conecte-se conosco


Saúde

Diminuir poluição do ar pode salvar 1 milhão de vidas por ano, afirma OMS

Publicado

em


Apesar de resultados positivos, poluição ainda é preocupação de países desenvolvidos
Reprodução/ Agência Brasil
Apesar de resultados positivos, poluição ainda é preocupação de países desenvolvidos

Cumprir as metas propostas pelo Acordo de Paris em relação à redução de emissões de poluentes pode ter resultados, não só ambientais, mas também na saúde das pessoas. De acordo com relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), reduzir a poluição do ar é capaz de salvar cerca de 1 milhão de vidas por ano no mundo todo. O comunicado foi dado nesta quarta-feira (5) na Cúpula do Clima realizada na cidade de Katowice, na Polônia.

Leia também: G20 pede uma reforma da OMC e reforça que o Acordo de Paris é “irreversível”

A principal preocupação em torno do avanço da mudança climática é de que todos os progressos na saúde mundial alcançados até agora sejam perdidos. De acordo com dados da OMS, cerca de 7 milhões de mortes são provocadas pela poluição do ar
, já que cerca de nove em cada dez pessoas em todo o mundo respiram ar poluído.

“É evidente que a mudança climática já está tendo um impacto severo na vida e na saúde das pessoas, e ameaça os pilares de uma boa saúde: ar limpo, água potável, provisão de alimentos nutritivos e um teto seguro”, comenta o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Além dos efeitos na melhora da saúde, a organização também declarou as consequências positivas que a diminuição da emissão de poluentes
. A promoção de ações para alcançar os objetivos propostos pelo Acordo de Paris custaria cerca de 1% do PIB mundial, número considerado baixo se for comparado ao custo para conter os impactos da poluição, estimados em um valor de mais de 4% do PIB mundial.

Leia mais:  Jovem morre por febre maculosa no interior de SP; estado teve 15 mortes em 2018

Leia também: Fungos podem ajudar a deteriorar resíduos plásticos em semanas, mostra estudo

A principal solução para a mudança desse cenário inclui a adoção de fontes de energia limpa, que não só melhorariam as condições do ar, mas também trariam benefícios imediatos para a saúde em todo o planeta. Uma dica trazida pela organização é a promoção de meios de transporte que exijam atividade física, que tanto podem trazer benefícios para o usuário, quanto para o meio ambiente.

De acordo com a Cúpula do Clima esse não é o único tópico que merece atenção. Em outro relatório, a OMS divulgou que as emissões de gases do efeito estufa
diminuíram 13% entre 1990 e 2016, mesmo com o expressivo aumento populacional e do PIB (Produto Interno Bruto).

Leia também: Fungos podem ajudar a deteriorar resíduos plásticos em semanas, mostra estudo

A notícia parece ser boa, mas a grande questão nesse caso é que, apesar dos bons resultados dos últimos anos, os índices atuais continuam ruins. De acordo com o relatório, muitos dos objetivos em torno da diminuição da poluição do ar
não conseguem ser atingidos pelos países desenvolvidos e, por isso, é exigida uma ambição política ainda maior por parte dos governantes, caso contrário, os efeitos do aquecimento global serão sentidos antes do previsto.

*Com informações da Agência Brasil

Comentários do Facebook
publicidade

Saúde

ES já registra 795 novos casos de tuberculose em 2019

Publicado

em

No Espírito Santo, somente em 2019, 795 novos casos de tuberculose foram registrados: a doença é uma das principais causas de morte em todo o planeta. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa).

Já em 2017, o número de casos novos foi de 1.155, correspondendo a um coeficiente de incidência de 28,8 casos por 100 mil habitantes. O Estado registrou, neste ano, 76,9% de cura da doença (853 pessoas curadas), mas 9,5% dos pacientes abandonaram o tratamento.

No ano de 2016, o número de casos novos foi de 1.053, sendo que 76,4% dos pacientes também ficaram curados da doença (805), mas o índice de abandono do tratamento foi maior, de 10,1%.

O Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen-ES) foi selecionado para compor a rede de laboratórios de referência nacional e regional para tuberculose e micobacterioses não-tuberculosas.

A tuberculose é uma enfermidade infecciosa e também transmissível. Ela é causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, que afeta principalmente os pulmões.

Transmissão

Ela é transmitida pelo ar, ou seja, acontece por inalação de aerossóis. Quando uma pessoa infectada espirra, fala e principalmente tosse, existe uma ativação no ar com as partículas em forma de aerossóis.

Teste para a doença

As pessoas conseguem saber se têm ou não a doença através de um teste rápido no SUS. O Ministério da Saúde oferece o teste e o diagnóstico é divulgado em apenas duas horas.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Fuja da inércia! Falta de exercícios pode se tornar ciclo vicioso
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Estadual20 minutos atrás

Redistribuição de royalties é tema de audiência

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) acerca da redistribuição dos royalties de petróleo entre todos os municípios do Estado...

Estadual20 minutos atrás

Adaptações em salas de aula em urgência

Os deputados estaduais aprovaram durante a sessão ordinária desta terça-feira (22) na Assembleia Legislativa (Ales) o requerimento de urgência para...

Estadual20 minutos atrás

CPI resgata 19 gatos em casa de Vila Velha

Uma ação da CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais, presidida pela deputada Janete de Sá (PMN), em parceria com o...

Estadual20 minutos atrás

Justiça mantém seis despachos denegatórios

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa (Ales) deliberou sobre 13 proposições, em reunião nesta terça-feira (22), no...

Agricultura1 hora atrás

Pavilhão Brasil é inaugurado na Fruit Attraction 2019 na Espanha

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE), em parceria com Associação Brasileira...

Agricultura1 hora atrás

Sessenta mil pescadores artesanais do Nordeste vão receber seguro defeso em novembro

No próximo mês, 60 mil pescadores artesanais afetados pelo vazamento de óleo no litoral do Nordeste receberão uma parcela do...

Agricultura1 hora atrás

Câmara do Agro 4.0 apresenta as principais demandas para ampliar o uso de novas tecnologias no campo

A Câmara do Agro 4.0 iniciou os trabalhos nesta terça-feira (22), durante a programação da 16ª Semana Nacional de Ciência...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana