conecte-se conosco



Economia

Dólar fecha R$ 5,55, em alta pela terceira semana seguida

Publicado

em


source

Agência Brasil

dólar
Thinkstock/Getty Images

Novas medidas de confinamento em alguns países europeus, depois do surgimento de uma segunda onda de casos de Covid-19, fez o dólar subir

Em mais um dia de instabilidade no mercado internacional, a moeda norte-americana voltou a subir e encerrou em alta pela terceira semana seguida. O  dólar comercial fechou esta sexta-feira (25) vendido a R$ 5,554, com alta de R$ 0,044 (+0,8%). O dólar fechou a semana com alta acumulada de 3,29%.


A moeda chegou a aproximar-se de R$ 5,60 durante o dia, mas desacelerou perto do fim da sessão. A divisa acumula alta de 1,33% em setembro e de 38,4% em 2020.

A força do dólar ante o real nesta semana ocorreu em sintonia com um movimento de aversão no mercado internacional. A cotação refletiu o aumento da demanda por dólares em todo o planeta depois que indicadores apontaram desaceleração econômica nos Estados Unidos e na Europa, elevando temores sobre a sustentabilidade da retomada de diversas economias avançadas.

A esse medo se somaram novas medidas de confinamento em alguns países europeus, depois do surgimento de uma segunda onda de casos de Covid-19 no continente. Nos Estados Unidos, a semana foi marcada pela continuação do impasse sobre um novo pacote de estímulos, num momento em que o Federal Reserve (Banco Central do país) informou ter pouco espaço para reduzir juros.

No mercado de ações, a bolsa de valores começou o dia com fortes perdas, mas reverteu o movimento ao longo da sessão e encerrou perto da estabilidade. O índice Ibovespa, da B3 (a bolsa de valores brasileira), fechou esta sexta-feira aos 96.999 pontos, com leve recuo de 0,01%.

Esta foi a quarta semana seguida em que o Ibovespa acumula perdas. Em setembro, o índice recuou 2,38%, no caminho de registrar pior resultado para o mês desde 2015.

*Com informações da Reuters

Comentários do Facebook

Economia

Caixa possibilita pagamento parcial da prestação para clientes da habitação

Publicado

em

Clientes podem escolher entre pagar 75% do valor integral da parcela por seis meses, ou 50% do valor, por um período de três meses

A CAIXA anunciou, na última quarta-feira (14/10), a marca histórica de R$ 500 bilhões de carteira de crédito imobiliário, além de mais cinco medidas para estímulo ao setor. Uma das novas medidas, voltada para os clientes com contrato de crédito imobiliário que necessitem de apoio para saldar seus compromissos financeiros, foi o pagamento parcial da prestação. A nova alternativa negocial permite a esses clientes retomar o fluxo de pagamento das prestações do financiamento habitacional de forma gradual.

Os clientes que apresentem dificuldade para pagar integralmente a prestação neste momento de pandemia poderão realizar, por um período, o pagamento de parte da prestação. O cliente poderá optar pelo pagamento de 75% do valor integral da parcela, por seis meses, ou 50% do valor, por um período de três meses. A medida proporciona às famílias a possiblidade de se reorganizarem para voltar a pagar integralmente a prestação mensal.

Para solicitar a alternativa de pagamento parcial, basta o cliente acessar o aplicativo Habitação CAIXA

A nova medida não se trata de pausa emergencial nas prestações dos contratos habitacionais, possibilidade que foi ofertada pelo banco durante seis meses, e encerrou no último dia 29 de setembro. Também não quer dizer desconto ou redução da prestação, mas sim uma possibilidade de pagamento parcial por período delimitado. O valor não pago durante a vigência da negociação pelo pagamento parcial, de acordo com o percentual escolhido, será incorporado ao saldo devedor do contrato e diluído no prazo remanescente. O contrato não está isento da incidência de juros remuneratórios, seguros e taxas. A taxa de juros e o prazo contratados inicialmente não sofrem alteração.

Para solicitar a alternativa de pagamento parcial, basta o cliente acessar o aplicativo Habitação CAIXA, disponível para os sistemas operacionais Android e IOS. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente.

Para contratos em atraso, há também a opção de atendimento pelo WhatsApp – 0800 726 0104, opção 3.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política3 minutos atrás

Bolsonaro tem aprovação de 18% a 66% nas capitais do Brasil, aponta Ibope

Agência Brasil Jair Bolsonaro divide opiniões e popularidade nas capitais vai de 18%, em Salvador, a 66%, em Boa Vista...

Entretenimento18 minutos atrás

André Marques lembra rotina antes da bariátrica: “Hibernava igual urso”

André Marques falou no “É de Casa”, na manhã deste sábado (17), sobre algumas mudanças em sua vida após passar...

Mulher18 minutos atrás

Como fazer o esmalte durar mais: confira 11 dicas infalíveis

Reprodução: Alto Astral Como fazer o esmalte durar mais: confira 11 dicas infalíveis A única maneira de fazer o esmalte...

Economia24 minutos atrás

Caixa possibilita pagamento parcial da prestação para clientes da habitação

Clientes podem escolher entre pagar 75% do valor integral da parcela por seis meses, ou 50% do valor, por um...

Política33 minutos atrás

Amado e odiado, Bolsonaro tem aprovação de 18% a 66% nas capitais, aponta Ibope

Agência Brasil Jair Bolsonaro divide opiniões e popularidade nas capitais vai de 18%, em Salvador, a 66%, em Boa Vista...

Mulher33 minutos atrás

“Defendeu mulheres pouco antes de morrer”, diz irmão de PM assassinada  por ex

A soldado da Polícia Militar da Bahia Sylvia Rafaella Gonçalves Pereira, de 38 anos, virou vítima de algo contra o...

Mulher33 minutos atrás

Tarot: Como essa ferramenta pode ser usada para a espiritualidade

Renata Prado Tarot: Como essa ferramenta pode ser usada para a espiritualidade O tarot é uma ferramenta que pode ser...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!