conecte-se conosco



Política

Damares diz que carnaval desrespeita fé cristã e promete ações governamentais

Publicado

em

source
Ministra Damares Alves arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Damares Alves, ministra dos Direitos Humanos

Em evento realizado na sede da ONU em Genebra (Suíça), a ministra Damares Alves criticou o desrespeito à fé cristã e prometeu ações governamentais para combater violações religiosas .

LEIA MAIS: Mais de 1,3 mil pessoas foram presas durante carnaval de SP

“Exatamente hoje, o Brasil está vivendo seus dias de carnaval. O que estamos vendo nas festas, infelizmente, é uma afronta e um desrespeito à fé cristã “, disse ela. 

Damares também propõe campanhas de conscientização, e afirma que cristãos estão sendo ridicularizados de forma vil, em nome da arte, da liberdade de expressão e da liberdade de imprensa. 

As críticas da ministra surgem após a escola de samba Mangueira, vencedora do Carnaval do Rio em 2019, gerar polêmica ao encenar a trajetória de Jesus com rosto negro, sangue índio e corpo de mulher.

LEIA MAIS: Marcelo Adnet imita Bolsonaro no carnaval e diverte a web

O presidente Jair Bolsonaro também criticou o enredo da Mangueira em suas redes sociais, considerando o tema como “um desacato às religiões”. De acordo com ele, a representação de Cristo sendo enquadrado pela polícia seria uma provocação. “Faz uma vinculação comigo, estão buscando uma imagem no Rio para me atingir”, disse ele. 

Comentários do Facebook

Política

Governo usará dados da telecomunicação para mapear aglomerações

Publicado

em

source

Agência Brasil

celular arrow-options
Reprodução

Especialistas afirmam que dados precisam ser apagados depois da crise

As operadoras de telecomunicação repassarão informações sobre a circulação de pessoas para que o governo faça avaliações e desenvolva estratégias de prevenção e combate à epidemia do novo coronavírus. A parceria vai durar o período da calamidade pública da Covid-19 e envolve as empresas Vivo, Claro, Oi, Tim e Algar.

De acordo com o sindicato das empresas do setor (Sinditelebrasil), serão repassados dados agregados e anonimizados da circulação dos seus clientes. Os dados permitirão visualizar “manchas de calor” da concentração de pessoas em localidades de todo o país, auxiliando o governo a localizar onde estão ocorrendo aglomerações.

Quando uma pessoa liga um celular, o aparelho se conecta a uma antena, chamada no linguajar técnico de Estação Rádio-Base (ERB). Segundo o presidente executivo do Sinditelebrasil, Marcos Ferrari, a informação repassada ao governo será de quando e onde ocorreram essas conexões entre usuário e redes das operadoras.

“O que nós estamos disponibilizando para o governo é este dado estatístico agregado. Não vamos falar em número de linha nem em nome da pessoa. Em tal dia estavam conectadas tantas linhas em tal antena. Isso é um mapa. Olha por cima do país e enxerga como se dá a concentração de pessoas, deslocamento delas por meio deste mecanismo estatístico”, disse Ferrari.

Os dados serão consolidados no fim do dia e repassados a um servidor da empresa estadunidense Microsoft, de onde poderão ser acessados pelo governo. Assim, o “mapa” mostrará a situação sempre do dia anterior. As cinco operadoras possuem uma grande base de dados, somando 214 milhões de chips (embora vários clientes tenham mais de um chip).

“A forma como o governo vai usar esse dado pode ser de diversas maneiras. A gente não vai interferir nisso, pois é uma decisão do governo. Pode ser uma universidade que pode fazer esse uso dos dados, ou empresa terceirizada que lide com inteligência artificial. Para isso governo está botando a governança dele para aplicar de maneira eficiente estes dados”, comenta o executivo do Sinditelebrasil. Ele acrescenta que os princípios de proteção previstos na Lei Geral de Proteção de Dados e do Marco Civil da Internet serão respeitados.

Veja:  Mapa com índice de isolamento social é criado no Recife

Transparência

Na avaliação do conselheiro do Laboratório de Políticas Públicas e Internet da Universidade de Brasília (Lapin) Thiago Moraes, é importante que o governo se certifique que os dados disponibilizados na “nuvem” da Microsoft não sejam usados para outras finalidades. Mesmo não estando em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados, ele defende que seus princípios e diretrizes sejam respeitados.

“O Art. 6º atenta para que o tratamento seja limitado ao mínimo necessário, e se evite o uso excessivo dos dados. Isto significa, entre outras coisas, que uma vez superada a crise, os dados coletados devem ser eliminados. É importante também que tão logo uma política pública seja definida, sua finalidade seja transparecida à população [o princípio da transparência previsto no art. 6º]”, destaca o pesquisador.

A Lei Geral de Proteção de Dados instituiu as normas para coleta e tratamento de dados. Aprovada em 2018, ela entraria em vigor em agosto, mas o Senado adiou o início da vigência para o início do ano que vem. Contudo, o Marco Civil da Internet (Lei 12.965 de 2014) também prevê a garantia da privacidade dos dados dos internautas.

Para a coordenadora do Coletivo Intervozes, Marina Pita, a falta de uma legislação cria um vácuo preocupante e seria importante ter mais informações sobre como os dados da grande maioria da população serão tratados.

“Princípios como proporcionalidade, necessidade e finalidade, incluindo o descarte após atingida a finalidade, por exemplo, estão sendo observados? Deveria haver mais detalhes inclusive em relação aos procedimentos de anonimização e agregação utilizados porque há vários exemplos de reidentificação de dados anonimizados. Um sistema como esse não pode perdurar e deveria haver formas de auditar e fiscalizar o seu uso”, defende.

A Agência Brasil entrou em contato com os ministérios da Saúde (MS) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e aguarda retorno.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional9 minutos atrás

Covid-19: Recife registra morte de profissional de saúde e óbitos sobem para 21

arrow-options Reprodução O Hospital Getúlio Vargas perdeu duas profissionais de saúde em um dia Na linha de frente na luta...

Nacional56 minutos atrás

Covid-19: SP prevê 220 mil infectados e pede mais de R$ 500 mi ao Banco Mundial

São Paulo é o epicentro do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. Segundo balanço do Ministério da Saúde deste sábado (4),...

Internacional56 minutos atrás

Covid-19: mortes sobem na Espanha, mas ritmo já é de desaceleração

. A taxa de novas infecções e mortes por coronavírus na Espanha diminuiu novamente neste domingo (5), com o país,...

Esportes1 hora atrás

Uefa define 3 de agosto como limite para final da Liga dos Campeões

. A final da Liga dos Campeões da Europa tem o dia 3 de agosto como data limite. Esta declaração...

Esportes2 horas atrás

Jogador inglês critica plano de cortes de salários

. O atacante inglês Wayne Rooney classificou como “desgraça” a pressão realizada para que hajam cortes de salários de jogadores...

Entretenimento2 horas atrás

Último show do Cristiano Araújo é destaque no Villa Mix Esperança

O maior festival de música do país realiza, neste domingo (05), a partir das 12h00, uma ação solidária batizada de...

Internacional2 horas atrás

EUA entram na semana mais difícil, com mais de 9 mil mortes

. Os Estados Unidos (EUA) entram em uma das semanas mais críticas até agora na crise do novo coronavírus, com...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana