conecte-se conosco


Direto de Brasília

Deputado do PSL dá soco em homem e segurança ameaça sacar arma na UERJ; assista

Publicado

em

confusão na uerj
Reprodução
Alexandre Knoploch socou homem no rosto após audiência na UERJ

A audiência pública para discutir o projeto de lei 470/19, do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), que visa extinguir as cotas raciais nas universidades estaduais, terminou em muita confusão, na última segunda-feira (10), na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Um vídeo da Rede TVT, única que cobria o evento, mostra o deputado estadual Alexandre Knoploch (PSL) agredindo, com um soco, um homem que seria aluno da instituição de ensino. 

Leia também: Líder do PSL na Câmara se refere à Bahia como “lixo governado pelo PT”; assista

Segundo contam estudantes da UERJ , a primeira confusão começou quando Rodrigo Amorim exigiu que o hino nacional fosse cantado. Foi quando Waldeck Carneiro (PT), presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia (à qual a Uerj está ligada), que presidia o encontro, explicou que isso só era obrigatório em sessões solenes.

Durante os discursos, Amorim e Knoploch foram vaiados e xingados de “racistas”, “fascistas” e “funcionários fantasmas”. Também participaram do encontro, outros dois deputados do PSL: Coronel Salema e Márcio Gualberto. Durante a fala de parlamentares da oposição, alunos contam que Amorim e Knoploch batiam na mesa para interrompê-los. A plateia, formada por alunos, ameaçou subir na mesa em vários momentos.

Apesar do bate-boca e empurra-empurra durante a audiência, o ápice da confusão aconteceu na saída dos deputados do PSL. Knoploch, Amorim e Márcio Gualberto saíram escoltados por seguranças da Uerj e agentes particulares. O vídeo da TVT, exibido nesta terça-feira (11), mostra que ao deixar o local da audiência, Knoploch acertou um homem com um soco. O vídeo mostra, ainda, um de seus seguranças armados. Assista:

Leia mais:  Equipes retiram mais 4 corpos e vai a 14 número de mortos em tragédia de Niterói


Procurado para explicar o episódio, Knoploch disse que reagiu a uma agressão. Mas as imagens não mostram que ele foi agredido. “Uma pessoa que estava na minha esquerda tentou me dar um soco. Automaticamente, virei e reagi”, defendeu-se.

Em nota, Rodrigo Amorim declarou que “a audiência pública externa realizada na UERJ foi um ato de extrema irresponsabilidade dos deputados que a promoveram, levando um evento oficial da Assembleia Legislativa para um verdadeiro circo de horrores”. Ele também alega que sua equipe foi alvo de agressão.

“Duas de nossas assessoras tiveram o cabelo puxado e sofreram diversos ataques físicos e ameaças por parte de estudantes”, diz trecho da nota enviada à redação do Dia.

Criado pela Lei 4.151/03, o sistema de cotas determina que sejam reservadas no mínimo 20% das vagas de cada curso às pessoas negras, indígenas e oriundas de comunidades quilombolas. No ano passado, a Alerj aprovou a prorrogação da medida por 10 anos. 

Leia também: Bolsonaro demite equipe de combate à tortura; órgão diz que vai recorrer ao MPF

“Os deputados tomaram essa decisão frente aos resultados muito positivos em diversas esferas, seja na conclusão dos estudos ou nos percentuais de evasão. Desde 2008, há uma carga forte de preconceito que busca forjar uma realidade que nunca se concretizou. Estamos em um ambiente de ataque às universidades e à pesquisa científica”, declarou o deputado Waldeck Carneiro (PT), presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia.


Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Tribunal autoriza que Gleisi Hoffmann atue como advogada de Lula

Publicado

em

source
Gleisi Hoffmann enxuga Lula arrow-options
Edilson Santos/Agência O Globo
Gleisi Hoffmann está autorizada a atuar como advogada de Lula


O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), deferiu na última segunda-feira (12) liminar em mandado de segurança autorizando a deputada federal Gleisi Hoffmann a atuar como advogada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia também: Nova delação de Palocci implica Lula, Dilma, Gleisi, Lindbergh e outros petistas

A parlamentar recorreu ao Tribunal após ter o pedido de acesso pessoal a Lula na qualidade de advogada negado pela 12ª Vara Federal de Curitiba. Segundo Gleisi , ela teria sido instituída advogada por Lula para ajuizar ação indenizatória em face das ofensas proferidas contra ele nas redes sociais na ocasião do falecimento de seu neto.

Gebran frisou que é uma garantia fundamental ao preso a assistência por advogados, não sendo razoável limitar-se tal direito. “A incompatibilidade (proibição total) limita-se aos parlamentares que integrem a mesa diretora do Poder Executivo, o que não é o caso”, analisou o magistrado.

O desembargador, entretanto, salientou que  Gleisi Hoffmann deverá cumprir o regramento de visitação estipulado pela Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Leia mais:  Cientista brasileiro lança 100 “minicérebros” ao espaço
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Estadual19 minutos atrás

COLUNA DO PEDRO: Nossas reformas

Pedro Valls Feu Rosa (*) Dia desses li que nos últimos dez anos o Brasil perdoou nada menos que US$...

Polícia Federal21 minutos atrás

PF combate exploração sexual infantojuvenil pela internet

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (23/8) a Operação Pega Pega III, para combater a veiculação de...

Polícia Federal21 minutos atrás

PF deflaga a 2ª fase da Operação Tríplice Aliança

Maceió/AL – A Polícia Federal desencadeou nesta sexta-feira (23/8) a segunda fase da Operação Tríplice Aliança, com o objetivo de...

Mulher21 minutos atrás

Mulher de 177 kg ganha R$ 4 mil por mês fazendo vídeos sensuais enquanto come

Hazel, de 29 anos, é de Nashville, nos Estados Unidos, e sempre sofreu por estar acima do peso. A mulher...

Nacional22 minutos atrás

Bolsonaro oficializa uso das Forças Armadas para controlar incêndios na Amazônia

arrow-options Alan Santos/PR Bolsonaro diz que irá atuar fortemente para controlar incêndios na Amazônia O presidente Jair Bolsonaro (PSL), em...

Esportes22 minutos atrás

Crise! Em meio a queda de braço, diretoria do Flamengo afasta volante Cuéllar

arrow-options Reprodução Gustavo Cuéllar Em negociações avançadas com o Al Hilal, da Arábia Saudita, Gustavo Cuéllar foi até o Flamengo...

Esportes22 minutos atrás

Cidade de São Paulo quer receber final da Libertadores de 2020

arrow-options Site oficial Morumbi Após o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, ter demonstrado interesse em sediar a final...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana