conecte-se conosco



Política

Doria estuda chamar Meirelles para governo em SP: “É o secretário dos sonhos”

Publicado

em


Henrique Meirelles durante evento do Lide, grupo de João Doria; ex-ministro pode ser secretário em SP
Divulgação/Grupo Lide
Henrique Meirelles durante evento do Lide, grupo de João Doria; ex-ministro pode ser secretário em SP

O governador eleito em São Paulo, João Doria (PSDB), pretende contar com o ex-ministro Henrique Meirelles
(MDB) em sua gestão no Palácio dos Bandeirantes, que terá início em janeiro. Esse desejo foi confirmado nesta segunda-feira (12) pelo próprio tucano durante o anúncio de seu futuro secretário da Justiça, Paulo Dimas Mascaretti, e da futura secretária da Pessoa com Deficiência, Célia Leão.

Leia também: Doria promete a Bolsonaro apoio da bancada do PSDB à reforma da Previdência

João Doria
 classificou Meirelles como “secretário dos sonhos” para chefiar a pasta da Fazenda em São Paulo, mas disse que, até o momento, não houve convite ao ex-ministro, que atuou nos governos Lula (PT) e Temer (MDB) e foi sétimo colocado nas eleições presidenciais de outubro, com apenas 1,20% dos votos válidos.

“O ex-ministro é um dos nomes mais qualificados no País, sobretudo em sua área. É brilhante e meu amigo há muito tempo. Não houve nenhum convite, mas eu diria que é o ‘secretário dos sonhos’ de qualquer governador do Estado”, afirmou Doria.

Meirelles pode se tornar o quarto ex-ministro de Temer
a se juntar ao time de Doria em SP. Já foram confirmados Gilberto Kassab, ex-ministro da Ciência e Tecnologia, Rossieli Soares, atual chefe do MEC, e Sérgio Sá Leitão
, que está à frente do MinC. Eles atuarão em São Paulo à frente das pastas da Casa Civil, Educação e Cultura, respectivamente.

João Doria repete Bolsonaro e escolhe magistrado para Justiça


João Doria tem atuado para montar sua equipe de governo
Divulgação
João Doria tem atuado para montar sua equipe de governo

No início da tarde desta segunda-feira, Doria anunciou
mais dois nomes para sua equipe: o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-SP) Paulo Dimas Mascaretti assumirá a Secretaria de Justiça, enquanto a deputada estadual Célia Leão (PSDB) assumirá a Secretaria da Pessoa com Deficiência.

A nomeação do desembargador Mascaretti para a Justiça é tida como uma reprodução paulista do movimento tomado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) em relação ao juiz Sérgio Moro, seu futuro ministro da Justiça. Já a inclusão de Célia Leão em sua equipe é um aceno ao PSDB, partido de Doria que até o momento não estava representado no futuro secretariado do governo.

Doria afirmou neste início de tarde que pretende reduzir o número de secretarias em São Paulo. Atualmente, são 25 pastas no governo. “Vamos diminuir o número de pastas, mas não vamos anunciar agora”, disse. 

Os  demais secretários já anunciados
por João Doria
para compor sua equipe de governo são o médico José Henrique Germano, escolhido para ocupar a Secretaria de Saúde, e o produtor rural Gustavo Junqueira, que vai liderar a pasta da Agricultura.

Comentários do Facebook

Política

Pedido de impeachment de Witzel é protocolado na Alerj

Publicado

em

source
Wilson Witzel arrow-options
Reprodução/TV Globo

Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

Um pedido de impeachment contra o governador Wilson Witzel foi protocolado por deputados do PSL , aliados de Bolsonaro , nesta terça-feira (18), e está nas mãos da mesa diretora da Alerj, conforme antecipou a coluna de Berenice Seara.

O requerimento, no entanto, não tem data para ser levado à frente — ou encaminhado a uma gaveta na Assembleia Legislativa do Rio . O regimento da Casa, afirma a coluna, não dá um prazo à mesa diretora para decidir o que fazer.

Leia mais: Paciente morde e arranca parte de rosto de médico; imagens fortes

Sete deputados do PSL — o líder, Doutor Serginho, junto com Alana Passos, Anderson Moraes, Coronel Salema, Filippe Poubel, Márcio Gualberto e Renato Zaca — deram entrada no documento, acusando o chefe do Palácio Guanabara de crime de responsabilidade no caso das suspeitas de arapongagem.

Eles citam como primeira testemunha do caso o presidente Jair Bolsonaro , inimigo jurado de Witzel . O último pedido de impeachment apresentado à Assembleia foi do então governador Luiz Fernando Pezão. A mesa diretora aprovou o documento e a comissão foi formada — longo antes de o mandato terminar.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional2 minutos atrás

Cedae é multada por falta de água durante incêndio no Museu Nacional

arrow-options Divulgação Incêndio do Museu Nacional aconteceu em 2018. A Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do...

Mulher15 minutos atrás

5 bebidas para tomar antes de dormir e perder peso durante o sono

Pode parecer inacreditável, mas é real: certas bebidas, se tomadas antes de dormir, ajudam nosso corpo a perder peso ,...

Política28 minutos atrás

Pedido de impeachment de Witzel é protocolado na Alerj

arrow-options Reprodução/TV Globo Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel Um pedido de impeachment contra o governador Wilson Witzel foi...

Nacional40 minutos atrás

Homem agride e estupra a própria esposa em Nova Iguaçu na Baixada Fluminense

arrow-options Policia Civil Divulgação Homem agrediu e estuprou a esposa Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de...

Política40 minutos atrás

Descartáveis: semana para debater uso zero

O deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB) propôs a criação da “Semana Estadual de Conscientização e Orientação do Uso Zero de...

Política41 minutos atrás

Tribunal mantém liberdade de Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba

arrow-options Junior Fernandes/Secom-PB Ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho é investigado por desvio de dinheiro público A Sexta Turma do Superior...

Política41 minutos atrás

Selma Arruda acusa Alcolumbre de usar sua cassação para tentar reeleição

arrow-options Waldemir Barreto/Agência Senado Acusações contra a senadora ocorrem no âmbito das eleições de 2018 Cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana