conecte-se conosco


Economia

Custo da cesta básica em setembro diminuiu em 16 capitais

Publicado

em

source

Agência Brasil

Mulher coloca comida em cesta básica
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
São Paulo tem a cesta básica com preço mais alto do país

Em setembro, o custo da cesta básica foi menor em 16 cidades, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em 17 capitais, divulgada nesta sexta-feira (4). As diminuições mais expressivas ocorreram em Fortaleza (4,63%), Curitiba (3,73%) e Brasília (3,10%). A única alta foi registrada em Recife (1,53%).

A capital com a cesta básica mais cara foi São Paulo (R$ 473,85), seguida de Porto Alegre (R$ 458,29), Rio de Janeiro (R$ 458,21) e Florianópolis (R$ 454,94). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 328,70) e Salvador (R$ 345,04). Em 12 meses, com exceção de Aracaju, que teve redução de 3,98%, todas as capitais acumularam alta, que oscilaram entre 3,44%, em Campo Grande, e 10,51%, em Goiânia.

De janeiro a setembro deste ano, nove municípios pesquisados acumularam retração, com destaque para Aracaju (-8,38%), Campo Grande (-6,12%) e Belo Horizonte (-4,35%). Outras oito cidades tiveram taxa positiva. A mais alta foi verificada em Recife (7,81%).

Com base na cesta mais cara que, em setembro, foi a de São Paulo, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e de sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o Dieese estima que setembro o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.980,82, ou 3,99 vezes o mínimo de R$ 998,00. Em agosto de 2019, o piso mínimo necessário correspondeu a R$ 4.044,58, ou 4,05 vezes o mínimo vigente. Já em setembro de 2018, o valor necessário foi de R$ 3.658,39, ou 3,83 vezes o salário mínimo, que era de R$ 954,00.

Custo dos produtos

No período de agosto para setembro foi observada tendência de queda nos preços do tomate, da batata, pesquisada na Região Centro-Sul, e do feijão e do café em pó. Já as cotações do óleo de soja e da banana aumentaram na maior parte das cidades.

O preço médio do tomate diminuiu em 16 capitais. As quedas variaram entre menos 37,26%, em Brasília, e menos 5,36%, em Natal. Em Recife, houve alta de 5,70%. Em 12 meses, quase todas as capitais apresentaram taxas positivas, que variaram entre 5,91%, em Florianópolis, e 51,88%, em Recife. As diminuições ocorreram em Goiânia (-19,68%) e Brasília (-9,22%). O calor fez com que os tomates maturassem mais cedo, o que elevou a oferta e diminuiu o preço no varejo.

A batata, pesquisada na Região Centro-Sul, teve o preço médio reduzido em 10 cidades, com taxas que oscilaram entre menos 24,95%, em Brasília, e menos 7,12%, em São Paulo. Em 12 meses, no entanto, as variações foram positivas e muito altas, principalmente em Porto Alegre (110,55%), Belo Horizonte (105,00%) e Curitiba (104,65%). Apesar da baixa qualidade de parte das batatas ofertadas, a safra de inverno abasteceu o mercado e diminuiu o preço no varejo.

Em setembro, o preço médio do feijão diminuiu em 15 cidades. O tipo carioquinha, pesquisado no Norte, Nordeste, Centro-Oeste, em Belo Horizonte e São Paulo, apresentou queda em quase todas as cidades, com variações entre -11,78%, em Campo Grande, e -1,75%, em Brasília. Em Recife, o preço não se alterou. Já o feijão preto, coletado nas capitais do Sul, em Vitória e no Rio de Janeiro, aumentou nesta última cidade (0,95%) e teve queda nos outros municípios: Curitiba (-7,62%), Vitória (-4,64%), Florianópolis (-4,29%) e Porto Alegre (-1,90%).

Em 12 meses, o preço médio do grão carioquinha acumulou alta em todas as capitais, com taxas que variaram entre 31,32%, em São Paulo, e 56,96%, em Goiânia. As variações acumuladas do tipo preto também foram positivas, mas em patamares menores: entre 5,12%, em Vitória, e 20,39%, em Florianópolis. A oferta do grão carioca esteve normalizada na maior parte do mês. O bom nível do tipo preto ofertado deveu-se à importação do grão.

Houve redução também no preço médio do quilo do café em pó em 13 cidades. As quedas oscilaram entre -7,02%, em Curitiba, e -0,09%, no Rio de Janeiro. Já as altas foram registradas em Goiânia (4,47%), Brasília (2,71%), Florianópolis (1,33%) e São Paulo (0,99%). Em 12 meses, o valor subiu apenas em Goiânia (7,87%) e diminuiu nas demais cidades, com destaque para Aracaju (-16,53%) e Campo Grande (-15,91%).

A queda nos preços do café no varejo é resultante do início da safra, que aumenta a oferta do grão; da retração dos produtores à espera de melhores preços; das incertezas em relação ao clima, que pode afetar as floradas; das oscilações do preço internacional e do dólar.

O preço médio da lata de óleo de soja apresentou alta em todas as capitais, entre agosto e setembro. As taxas oscilaram entre 0,25%, em Recife, e 8,01%, em Vitória. Em 12 meses, o produto teve alta em 13 capitais, com destaque para Goiânia (26,04%) e Curitiba (9,07%). Em Campo Grande e Salvador, não houve variação. Em outras duas cidades, foram observadas reduções: Brasília (-1,81%) e Rio de Janeiro (-0,27%). Houve elevação da demanda do óleo de soja para produção de biodiesel e, com a diminuição da oferta, aumentou o preço no varejo.

Leia também: Café tem queda no preço pelo segundo dia consecutivo; açúcar e milho valorizam

O valor médio da banana subiu em 15 capitais. A pesquisa coleta os tipos prata e nanica e faz uma média ponderada dos preços. As altas oscilaram entre 1,42%, no Rio de Janeiro, e 20,66%, em Curitiba. As reduções foram anotadas em Fortaleza (-5,86%) e Vitória (-2,38%). Em 12 meses, o preço da fruta subiu em 16 cidades, com destaque para Belo Horizonte (64,71%), Vitória (48,61%) e Porto Alegre (36,97%). A única taxa negativa acumulada foi registrada em Aracaju (-9,98%). A baixa oferta da banana prata e da nanica explicou o comportamento altista no varejo.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Leia mais:  Petrobras faz a maior descoberta desde o pré-sal, em Sergipe e Alagoas
publicidade

Economia

É estudante? Saiba como conseguir até 15% de desconto na passagem aérea

Publicado

em

source
estudante
shutterstock
O estudante que decidir fazer um curso fora do País deve usar o comprovante de matrícula para conseguir o desconto da passagem aérea

O preço das passagens aéreas é uma das principais preocupações para quem vai viajar. Se o destino for internacional então, o custo com o voo pode representar mais da metade do orçamento total da viagem.

Para amenizar os gastos dos clientes e tornar mais acessível a locomoção para outros países, as companhias aéreas criaram a passagem aérea de estudante , que oferece condições especiais de compra de até 15% de desconto para quem vai estudar, estagiar ou até mesmo trabalhar fora.

Entre os benefícios, estão condições especiais de preço e pagamento; paradas em mais de uma cidade; flexibilidade na alteração de datas ou permanência de até 12 meses no destino.

Larissa Charnet, diretora de marketing e produto da CI Intercâmbio e Viagem, explica que para adquirir a passagem aérea de estudante é preciso estar dentro da faixa etária entre 12 e 34 anos e apresentar documentação que comprove as experiências de estudo e trabalho no exterior. Entenda abaixo algumas das vantagens do modelo:

Permanência

A maior parte das passagens de estudante consideram programas de longa duração – entre seis meses e um ano. “Torna-se ainda mais interessante para os jovens que pretendem aprimorar um idioma ou adquirir mais experiência no mercado de trabalho”, comenta Charnet.

Flexibilidade de data

Caso o estudante decida estender o período de intercâmbio , algumas empresas também permitem alteração de data sem que haja qualquer cobrança extra.

Possibilidades

As tarifas de estudante estão disponíveis para grande parte dos destinos mais cobiçados na hora do intercâmbio, como Estados Unidos, Europa, Austrália e Nova Zelândia. “Além disso, a CI possui parcerias exclusivas com as principais companhias aéreas para venda do produto, entre empresas brasileiras e estrangeiras”, ressalta a representante da agência de intercâmbio.

Leia mais:  Promessa de campanha, 13º do Bolsa Família não está previsto em orçamento

Pré-requisitos

Para conseguir o benefício, é preciso que o estudante que pretende fazer um curso fora do País, seja ele voluntário, de extensão, de graduação, idiomas ou especialização, apresente um comprovante de matrícula e aceitação em uma instituição de ensino internacional.

Além disso, é importante:

  • Ter entre 12 e 34 anos até a data de embarque;
  • Comprar os bilhetes de ida e volta, sem direito de reembolso após embarque;
  • Ficar ao menos 15 dias no país onde o curso será realizado.

Como comprar a passagem de estudante?

Apesar de algumas empresas oferecerem o benefício diretamente , o ideal é que as passagens sejam adquiridas em agências de intercâmbio – responsável por fazer a ponte entre os estudantes e as companhias aéreas.

Os valores podem variar de agência para agência, por isso, a dica é fazer uma pesquisa previamente para garantir o melhor preço. Quanto maior for a antecedência, melhor, já que os voos possuem uma quantidade de assentos disponíveis a estudantes limitada.

A emissão da passagem aérea para estudantes pode ser cobrada pelas agências. O valor é de até R$ 100.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Saúde42 minutos atrás

11 sintomas do HIV que você precisa conhecer

E se eu lhe disser que os primeiros sintomas do HIV se parecem mais com um resfriado comum do que qualquer outra...

Entretenimento2 horas atrás

Sem Graciele, Zezé Di Camargo reencontra Zilu Godoy

Zezé Di Camargo e Zilu Godoy colocaram, mais uma vez, as diferenças de lado pela família. Em pé de guerra...

Entretenimento2 horas atrás

Faltando 126 dias para o Carnaval as musas mostram que já estão com samba no pé

O Carnaval é a festa que o povo brasileiro mais espera e ama curtir! E agora que faltam apenas 126...

Entretenimento2 horas atrás

Filha do ator Paulo Silvino, Isabela vira cantora e lança seu primeiro single

Jornalista de formação, Isabela Silvino chegou a trabalhar com produtora de novelas, mas há dois anos ela resolveu seguir a...

Tecnologia3 horas atrás

Conheça Gita, o robô que segue o dono carregando suas coisas

arrow-options Olhar Digital O robô Gita segue seu “dono” onde quer que ele vá Uma empresa chamada Piaggio Group lançou...

Nacional3 horas atrás

Trinta toneladas de óleo são recolhidas em praias de Pernambuco

Foto: Felipe Brasil/Instituto do Meio Ambiente de Alagoas Vazamentos atingiram praias de outras localidades do nordeste, como a de Alagoas....

Economia4 horas atrás

É estudante? Saiba como conseguir até 15% de desconto na passagem aérea

shutterstock O estudante que decidir fazer um curso fora do País deve usar o comprovante de matrícula para conseguir o...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana