conecte-se conosco



Economia

Dólar fecha abaixo de R$ 5,10 pela primeira vez em duas semanas

Publicado

em

 

 
dolares
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL

Dólar fecha abaixo de R$ 5,10

Em reação à desaceleração de casos do novo coronavírus em diversos países da Europa e em algumas regiões norte-americanas, o dólar caiu para o menor nível em duas semanas. A bolsa de valores caiu depois de três altas seguidas, mas fechou a semana com alta de 12%. Mesmo assim, o dólar comercial encerrou a quinta-feira (9) vendido a R$ 5,091, com recuo de R$ 0,053 (-1,02%). 

A moeda chegou a operar em alta nos primeiros minutos de negociação, mas reverteu a tendência ainda durante a manhã. Na mínima do dia, por volta das 12h, a cotação chegou a atingir R$ 5,05. A cotação está no menor nível desde 26 de março, quando tinha fechado em R$ 4,996.

O Banco Central (BC) interveio no mercado. A autoridade monetária não vendeu dólares das reservas internacionais hoje, mas leiloou US$ 297 milhões em contratos de swap cambial, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro. Em 2020, o dólar comercial acumula alta de 26,85%.

Bolsa de valores

Depois de três dias seguidos de alta, o índice Ibovespa, da B3 (bolsa de valores brasileira), fechou o dia aos 77.682 pontos, com recuo de 1,2%. Mesmo assim, o índice acumula valorização de 12% na semana.

Há várias semanas, os mercados financeiros em todo o planeta atravessam um período de nervosismo por causa da recessão global provocada pelo agravamento da pandemia de coronavírus. As interrupções na atividade econômica associadas à restrição de atividades sociais travam a produção e o consumo, provocando instabilidades.

Petróleo

A bolsa subiu durante quase todo o dia, mas reverteu a tendência depois do fim da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). Os países fecharam um acordo para reduzir a produção global em 10 milhões de barris por dia em maio e junho. No entanto, dúvidas se países de fora da Opep também reduzirão a produção fizeram diversas bolsas internacionais cair.

A guerra de preços de petróleo começou há cerca de um mês, quando Arábia Saudita e Rússia aumentaram a produção, mesmo com os preços caindo por causa da baixa demanda provocada pela pandemia. Na semana passada, a cotação do barril do tipo Brent chegou a operar próxima de US$ 20, no menor nível em 18 anos. Segundo a Petrobras, a extração do petróleo na camada pré-sal só é viável para cotações a partir de US$ 45.

Por volta das 18h30, o Brent era vendido a US$ 31,99, com recuo de 2,59%. As ações da Petrobras, as mais negociadas na bolsa, também caíram. Os papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) desvalorizaram-se 3,66% nesta quinta. Os papéis preferenciais (com preferência na distribuição de dividendos) recuaram 2,89%.


Fonte: IG

Comentários do Facebook

Economia

O valor da educação na defesa do consumidor

Publicado

em


source
sala de aula
PEDRO SILVEIRA – 11.5.2010

Escola do Procon-SP leva conhecimento a variados públicos como professores, crianças e consumidores em geral

​O processo de educação deve ter como uma de suas metas priorizar a informação. Com o advento da internet e dos aparelhos de telefonia móvel a ela conectados, operou-se enorme massificação da informação : mensagens trocadas, envio de informações para o outro lado do mundo, pesquisas e toda sorte de interações em um pequeno aparelho que cabe na palma da mão.

No entanto, nem todas as informações são corretas e adequadas. Algumas são até perigosas. Só a educação correta e acessível permitirá ao cidadão e distinguir o conhecimento útil do pernicioso à sua saúde, segurança ou economia.

Veja também: Procon notificou TikTok sobre privacidade infantil

​A Constituição Federal estabeleceu em seu art. 205 que “a educação é direito de todos e dever do Estado e da família”. A sociedade tem direito de exigir do Estado políticas sociais efetivas e ações concretas. Considerou também a defesa do consumidor direito fundamental (CF, seu art. 5º, XXXII) e insuscetível de ser suprimido até mesmo por emenda constitucional (cláusula pétrea-CF, art. 60, § 4º). Incluiu ainda, a defesa do consumidor entre os princípios da ordem econômica (CF, art. 170, V).

​O Código de Defesa do Consumidor considera a educação e a informação princípios da Política Nacional das Relações de Consumo (art. 4º IV) e direito básico de todo consumidor (art. 6º, II e III). Seu art. 8º, obriga o fornecedor a informar sobre os riscos na utilização de produtos e serviços potencialmente perigosos e seu art. 9º impõe o dever de informar de maneira ostensiva e adequada sobre a nocividade ou periculosidade do serviço ou produto.

Leia mais:  Covid-19 e mensalidades escolares: tire suas dúvidas

O art.43, por sua vez, assegura ao consumidor o acesso às informações existentes em cadastros sobre seus dados pessoais e de consumo.

​O PROCON-SP, percebendo que a grande massa da população pouco conhece seus direitos, criou em abril de 2019, a Escola de Proteção e Defesa do Consumidor, com a missão de transmitir ao consumidor informação correta, em linguagem acessível.

​A Escola é subdividida em três grandes núcleos: publicação, pesquisa e cursos, os quais trabalham interagindo entre si, em constante troca de informações, alcançando o público por meio de cartilhas, cursos e palestras gratuitas.

​No segundo semestre de 2019, a palestra Armadilhas do Consumidor transmitiu aos cidadãos as estratégias utilizadas pelo marketing dos fornecedores para seduzi-los a consumir o que não precisam, causando danos às suas economias.

​Para o público infantil , a Escola do Procon/SP criou o Teatro de Fantoches, utilizando-se de métodos lúdicos, mediante encenação de peça musicada com temas como consumo e alimento saudável.

Mais informações: Coronavírus e prazo de garantia

Há também um Minitrailler completamente transformado em pequeno supermercado, onde as crianças são imersas em um ambiente de compras e são suscitadas a identificar irregularidades, desenvolvendo assim, desde pequenos, a cultura de um cidadão atento e sabedor de seus direitos.

​Ao público em geral, são ministrados gratuitamente cursos básicos sobre direitos do consumidor e orientação financeira. Na Oficina de Idosos , há uma roda informal de conversas, na qual o especialista do Procon/SP aborda os problemas mais enfrentados por essa parcela da população.

Para os educadores, a Escola ministra capacitação no Projeto Saber Consumir , incentivando, de forma transversal e interdisciplinar, os educadores a abordar o tema consumo consciente e sustentável dentro de suas aulas.

​Foi também organizado o ciclo de palestras Mestres do Consumidor e Congressos Internacionais, congregando renomados especialistas na área.

Em seus eventos educativos , a Escola tem como meta dar acessibilidade ao maior número possível de cidadãos com deficiências, tanto é assim, que no ano de 2019, em seu 1º Congresso Internacional de Defesa do Consumidor, treinou oficiosamente o seu quadro de funcionários para melhor receber os deficientes visuais, auditivos, motores e mentais que estivessem presentes.

Mais do que isso, foram locados cerca de 100 (cem) fones de ouvido, serviço de audiodescrição e três intérpretes de libras . Um dos pontos mais emocionantes do evento ficou por conta do Coral da ADEVA – Associação dos Deficientes Visuais e Amigos, que se apresentaram em frente ao palco principal e emocionaram a todos os presentes.

Educar é informar corretamente.

Sem investimentos e atenção na educação e na informação, não será possível concretizar o princípio da igualdade em seu real sentido. Na área do consumidor , o Procon/SP está fazendo a sua parte.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Internacional9 minutos atrás

Médicos dos EUA pedem dados de remdesivir para orientar tratamento

. Médicos dos Estados Unidos (EUA) e outros membros da comunidade científica estão pedindo a publicação dos dados que convenceram...

Saúde7 horas atrás

Covid-19 atinge 62% dos municípios brasileiros; 24% registram mortes

. Em entrevista diária do Ministério da Saúde, nesta quinta-feira (21), o diretor do Departamento de Análise em Saúde e...

Saúde7 horas atrás

Covid-19: pesquisa com profissionais de saúde mostra 11% infectados

. Levantamento aponta que entre 6.131 profissionais de saúde do Rio de Janeiro testados para covid-19, 11% tiveram resultado positivo....

Internacional7 horas atrás

Covid-19: Itália pode ter quase 19 mil mortes acima do registrado

Reprodução Os italianos desfrutam de restrições mais flexíveis após um dos mais longos e rigorosos bloqueios da Europa A Itália pode...

Mulher7 horas atrás

Ex-funcionária acusa Alex Atala de assédio sexual; advogado do chef nega

Divulgação “A gerência e a esposa dele sabem”, diz mulher que acusa chef Alex Atala de assédio sexual Sob o...

Estadual7 horas atrás

Mulher deve ser indenizada pelo atraso em entrega de apartamento em Vila Velha

. O empreendimento também foi entregue com diversos problemas estéticos e de qualidade. Uma moradora de Vila Velha deve ser...

Estadual7 horas atrás

Mais de 100 servidores e estagiários recebem treinamento virtual sobre o PJe

. As atividades foram transmitidas ao vivo por meio de plataforma de videoconferência. Mais de 100 integrantes do Poder Judiciário...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!