conecte-se conosco


Direto de Brasília

Em 2018, governo de MG aprovou obras da Vale que colocavam Brumadinho em risco

Publicado

em


Bombeiros trabalham na busca por vítimas da tragédia de Brumadinho (MG); por enquanto, foram confirmadas 157 mortes
Divulgação/Corpo de Bombeiros MG

Bombeiros trabalham na busca por vítimas da tragédia de Brumadinho (MG); por enquanto, foram confirmadas 157 mortes

O governo de Minas Gerais aprovou, pouco menos de um mês antes da tragédia provocada pelo rompimento da barregam da Vale em Brumadinho, ações da mineradora em um projeto de expansão das minas do Córrego do Feijão, onde ocorreu o desastre. A obras autorizadas colocavam a região em risco. 

Leia também: Inhotim reabriu neste sábado e prometeu ajudar na recuperação de Brumadinho

De acordo com uma reportagem da Globo News , transmitida na manhã deste domingo (10), em dezembro do ano passado, a Vale obteve autorização do governo mineiro para fazer explosões e usar equipamento pesado nas minas de Brumadinho . As obras previstas, no entanto, contrariavam algumas das recomendações de segurança de um relatório de julho.

No documento, elaborado pela consultora Tüv Süd a pedido da própria Vale , ficou atestada a estabilidade da estrutura, mas com ressalvas: a estabilidade do alteamento estava no limite de segurança das normas brasileiras.

Leia também: Polícia Militar de Minas Gerais detém seis pessoas por estelionato, roubo e atrapalharem buscas em Brumadinho

Por conta disso, o estudo recomendava à Vale que tomasse providências para aumentar a segurança e evitar a liquefação, uma das possíveis causas do rompimento da barragem . O documento ainda recomendava que não fossem feitas explosões nas redondezas da mina e que não fossem usados equipamentos pesados na estrutura – justamente o que foi, em dezembro, aprovado pela Secretaria do Meio Ambiente (Semad) de Minas Gerais.

Embora a Vale não tenha revelado se tais obras haviam sido iniciadas, elas estavam permitidas pelo governo de Minas Gerais , em dezembro, em detrimento de um laudo técnico assinado por uma consultora em julho. 

Leia mais:  Tiroteio após carnaval caribenho deixa dez feridos em Manchester; veja vídeo

O rompimento da barragem de Brumadinho  deixou, até agora, um total de 157 mortos e 182 desaparecidos , passando a ser a maior tragédia humana já ocorrida no Brasil, com envolvimento de mineradoras. Atualmente, os bombeiros fazem buscas em cerca de 45 pontos da região atingida pela lama, com especial atenção para o ITM, os vestiários e o entorno do estacionamento, onde as equipes se concentram mais. 

* Com informações da Agência Brasil.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Mãe de Geddel alega “orientação médica” e falta a depoimento sobre R$ 51 milhões

Publicado

em


Dinheiro encontrado em
Divulgação/Polícia Federal

Dinheiro encontrado em “bunker” de Geddel Vieira Lima foi maior apreensão da Polícia Federal: R$ 51 milhões

Marluce Quadros Vieira Lima, mãe do ex-ministro Geddel e do ex-deputado Lúcio Vieira Lima, faltou ao depoimento marcado para a tarde desta sexta-feira (15) na 10ª Vara Crirminal do Distrito Federal, em Brasília. Esta já é a segunda vez que Marluce não vai à audiência.

A mãe de Geddel seria ouvida no âmbito de  ação que apura a origem dos R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal, em 2017, em um  bunker da família Vieira Lima em Salvador (BA). 

A defesa de Marluce, no entanto, alegou no fim da tarde de ontem, já após o término do expediente na Justiça Federal, que ela não poderia comparecer à audiência por “determinação médica” e pediu que o depoimento fosse mais uma vez adiado. Os advogados já haviam apresentado outro atestado, de 90 dias, no fim de outubro.

O juiz substituto da 10ª Vara, Ricardo Soares Leite, rejeitou o pedido da defesa e determinou que Marluce responda aos questionamentos do Ministério Público Federal (MPF) por escrito.

Leia também: Gilmar anula etapa da Lava Jato em SP e decisão pode levar caso a prescrever

O magistrado justificou a decisão destacando a “atenção aos princípios da celeridade, lealdade processual, busca da verdade real, ampla defesa e contraditório, bem como o interesse de resguardar a saúde da acusada, garantindo sua integridade física e psíquica”.

O juiz deu prazo de dez dias – a serem contados a partir da próxima segunda-feira (18) – para os procuradores e também para os advogados da defesa formularem suas perguntas. Após o recebimento, Marluce terá 15 dias para apresentar suas respostas.

Leia mais:  Universidades vão escolher como distribuir bolsas de doutorado

Marluce Quadros Vieira Lima foi denunciada inicialmente ao Supremo Tribunal Federal (STF), junto aos filhos Geddel e Lúcio e mais três pessoa: o ex-assessor parlamentar de Lúcio, Job Brandão; o ex-aliado de Geddel no diretório do MDB na Bahia Gustavo Pedreira do Couto Ferraz; e o empresário Luiz Fernando Machado da Costa Filho, sócio da construtora Cosbat.

A parte da ação que se refere a Marluce foi desmembrada da ação original e enviada à primeira instância da Justiça justamente porque a matriarca dos Vieira Lima não pôde ser interrogada e o relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, não queria que o caso ficasse parado.

Essa ação contra Marluce, Geddel , Lúcio e os três demais réus apura supostos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo os R$ 51 milhões que estavam escondidos em apartamento em Salvador. A Procuradoria-Geral da República (PGR) alega que parte dos valores foram empregados pelo grupo na compra e revenda de imóveis de alto padrão na capital baiana como meio de ocultar suas origens.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo

Votação

O eleitor mateense tem até 07 de março de 2019, a chance de indicar espontaneamente, o que pode ser no futuro o PREFEITO do Município. Escolha entre esses candidatos apresentados:

Entretenimento56 minutos atrás

Débora Nascimento termina casamento com José Loreto após descobrir traição

Débora Nascimento e José Loreto não estão mais juntos. A informação é do colunista Leo Dias que disse que o...

Entretenimento56 minutos atrás

Ator de “Belíssima” que se jogou de prédio fala pela primeira vez sobre vício

O ator de “Belíssima” Vitor Morosini, que viveu Isaac, o filho de Safira (Claudia Raia) na novela contou pela primeira...

Entretenimento56 minutos atrás

Daniele Suzuki aparece de topless e arranca suspiros com novo ensaio

Daniele Suzuki deixou a manhã de sábado (16) dos seus seguidores mais iluminada com um novo clique no Instagram. Na...

Entretenimento56 minutos atrás

Sabrina Sato aposta em maiô cavado para último ensaio pré-Carnaval

Sabrina Sato enfrenta a maratona final de preparação para o Carnaval e na última sexta-feira ela esteve no Anhembi para...

Nacional1 hora atrás

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode chegar a R$ 32 milhões na quarta-feira

Paulo Pinto/Fotos Públicas Aposta mínima da Mega-Sena (seis números) custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer casa lotérica...

São Mateus2 horas atrás

Petrocity: o primeiro porto-cidade do País, anuncia CEO

SÃO MATEUS (ES) – Com recebíveis de R$ 1,6 bilhão já garantidos para assim que for liberada a licença de...

Nacional2 horas atrás

Bolsonaro assina saída de Bebianno, dizem interlocutores do governo

Reprodução/Instagram Gustavo Bebianno Ex-presidente do PSL, Gustavo Bebianno, confirmou que deve deixar o cargo de ministro na segunda-feira (18) O...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana