (Avante) retornarão à Casa. O desembargador Rogério de Oliveira Souza, da 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), determinou nesta quinta-feira, em decisão liminar, que a Alerj dê posse imediata aos dois políticos, como adiantou o colunista da revista Época Guilherme Amado.

Os dois foram presos em novembro de 2018 e não chegaram a exercer seus mandatos. Assim como os deputados Marcus Vinicius Neskau (PTB), Luiz Martins (PDT) e André Corrêa (DEM), também detidos na mesma operação, eles tentavam na Justiça voltar à Alerj , que decidiu em outubro do ano passado soltá-los da prisão, mas mantê-los afastados da Casa. Contra o grupo, pesam acusações de envolvimento num esquema de corrupção comandado pelo ex-governador Sérgio Cabral que teria movimentado R$ 54 milhões. Eles ofereciam apoio ao então governador nas votações na Alerj em troca de pagamentos, num esquema que ficou conhecido como “mensalinho”.

Leia também: Tribunal do Rio mantém quebra de sigilo bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro

Na sua decisão, o desembargador afirmou haver “aparente inconstitucionalidade” na decisão da Assembleia, que não poderia “proibir o exercício do mandato de qualquer parlamentar sem o devido processo legal”. Ele considerou ainda que havia razão para urgência no caso dos deputados, que entraram com mandado de segurança na Justiça .

“A seu turno, existe evidente perigo, pois o mandato parlamentar, vigendo por prazo certo e improrrogável, a cada diz afastado de seus exercícios, o prejuízo para os impetrantes e, por definição política, de seus eleitores, é evidente, pois jamais poderão recuperar, politicamente, as sessões das quais não participaram, seja em plenárias, seja em comissões ou demais eventos típicos da atividade parlamentar”, afirma a decisão que determina volta à Alerj .

Comentários do Facebook
Continue lendo
Saúde4 minutos atrás

Ministério da Saúde quer eliminar sarampo do país até julho

O Ministério da Saúde estipulou como meta erradicar o sarampo até julho deste ano. A declaração do secretário de Vigilância...

Polícia Federal4 minutos atrás

PF combate prática de contrabando em Oiapoque/AP

Oiapoque/AP – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (13/2), ação para desarticular grupo criminoso voltado à pratica de...

Polícia Federal4 minutos atrás

PF investiga desvios de verbas públicas destinadas a atender vítimas de enchentes em Pernambuco

Recife/PE – A Polícia Federal deu cumprimento hoje (14/2) a cinco a cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela...

Política25 minutos atrás

Em dia de pesquisa positiva, Bolsonaro diz que “reeleição é algo natural”

arrow-options Jorge William / Agência O Globo Jair Bolsonaro falou que não pensa em reeleição O presidente Jair Bolsonaro disse...

Agricultura25 minutos atrás

Agricultura familiar brasileira ganha destaque em feira de orgânicos na Alemanha

Dez empreendimentos da agricultura familiar brasileira atravessaram o Atlântico para expor os seus produtos e apresentar sabores característicos do Brasil...

Tecnologia51 minutos atrás

Para ouvir a nova música do Pearl Jam, aponte seu celular para a Lua

A banda de rock norte-americana Pearl Jam lançou uma campanha baseada em realidade aumentada para divulgar o seu novo single...

Tecnologia51 minutos atrás

Xiaomi está construindo fábrica totalmente automatizada na China

O CEO da Xiaomi, Lei Jun , disse na conferência de imprensa “Cloud Interview”, durante o lançamento do Xiaomi Mi...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana