Connect with us

Política

Damares abre ‘Disque 100’ para que antivacinas denunciem discriminação

Published

on


source
Ministra Damares Alves
Alan Santos/ PR

Ministra Damares Alves

Em nota técnica, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, chefiado pela ministra Damares Alves, determinou a abertura de um disque-denúncia para que pessoas antivacina denunciem casos de discriminação. No texto, o ministério se opõe ao comprovante vacinal e a obrigatoriedade da vacina contra Covid-19 para crianças. 

O documento obtido pela Folha de S. Paulo mostra a criação do ‘Disque 100’. Segundo a pasta, o número será destinado para denúncias de violações dos direitos humanos.

“O ministério entende que a exigência de apresentação de certificado de vacina pode acarretar em violação de direitos humanos e fundamentais […] Para todo cidadão que por ventura se encontrar em situação de violação de direitos, por qualquer motivo, bem como por conta de atos normativos ou outras medidas de autoridades e gestores públicos, ou, ainda, por discriminação em estabelecimentos particulares, está disponível o canal de denúncias, que pode ser acessado por meio do Disque 100”, diz trecho da nota.

O documento foi assinado por três secretários e um diretor da pasta. A ministra Damares Alves endossou a nota e encaminhou para outros ministérios na última sexta-feira (21).

Leia Também

Leia Também

Em relação a vacinação infantil, ainda que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) aborde a obrigatoriedade da imunização “das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias”, a pasta defende a autonomia de pais e tutores. 

“A vacina pediátrica autorizada pela Anvisa, apesar de fazer parte do Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a Covid-19, enquanto não constar no Programa Nacional de Imunização, ou no calendário básico de vacinação da criança, não será obrigatória, e os pais ou responsáveis têm autonomia sobre a decisão de aplicá-la ou não em seus filhos ou tutelados”, diz nota.

Em outro trecho, o ministério afirma não ser contra a vacinação, mas se opõe a “medidas de imposição”. De acordo com a pasta, impor imunização infantil e obrigar a apresentação do passaporte da vacina afetam o direito à liberdade de ir e vir.

Comente Abaixo
Carros e Motos13 minutos ago

Harley-Davidson lança nova geração de bicicletas Serial 1

Divulgação Bicicleta elétrica Serial 1 pode alcançar até 45 km/h, de acordo com dados da Harley-Davidson A Serial 1, uma...

Estadual13 minutos ago

Pessoas com deficiências encenam espetáculos teatrais durante o mês de junho em Vitória e Anchieta

Muita emoção e diversidade no palco. É o que as apresentações de teatro do Projeto Cena Diversa prometem trazer para...

Estadual13 minutos ago

Capixaba Breno Braga conquista três medalhas no mundial escolar Gymnasiade

Contemplado pelo programa Bolsa Atleta, da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport), o capixaba Breno Braga, da natação paralímpica, conquistou...

Internacional28 minutos ago

Preso, opositor de Putin afirma que guerra na Ucrânia é ‘estúpida’

Prachatai/Flickr/Creative Commons – 22.03.2022 Alexei Navalny, um dos principais opositores do presidente russo, Vladimir Putin Principal nome da oposição ao...

Política28 minutos ago

Bolsonaro recorre de decisão que rejeitou ação contra Moraes

Isac Nóbrega/PR Jair Bolsonaro teve ação negada pelo minsitro do STF Dias Toffoli O  presidente Jair Bolsonaro (PL) apresentou um...

Economia43 minutos ago

Lira instala comissão sobre reforma tributária nesta terça

Pablo Valadares/ Câmara dos Deputados Presidente da Câmara, Arthur Lira, determinou instalação de comissão especial para analisar reforma tributária O...

Nacional43 minutos ago

Sérgio Moro rebate ação em que vira réu por suposto dano à Petrobrás

Reprodução Moro rebate ação no Twitter O ex-ministro Sérgio Moro rebateu as acusações de danos à Petrobrás através de sua...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana