conecte-se conosco


Direto de Brasília

Dono de software revela que foi contratado para disparar mensagens pró-Bolsonaro

Publicado

em

Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Mensagens a favor da eleição de Jair Bolsonaro teriam sido enviadas após contrato assinado por empresas brasileiras

Uma plataforma espanhola que possibilita o envio massivo de mensagens por meio do WhatsApp foi contratada, no ano passado, para disparar mensagens favoráveis ao hoje presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), durante a sua campanha eleitoral. As informações foram reveladas pelo próprio dono da plataforma, em uma gravação obtida pelo jornal Folha de S.Paulo .

Se confirmada a contratação a favor de Bolsonaro , que teria sido feita por uma série de empresas brasileiras, não pelo candidato em si, o episódio deve ser configurado por crime eleitoral. Afinal, a doação de empresas para campanhas de caráter eleitoral é proibida no Brasil. Além disso, ações não declaradas de pessoas físicas também são ilegais no País.

O jornal conseguiu acesso a gravações em que o dono da espanhola Enviawhatsapps , Luis Novoa, conta que empresas brasileiras de diferentes setores teriam conprado o software desenvolvido por ele. Ainda segundo a publicação, Novoa diz não saber que o produto oferecido por ele estava sendo usado para campanha eleitoral, ou seja, para fins ilegais.

“Eles contratavam o software pelo nosso site, fazíamos a instalação e pronto […] Como eram empresas, achamos normal, temos muitas empresas [que fazem marketing comercial por WhatsApp]”, afirma o espanhol, segundo a Folha de S.Paulo . Perguntado durante a conversa gravada, ele ainda chega a afirmar “Eram campanhas para Bolsonaro”.

Também de acordo com as gravações e com a reportagem, o empresário só percebeu que havia algo errado naquela situação quando suas linhas telefônicas foram cortadas pelo próprio WhatsApp com a alegação de mau uso da plataforma. Procurado, o aplicativo confirmou que cortou linhas da Enviawhatsapp.

Leia mais:  Bolsonaro reafirma seu compromisso de “abrir a caixa-preta do BNDES”

Apesar da gravação, procurado pela Folha , Novoa nega que tenha trabalhado para políticos brasileiros. “Tanto faz se gravaram sem permissão uma conversa informal. Repito pela enésima vez: não trabalhamos com campanhas políticas no Brasil”, disse ele à reportagem do jornal brasileiro, quando confrontado pela gravação que cita Bolsonaro .

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Ações de FHC, Lula e Dilma foram “chave” no combate à fome no Brasil, diz ONU

Publicado

em

bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR – 19.7.19
Presidente Jair Bolsonaro disse que fome no Brasil “é uma grande mentira”

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta sexta-feira (19), em café da manhã com correspondentes de jornais estrangeiros, que “passar fome no Brasil é uma grande mentira” , explicando que “não se vê gente pelas ruas com físico esquelético”  O capitão também atacou os antecessores no Planalto Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT), desejando que, “se Deus quiser”, “não teremos mais pessoas” como os três ex-presidentes  na política.

As declarações de Bolsonaro surgem na mesma semana em que a Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou um relatório anual sobre a fome no mundo. O documento reserva duas páginas para analisar a evolução do Brasil nos últimos 20 anos, destacando o papel de programas de combate à fome, redução da pobreza e da desigualdade social lançados justamente por iniciativa de FHC, Lula e Dilma.

“A persistente desigualdade e dificuldade no acesso a serviços básicos como educação e saúde são bem conhecidas no Brasil. De todo modo, nos anos 2000, a desigualdade caiu substancialmente, enquanto a economia do país cresceu 3,2% entre 1999 e 2014”, reportou a ONU . “O crescimento da renda familiar, combinado com sólidas e coordenadas políticas social, educacional, e para a saúde foram a chave para a redução da pobreza e da desigualdade no Brasil entre 2002 e 2014”, continua o documento.

Leia também: “Não tô vendo nenhum magro”, diz Bolsonaro a jornalistas após fala sobre fome

O relatório, desenvolvido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), menciona três programas que ilustram o que seriam essas “sólidas e coordenadas políticas social, educacional, e para a saúde”: Fome Zero , Brasil sem Miséria e Bolsa Família.

Leia mais:  Polícia Civil e MP realizam operação contra 81 traficantes de droga em Niterói

O Fome Zero foi o primeiro programa criado por Lula em seu primeiro mandato, em 2003, e previa desde ajuda financeira a famílias pobres até a construção de restaurantes populares. Já o Brasil sem Miséria foi lançado em 2011, já no governo Dilma Rousseff. O Bolsa Família , embora tenha recebido esse nome já durante o governo Lula, em 2004, nasceu de medida provisória editada pelo antecessor do petista na Presidência, Fernando Henrique Cardoso.

“Fome Zero representou uma iniciativa chave do novo governo brasileiro em 2003. Ele transformou a segurança alimentar e nutricional em um assunto crucial para a estratégia social e econômica, e também introduziu a erradicação da fome à agenda política do País”, disse a FAO. 

“O Fome Zero e seu sucessor, Brasil sem Miséria , coordenaram vários programas em diversos setores: transferência de renda, merenda escolar, acesso à saúde, agricultura familiar, inclusão produtiva, acesso à água e saneamento básico, entre outras. Um desses programas é o Bolsa Família, o emblemático programa brasileiro de transferência de renda”, continua o relatório.

“É estimado que a transferência de renda promovida pelo Bolsa Família seja responsável por 25% da redução da extrema pobreza e por 15% da redução da pobreza desde 2004”, finaliza o texto das Nações Unidas. 

Leia também: Além da Previdência: as principais propostas aprovadas na Câmara no 1º semestre

Horas após a declaração de Bolsonaro a respeito da suposta inexistência da fome no Brasil, o presidente recuou e reconheceu que “uma pequena parte dos brasileiros” passa fome. E voltou a criticar gestões anteriores: “Temos problemas alimentares no Brasil? Temos. Não é culpa minha. Vem de trás”.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Entretenimento22 minutos atrás

Ana Maria sobre parceria com Louro José: “O que eu não puder falar, ele fala”

Na última quinta-feira (18)  Ana Maria Braga foi a convidada de Tatá Werneck no programa “Lady Night”, exibido no Multishow...

Esportes22 minutos atrás

Argélia derrota Senegal por 1 a 0 e conquista Copa Africana de Nações

arrow-options AFC/DIVULGAÇÃO Riyad Mahrez, astro da Argélia Com um gol logo no começo da partida, a seleção da Argélia bateu...

Esportes22 minutos atrás

Goleiro Bruno deixa prisão em Varginha e cumprirá regime semiaberto

arrow-options Reprodução/EPTV Goleiro Bruno Após obter o direito à progressão ao regime semiaberto , o goleiro Bruno Fernandes deixou o...

Nacional22 minutos atrás

Bolsonaro em vazamento: “Dos governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”

arrow-options Marcos Corrêa/PR Bolsonaro chamou Nordeste de “Paraíba” Captada por microfones, uma declaração do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (19) provocou reações...

Nacional22 minutos atrás

Ministro do Turismo tira licença para tratar de “assuntos particulares”

arrow-options Isac Nóbrega/PR – 30.5.19 Ministro do Turismo pediu licença do cargo O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio — assim como fez...

Versão Impressa45 minutos atrás

FA 1108 / 20 DE JULHO DE 2019

Comentários do Facebook Leia mais:  Secretário de Estado dos EUA ataca interferência de China e Rússia na Venezuela

Polícia Federal1 hora atrás

PF combate concussão e lavagem de dinheiro em Vila Velha/ES

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (19/7) a Operação Endosso, com o objetivo de desarticular suposto esquema...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana