conecte-se conosco


Direto de Brasília

Criminosos explodem torre de transmissão de energia e concessionária no Ceará

Publicado

em


O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), subiu o tom após a onda de ataques no estado
Divulgação

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), subiu o tom após a onda de ataques no estado

No 11º dia desde que a onda de violência no Ceará se instaurou, criminosos derrubaram uma torre de transmissão de energia e explodiram uma bomba em uma concessionária de veículos. A ação aconteceu na madrugada deste sábado (12). Até o momento já foram 194 ataques confirmados em 43 municípios.

Segundo a Polícia Militar do Ceará , a torre de transmissão, que fica no município de Maracanaú, na Grande Fortaleza, teve parte da base explodida, e o equipamento caiu. Fios ficaram espalhados na via próxima ao local, que está isolado por equipes policiais.

Vários bairros de Fortaleza e da Região Metropolitana ficaram sem luz por conta da torre de energia afetada, como Cascavel, Eusébio, Maranguape, Itaitinga e Maracanaú. Para prevenir novos ataques, a polícia afirma que conta com um helicóptero que faz a busca dos suspeitos.

Já a explosão em uma concessionária, que ocorreu na manhã deste sábado, por volta das 5h da manhã, foi registrada em Fortaleza. Além dos veículos que estavam no local, parte da estrutura do estabelecimento também foi afetada pela explosão. Não há notícias de feridos. Suspeitos estão sendo procurados.

De acordo com o Ministério da Justiça, desde o início da sequência de crimes, 35 membros de facções criminosas foram transferidos para presídios federais.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Comissão encerra trabalhos e projeto Escola Sem Partido é arquivado para 2019
publicidade

Direto de Brasília

Moro afirma que não é possível enviar Força Nacional ao Pará agora

Publicado

em


Governador paraense se reuniu com o ministro Sérgio Moro e reiterou o pedido de ajuda federal
Reprodução/ Facebook

Governador paraense se reuniu com o ministro Sérgio Moro e reiterou o pedido de ajuda federal

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, informou na noite desta quarta-feira (16) que “no momento” não poderá atender ao  pedido do governador do Pará, Helder Barbalho, para que homens da Força Nacional sejam enviados ao estado.

Segundo Sérgio Moro , como a Força Nacional está atuando na crise da segurança no Ceará e é necessário manter contingente de reserva em Brasília, “não seria possível no momento atender, infelizmente, a solicitação”.

Mais cedo, o governador paraense se reuniu com o ministro e reiterou o pedido de ajuda federal. Pelas redes sócias, Barbalhou indicou que a Força Nacional pode ser enviada ao estado nos próximos meses. “De imediato, Moro vai enviar um oficial federal para traçar o planejamento da estratégia que será implantada no Estado. O prazo inicial é que a chegada da tropa seja em março. O ministro sinalizou que vai cooperar para a construção um ambiente seguro no Pará”, escreveu.

Leia também: Criminosos incendeiam caminhão e tentam derrubar torre em ataques no Ceará

No começo do ano, Barbalho requereu o envio de 500 integrantes da Força Nacional para atuação “imediata” pela necessidade de preservar a ordem pública e contribuir na estruturação das forças de segurança pública no estado. O pedido também indicou a duração do apoio em seis meses.

Segundo o Atlas da Violência 2018, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a taxa de homicídios do estado no último dado disponível (relativo a 2016) era de 50,8 por 100 mil habitantes. O estado foi o quarto no ranking nacional neste indicador, perdendo para Rio Grande do Norte (53,2), Alagoas (54,2) e Sergipe (64,7).

Leia mais:  Chile autoriza adolescentes de 14 anos a trocarem de sexo em documentos

Ainda segundo o Atlas, entre 2006 e 2016, o aumento da taxa de homicídios no Pará foi 74,4%. Tiveram alterações maiores no mesmo período Ceará (86,3%), Bahia (97,8%), Acre (93,2%), Tocantins (119%), Sergipe e Maranhão (121%) e Rio Grande do Norte (256,9%).

Leia também: Ceará pede apoio do Exército e da Força Nacional após ataques

Em um evento interno do ministério no último dia 4, Sérgio Moro afirmou que muitos Estados devem fazer pedidos semelhantes. “Nos poucos dias desde que assumimos o ministério, já pudemos perceber o quanto a Força Nacional vai ser demandada e o quanto nós vamos ter de trabalhar com ela, para que ela possa prestar o melhor serviço possível e que ela tenha as melhores condições para realizar o melhor serviço à população”, disse.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Direto de Brasília11 minutos atrás

Moro afirma que não é possível enviar Força Nacional ao Pará agora

Reprodução/ Facebook Governador paraense se reuniu com o ministro Sérgio Moro e reiterou o pedido de ajuda federal O ministro...

Regional41 minutos atrás

Polícia prende chefe do tráfico de drogas de três bairros em Pinheiros

Denúncia de agressão doméstica deu início à operação; acusado já tinha três mandados em aberto PINHEIROS (ES) – O chefe...

Mulher57 minutos atrás

Roteiro de drinques de verão super refrescantes

Nesses dias e noites da estação mais quente do ano, nada melhor do que drinques de verão para se refrescar....

Entretenimento57 minutos atrás

15 perguntas! Nany People fala sobre carreira, política, namoro e muito mais

Desde o início de sua trajetória em Minas, sua terra natal, até a ida para São Paulo em busca do...

Economia2 horas atrás

Preço da gasolina nas refinarias volta a subir e chega a R$ 1,4990

Divulgação/Prefeitura de Paulínia A alta do petróleo e a desvalorização do real frente ao dólar motivaram o reajuste no preço...

Entretenimento2 horas atrás

Que calor! Cacu Colucci aproveita dia ensolarado com banho de mangueira

A ex-“BBB 10”, Cacau Colucci, fez a temperatura subir nesta quarta-feira (16) com um clique super sensual em seu perfil...

Entretenimento2 horas atrás

Que calor! Cacu Colucci aproveita dia ensolarado com banho de mangueira

A ex-“BBB 10”, Cacau Colucci, fez a temperatura subir nesta quarta-feira (16) com um clique super sensual em seu perfil...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana