conecte-se conosco


São Mateus

Direção da UPA de São Mateus rebate acusação de negligência médica

Publicado

em

FOTO: ARQUIVO FA NOTÍCIAS

SÃO MATEUS (ES) – A Direção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Mateus encaminhou ofício, nesta segunda-feira (10), ao prefeito Daniel Santana e ao secretário municipal de Saúde, Eduardo Ribeiro Morais, rebatendo a acusação de negligência médica, por uma página da internet de São Mateus.

O documento redigido em papel timbrado oficial da Prefeitura de São Mateus – Secretaria de Saúde – Fundo Municipal de Saúde (FMS), publicado em grupos de WhatsApp nesta terça-feira (11), é assinado pela diretora clínica Drª Vitória Valadares Mota e detalha o atendimento à paciente Renata Silva dos Santos Vasconcellos no início da noite de domingo (09). As informações são confirmadas pela recepcionista Maria Célia dos Reis Corrêa.

“Deixo claro que, em nenhum momento, a UPA deixou de ter médico presente durante o período de plantão (7h às 19h)”, afirmou Valéria. Ela frisou que, “para cobertura dos atendimentos encontravam-se na UPA a pediatra Wandra Prado e o médico clínico Marcos Tafuri”, e relata que a paciente foi atendida antes das 18h40.

Acionado por uma página da internet local, o prefeito Daniel Santana gravou em vídeo entrevista no local.

Confira abaixo vídeo gravado pelo prefeito Daniel da Açaí:

Sem conhecimento dos fatos, o prefeito fez críticas à médica Nayra Fundão, que, conforme a direção da UPA, havia deixado o plantão às 18h depois de realizar quase 100 atendimentos. Instigado pelo blogueiro, Daniel usou um tom ofensivo e chegou a ameaçar o secretário Eduardo Ribeiro de exoneração em ligação telefônica feita na recepção da UPA.

O caso teve grande repercussão em São Mateus e, acuada, a diretora clínica da UPA fez os devidos esclarecimentos sobre o caso nesta segunda-feira (10).


Confira abaixo a íntegra do documento:


 (*Com informações do Portal SBN)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Saiba que veículos devem usar as novas placas do Mercosul a partir de dezembro
publicidade

São Mateus

Agentes penitenciários recebem ameaças nas redes sociais em São Mateus

Publicado

em

Supostos familiares de presos chamam os servidores públicos de “corja de bandidos” e sugerem juntar dinheiro para “matar um por um desses canalhas”. Ameaças foram feitas na internet após parentes de detentos realizarem protesto contra supostas torturas em presídio de São Mateus

SÃO MATEUS (ES) – “Vamos criar um grupo de WhatsApp de parentes de presos para ficarmos mais fortes contra essa corja de bandidos e juntos fazermos uma parceria e arrecadar dinheiro para matar um por um desses canalhas”. O comentário com ameaça de morte contra inspetores penitenciários está circulando nas redes sociais e foi feito na tarde desta segunda-feira (18), horas depois de um protesto organizado por parentes de detentos  da Penitenciária Regional de São Mateus  contra supostas torturas a presos praticadas pelos servidores.

Quem escreveu o comentário se identifica como familiar de um interno e diz que é “lamentável” a denúncia que o detento faz. “Tenho um parente lá e é lamentável o que a gente escuta dele que acontece lá dentro, é de se revoltar contra uns imundos que estão lá defendendo seu miserável salário de R$ 2 mil para cuidar, não judiar”, diz outro comentário do mesmo homem.

O suposto parente de preso ainda ameaça as famílias dos inspetores penitenciários, que são chamados de “vermes imundos”. “Esses vermes imundos estão com os dias contados para começarem a pagar pelo que fazem. Logo, logo vocês vão ver o que vai acontecer com esses vermes ou com a família deles, para que eles comecem a refletir o sofrimento que estão causando a famílias de detentos. Eles não são juízes nem policiais para estarem fazendo Justiça com as próprias mãos a pessoas que estão algemadas e sendo espancadas feitos cachorros nas mãos desses vagabundos que se acham o tal e se acham os donos da verdade”, argumenta o homem.

Além disso, a mesma pessoa sugere a organização de uma nova manifestação para a fechar a BR 101 durante um dia inteiro. Uma mulher, que se identifica como esposa de um preso, responde: “Estamos juntos, então. Se continuar isso mesmo a gente faz outro protesto. Preso também tem família, não está abandonado”. No protesto desta segunda-feira, os manifestantes interditaram a rodovia federal, no quilômetro 71, em São Mateus, por uma hora.

PROCESSO

diretor de Comunicação do Sindicato dos Inspetores do Sistema Penitenciário do Espírito Santo, Jonathan Furlani, contou que o órgão está ciente das ameaças e um advogado já foi acionado para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

É inadmissível esse tipo de comentário. Há poucos dias já denunciamos uma advogada e faremos quantas vezes for necessário para que as pessoas entendam que insinuações levianas, desrespeitosas e até ameaças não serão aceitas”, destacou Furlani.

Ele também contou que o suposto familiar de detento, que fez os comentários ameaçadores, nas redes sociais foi identificado e será processado pelo sindicato. “Os advogados já estão trabalhando neste caso. São ameaças graves e que precisam de respostas nas vias judiciais”, afirmou.

Furlani ressaltou que denúncias de tortura são atendidas pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e que os inspetores penitenciários atuam de forma humana. “Nossos servidores trabalham exaustivamente, carregam o sistema prisional no braço, temos o pior salário da federação, muitas das nossas reivindicações não são atendidas e ainda assim fazemos nosso trabalho de forma legalista e humana”, defendeu.

SEJUS

Procurada, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informou, por nota, que tem conhecimento das ameaças contra os inspetores penitenciários feitas pelas redes sociais. Além disso, ressaltou que a Diretoria de Inteligência Prisional trabalha em conjunto com os demais órgãos de segurança pública a fim de averiguar as informações sobre os envolvidos nas ameaças para o devido encaminhamento ao Ministério Público do Espírito Santo (MPES).


(*Gazeta on line)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Bandidos roubam carro em assalto em Guriri
Continue lendo
Entretenimento1 hora atrás

Modelo brasileira Barbara Fialho vai se casar com filho de Bob Marley

A modelo mineira Barbara Fialho, dona de um corpo condizente com o nome e há sete anos consecutivos figura cativa...

Nacional1 hora atrás

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

Caberá aos conselhos seccionais avaliarem cada caso e determinar se o candidato tem a idoneidade moral necessária para advogar SÃO...

Educação2 horas atrás

Decreto de Bolsonaro corta 13,7 mil cargos em universidades públicas

Funções eliminadas eram concedidas a professores e coordenadores; entidades criticam corte BERNARDO CARAM – BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O decreto...

Nacional2 horas atrás

Acidente envolvendo quatro veículos deixa um morto e um ferido na BR 116

Acidente ocorreu na BR-116. Rodovia precisou ser parcialmente interditada, por conta da batida. Um grave acidente envolvendo dois carros e...

Direto de Brasília2 horas atrás

Governo chileno sugere que mulheres usem “vestido curto” em almoço com Bolsonaro

Reprodução/Twitter/Maite Orsini Pascal Deputada do partido de oposição se indigna com recomendação do governo chileno para que mulheres usem “vestido...

Política2 horas atrás

Kajuru chama Gilmar de “canalha” e o acusa de vender sentenças no STF

Agência Senado Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: ‘bandido e canalha’...

Educação2 horas atrás

Inep libera correção da redação do Enem 2018

shutterstock Tema da redação do Enem 2018 foi Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet Os...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana