conecte-se conosco


Nacional

‘Dispenso os votos de quem pratica violência contra a oposição’, diz Bolsonaro

Publicado

em


Jair Bolsonaro tem campanha centrada na internet e teve que engrossar seu discurso sobre a violência política
Reprodução/Youtube

Jair Bolsonaro tem campanha centrada na internet e teve que engrossar seu discurso sobre a violência política

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmou, na noite desta quarta-feira (10), que é contra qualquer ato de violência política contra pessoas que não pretendem votar nele no segundo turno das eleições 2018 . Segundo o presidenciável, quem adota tais atitudes pelas ruas pode deixar de dedicar seus votos a ele, pois a campanha do PSL ‘dispensa estes votos’.

“Dispensamos voto e qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores que não votam em mim”, escreveu Bolsonaro nas redes sociais, frente aos episódios de violência política . “A esse tipo de gente, peço que vote nulo ou na oposição por coerência, e que as autoridades tomem as medidas cabíveis, assim como contra caluniadores que tentam nos prejudicar”, completou.

A declaração de Bolsonaro vem depois de uma sequência de relatos de violência atribuídos, principalmente, a seus apoiadores. No último domingo (7), um mestre de capoeira foi morto, na Bahia, por um apoiador de Bolsonaro , após uma discussão política. 

Na última terça-feira (9), perguntado sobre o episódio, o candidato havia dito que lamentava o fato, mas afirmou que não tinha responsabilidade pelos atos dos seus seguidores. “Quem tomou a facada fui eu, pô! O cara lá que tem uma camisa minha, comete lá um excesso. O que eu tenho a ver com isso? Eu lamento” disse o candidato. “Peço ao pessoal que não pratique isso, mas eu não tenho controle sobre milhões e milhões de pessoas que me apoiam”, disse.

Leia mais:  Idoso é preso ao ser pego em flagrante beijando e acariciando o neto

Cerca de 50 episódios de violência política 


Violência política em Porto Alegre: jovem é agredida por apoiadores de Bolsonaro,  que gravaram o símbolo do nazismo na pele da vítima
Reprodução

Violência política em Porto Alegre: jovem é agredida por apoiadores de Bolsonaro, que gravaram o símbolo do nazismo na pele da vítima

Na noite desta segunda-feira (8), uma jovem de 19 anos registrou um boletim de ocorrência em Porto Alegre . Ela, que usava uma camiseta com a estampa “#Elenão”, em repúdio ao presidenciável, afirmou ter sido agredida por três homens que se indentificavam como  apoiadores de Bolsonaro .

Eles a agrediram e, com um estilete, gravaram uma suástica – o símbolo do nazismo – em sua pele. A polícia a acompanhou em um exame de lesão corporal, e a jovem passa bem.

Frente à continuação destes episódios, o discurso de Bolsonaro teve que endurecer. De acordo com a Agência Pública, apoiadores do presidenciável realizaram pelo menos 50 ataques em todo o País desde as eleições.

O primeito turno foi realizado no domingo (7), com 13 candidatos. Bolsonaro venceu com 46,03% dos votos válidos. Haddad terminou com 29,28%. Ambos vão disputar a corrida presidencial no segundo turno.

Leia também: Bolsonaro ainda não pode ir a debate ou fazer campanha, dizem médicos

Apesar da recomendação médica de evitar um ritmo mais acelerado de atividades, Bolsonaro convocou um ato político no Rio nesta quinta-feira (11). Por meio de interlocutores, o candidato convocou os eleitos pelo PSL e partidos coligados para o evento, às 14h, no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca. A expectativa, segundo apoiadores, é reunir 380 pessoas.

No evento, será transmitido um discurso do candidato destacando a importância do engajamento no segundo turno. Espera-se que ele fale também a respeito da escalada de violência política após o primeiro turno e que critique aqueles que estão agredindo a oposição na rua.

Leia mais:  Acidente com carreta mata uma pessoa e deixa duas mulheres feridas na BR-101

* Com informações da Agência Brasil.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Publicado

em


Família de Luciano Macedo
Reginaldo Pimenta/Agência O Dia

Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército

O enterro do catador de material reciclável Luciano Macedo, 27 anos, acontecerá nesta sexta-feira (19) à tarde, no Cemitério de São Francisco Xavier, no Caju, zona portuária do Rio. A família não divulgou o horário do sepultamento.

Leia também: Morre catador baleado pelo Exército ao ajudar família alvo de 80 tiros no Rio

Luciano levou três tiros no domingo (7), ao tentar ajudar a família do músico Evaldo dos Santos Rosa, o Manduca, 51 anos, que teve o carro atingido por 83 tiros disparados por militares do Exército , quando passava por Guadalupe, zona norte do Rio. O músico morreu na hora. Os militares confundiram o carro de Evaldo com um veículo também branco que havia sido roubado por ladrões.

De acordo com informação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Luciano morreu na madrugada de ontem (18), no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Em nota, a secretaria informou que “todos os esforços clínicos necessários foram realizados por profissionais multidisciplinares do Hospital Estadual Carlos Chagas com o objetivo de oferecer o melhor atendimento ao paciente Luciano Macedo, vítima de perfuração por arma de fogo que deu entrada na unidade no último dia 7″.

A SES esclareceu que o paciente “apresentava estado de saúde gravíssimo desde a entrada na unidade, o que impossibilitava sua transferência”. No dia 17, Luciano Macedo foi submetido a uma cirurgia torácica, mas acabou morrendo às 4h20 da madrugada de ontem (18). O catador deixou mulher, Daiana Horrara, grávida de cinco meses.

Leia também: Bolsonaro diz que “exército não matou ninguém” sobre tiros em músico

Leia mais:  Jornalistas e instituições lamentam morte de jornalista RicardoBoechat

A organização não governamental (ONG) Rio de Paz conseguiu, por meio de doações, enxoval para o bebê e dinheiro para alugar casa para a viúva. De acordo com o advogado da família do catador, João Tancredo, nove tiros disparados pelos militares do Exército atingiram outro veículo estacionado do outro lado da rua. 

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo
Regional14 minutos atrás

Bandidos baleados em assalto a posto de Gasolina

 BARRA S. FRANCISCO (ES) – Policias do 11º BPM, foram acionados na noite desta quinta-feira (18), por volta das 20h30min,...

Estadual21 minutos atrás

Morador de rua é morto a socos e chutes no ES

Um morador em situação de rua, que foi identificado apenas pelo nome de Helder, foi morto na madrugada desta sexta-feira...

Esportes33 minutos atrás

Luan no Palmeiras? Verdão pode ceder Lucas Limas para contratar ídolo do Grêmio

Divulgação Ídolo do Grêmio, Luan pode ser o novo reforço do Palmeiras O elenco estrelado do Palmeiras pode ganhar mais...

Economia51 minutos atrás

AGU tenta recuperar mais de R$ 2 bilhões em fraudes no INSS

Agência Brasil AGU tenta recuperar mais de R$ 2 bilhões em fraudes no INSS A Advocacia-Geral da União (AGU) está...

Nacional1 hora atrás

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Reginaldo Pimenta/Agência O Dia Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército O enterro do catador de material reciclável Luciano...

Mulher1 hora atrás

7 receitas veganas para colocar em prática no almoço de Páscoa

É tradição em muitos lares brasileiros reunir a família para desfrutar de um almoço nos feriados, e um deles é...

Nacional3 horas atrás

Rússia diz que Relatório Mueller não prova interferência nas eleições americanas

Divulgação/White House Donald Trump não conspirou com a Rússia para vencer eleições, diz investigação O Kremlin disse na sexta-feira que...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana