conecte-se conosco


Economia

Decreto permite que motorista de aplicativo contribua com INSS; veja regras

Publicado

em


Motorista da Uber
shutterstock

Decreto permite que motorista de aplicativo contribua com INSS como microempreendedor individual

Foram publicadas no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (15) as regras sobre a inscrição de motoristas de transporte individual e privado de passageiros, como os motoristas de aplicativos, como contribuintes da Previdência Social, que constam do Decreto 9.792.

Leia também: Teto de gastos pode levar a “colapso social” no Brasil, diz Maia

Caso atenda aos requisitos, o motorista poderá se inscrever como microempreendedor individual (MEI), categoria que abrange os profissionais com faturamento anual de até R$ 81 mil. Neste caso, a alíquota mensal de recolhimento à Previdência Social é de 5% sobre o salário mínimo nacional (hoje, esse valor é de R$ 49,90).

Caberá ao próprio condutor recolher sua contribuição ao INSS, sem a participação da empresa de aplicativo. O condutor também deverá comprovar que está cadastrado em Uber , Cabify e/ou 99 ou em outras plataformas digitais de transporte remunerado individual de passageiros. O INSS , por sua vez, fornecerá os respectivos comprovantes, “preferencialmente por meio de seus canais eletrônicos de atendimento”.

Responsabilidade das empresas

Aplicativos ou plataformas digitais de transporte remunerado individual de passageiros poderão firmar contratos de prestação de serviços com a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social ( Dataprev ). Com isso, poderão confirmar a existência ou não de inscrições de seus motoristas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), mantido pelo INSS, e os respectivos números de inscrição.

De acordo com o decreto, o acesso aos dados dos condutores ocorrerá por meio eletrônico e será protegido por sigilo fiscal. As empresas de aplicativos também deverão garantir a proteção dessas informações.

Leia mais:  Enel deixa casas e empresas sem energia por mais de 40 horas após temporal em SP

O decreto estabelece que o motorista que tem outro vínculo empregatício e já recolhe para o INSS pelo teto (ou seja, já contribui sobre o valor máximo de R$ 5.839,45) ficaria dispensado da contribuição individual.

Como é feita a inscrição no MEI

Para virar MEI, basta fazer um cadastro no site . Em poucos minutos, o interessado obtém o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Titular, sócio ou administrador de outra empresa não pode se cadastrar como microempreendedores individuais . Servidores públicos estaduais e municipais devem observar os critérios da respectiva legislação.

É preciso ter em mãos os números do documento de identidade, do CPF e do título de eleitor ou o recibo da última declaração do Imposto de Renda , caso tenha declarado nos últimos dois anos. Não é necessário anexar nenhum documento ao cadastro. Ainda é preciso informar o CEP de sua residência e um número de celular ativo.

Como MEI , o motorista de aplicativo passa a ter direito a benefícios como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, licença-maternidade e auxílio-reclusão, além de poder se aposentar por idade. Neste caso, o trabalhador não tem direito à aposentadoria por tempo de contribuição.

Pelas regras atuais, para se aposentar por idade e garantir uma renda mensal de um salário mínimo nacional (R$ 998), esse trabalhador precisa contribuir por 15 anos (180 recolhimentos) e atingir 60 anos (mulher) ou 65 anos (homem).

Possibilidade de recolhimento maior

Caso o motorista deseje se aposentar com mais de um salário mínimo, ele poderá contribuir com a alíquota de 20%, como contribuinte individual comum (autônomo, não MEI). Nesse caso, deverá contribuir por 30 anos, se for mulher, e 35, no caso do homem, para ter direito à aposentadoria por tempo de contribuição, de acordo com as atuais regras.

Leia mais:  Caixa é condenada na Justiça por falta de funcionários com deficiência

Nesta categoria, ele também terá direito a benefícios como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, licença-maternidade e auxílio-reclusão.

Leia também: Porta-voz diz que atualização da tabela do IR está em estudo, mas não há prazo

Fiscalização

De acordo com o Decreto 9.792, compete exclusivamente aos municípios e ao Distrito Federal regulamentar e fiscalizar o serviço de transporte remunerado privado individual de passageiros.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Onyx diz que reforma da Previdência será aprovada no início de junho

Publicado

em


Nova Previdência - campanha
Marcos Corrêa/PR

Onyx Lorenzoni acredita que a reforma da Previdência será aprovada no início de junho


O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse nesta segunda-feira acreditar que a reforma da Previdência será aprovada no início de junho – ou seja, daqui a cerca de três semanas. Ele não deixou claro, no entanto, se estava se referindo apenas à aprovação na Comissão Especial ou à votação em plenário, onde o governo precisa conseguir 308 votos.

Leia também: Sem reforma, governo não terá dinheiro para salários em 2024, diz Bolsonaro

“A  reforma da Previdência vai ser aprovada agora no início de junho. Sabe por que? Porque os homens e mulheres, as mulheres e os homens, que estão no parlamento brasileiro sabem que ela é fundamental para o presente e futuro do país que todos nós amamos”, disse Onyx, durante lançamento da segunda fase da campanha publicitária sobre a reforma.

Em meio a uma crise na articulação política, o ministro buscou acenar a parlamentares. Desde que a reforma chegou ao Congresso , o governo tem tido dificuldades para dialogar com o Congresso. Na sexta-feira, o presidente da Comissão Especial da Previdência, Marcelo Ramos (PR-AM), disse que o colegiado prepara uma versão alternativa da proposta e afirmou que o governo atrapalha o trabalho do parlamento.

Leia também: Reforma tributária será apresentada após aprovação da Previdência, diz Bolsonaro

“Temos diferenças ideológicas? Sim. Temos diferenças de concepção de países? Também. Temos diferenças de concepção de governabilidade? Também. Mas há uma responsabilidade que está acima de cada um de nós, que é a responsabilidade com a pátria que nós amamos, precisamos da reforma da Previdência “, disse o ministro.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Leia mais:  Receita recebeu apenas 40% das declarações do Imposto de Renda 2019
Continue lendo
Esportes1 hora atrás

Consórcio Rio Motorsports construirá autódromo do Rio de Janeiro

Divulgação Novo autódromo do Rio de Janeiro será construído em Deodoro O Rio Motorsports foi o vencedor do edital de...

Nacional49 minutos atrás

Tremor de terra é sentido em cidades do interior de Minas Gerais e São Paulo

Reprodução De acordo com a UnB, o tremor começou às 16h46 e pode ser sentido em um raio de 100...

Regional12 minutos atrás

Trabalhador é assassinado com tiro no rosto durante forró no Norte do ES

Iago Oliveira dos Santos, de 26 anos, é da cidade de Canavieiras, na Bahia, e estava na região para a...

Mundo5 minutos atrás

Cantora de 74 anos vira ‘virgem de novo’ antes de se casar, mas acaba abandonada

A cantora peruana Juana Judith Bustos, de 74 anos, estava se preparando para se casar com o namorado, Elmer Molocho, de...

Entretenimento11 minutos atrás

Após polêmica com Loreto, Marina Ruy Barbosa é “ameaçada” por Juliana Paes

Nesta segunda-feira (20) Juliana Paes brincou com Marina Ruy Barbosa por meio de um comentário postado em seu perfil nas redes...

Esportes11 minutos atrás

Torcida do Flamengo se mobiliza e marca protesto no Ninho do Urubu

Alexandre Vidal / Flamengo Torcida do Flamengo marcou protestos contra Abel Braga para o Ninho do urubu Na noite desta...

Nacional12 minutos atrás

Heleno diz que derrubar MP dos ministérios seria “criminoso contra o país”

Antonio Cruz/Agência Brasil – 6.11.18 General Augusto Heleno admitiu nesta segunda-feira que o governo corre o risco de ver caducar...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana