conecte-se conosco



Saúde

Covid-19: Saúde anuncia recursos para leitos e programa de imunização

Publicado

em


O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou hoje (26) que recursos remanescentes para o enfrentamento da pandemia de covid-19 serão aplicados em leitos e no programa de imunização. 

O titular do Ministério da Saúde informou que se reuniu com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) para discutir a aplicação dos recursos remanescentes na pasta para ações relacionadas à pandemia, montante na casa dos R$ 6 bilhões.

O valor deverá ser investido em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), por meio de repasse a estados e municípios com vistas a manter leitos abertos, adiantando recursos de custeio de parte da estrutura que seriam repassados em 2021.

“Pactuamos hoje que vamos trabalhar com a incorporação do maior número possível de UTIs, vamos continuar com as UTIs que foram feitas para a covid-19, dentro das regras do SUS [Sistema Único de Saúde]. Isso vai permitir que Brasil dê salto em atendimento. Vamos cumprir um ano adiantado, para 2021”, sublinhou.

Pazuello acrescentou que parte dos recursos também será direcionada para despesas relativas a cirurgias tratamentos impactados pela pandemia. Outra destinação será o planejamento e execução do plano de imunização contra a covid-19.

O ministro afirmou que a definição da logística deste plano ocorrerá quando houver mais informações sobre quais vacinas estarão disponíveis. “Cada vacina tem característica diferente, número de dose, logística. Precisamos aproximar da chegada para fechar o plano logístico”, disse.

Prematuridade

Pazuello participou de uma entrevista coletiva acerca de ações para apoio a crianças prematuras e suas mães, da gestão ao puerpério. Uma portaria foi assinada liberando R$ 324 milhões em iniciativas voltados a estes públicos.

Os valores serão disponibilizados a mais de 600 maternidades ligadas à rede do SUS. Estas poderão solicitar recursos para a aquisição de equipamentos e estruturas, como camas, cardiotopografia (para avaliação do bem-estar do feto), banquetas de parto e sonar doppler (para ouvir o coração do bebê).

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante apresentação de ações voltadas ao cuidado às gestantes e recém-nascidos no Sistema Único de Saúde (SUS).O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante apresentação de ações voltadas ao cuidado às gestantes e recém-nascidos no Sistema Único de Saúde (SUS).

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante apresentação de ações voltadas ao cuidado às gestantes e recém-nascidos no Sistema Único de Saúde (SUS). – Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

“Repiques”

Pazuello disse também que não há, no país, uma segunda onda de covid-19, termo utilizado por especialistas, e apresentou outra classificação. Segundo ele, a primeira onda seriam os casos e mortes, com “repiques”. A segunda onda consistiria em cirurgias e tratamentos não realizados pelo cancelamento de cirurgias eletivas ou pelo medo de pacientes de se dirigirem ao hospital.

“Estamos falando também de repique de contaminação e mortos em algumas regiões. É só acompanhar o site [Painel Covid-19 do Ministério da Saúde] e podemos ver os dados. No Sul e Sudeste o repique é mais claro. No Norte e Nordeste o repique é menos impactante, com algumas cidades fora da curva. No Centro-Oeste é mais no meio do caminho”, analisou.

Conforme o ministro, a terceira onda envolveria os casos de violência doméstica contra a mulher em função do isolamento, com violência psicológica e física, incluindo feminicídios, estupros e outras práticas condenáveis. “A quarta onda é aumento de casos de automutilação e suicídios. Não confundam ondas como novo surto. É surto que podem virar endemia e depois pandemia, o troço é grave. Temos que estar atentos”, completou Pazuello.

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Saúde

Comente Abaixo
Economia3 horas atrás

Brasileiros voltarão a entrar nos Estados Unidos

Guilherme Dotto Brasileiros voltarão a entrar nos Estados Unidos A partir de 26 de janeiro, o presidente dos EUA, Donald...

Entretenimento3 horas atrás

Anitta deixa de seguir Nego do Borel nas redes sociais; ele retribui o unfollow

Reprodução/Youtube Anitta e Nego do Borel no clipe ‘Essa Mina É Louca’, de 2015 Alguns internautas repararam que Anitta deixou...

Saúde4 horas atrás

Quinze pacientes são transferidos do Amazonas para Goiás

Mais 15 transferências de pacientes com covid-19 do Amazonas foram realizadas na tarde de hoje (18) para outros estados da...

Estadual4 horas atrás

Governo inicia Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 no Espírito Santo

O Governo do Estado iniciou, nesta segunda-feira (18), a campanha de vacinação contra o novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo....

Nacional4 horas atrás

Pazuello culpa governadores por ‘mudança de logística’ e atraso das vacinas

Euzivaldo Queiroz/ Ministério da Saúde Pazuello disse que vacinas atrasaram por conta de “pedido de governadores” Horas depois de dizer...

Política4 horas atrás

PTB decide apoiar Arthur Lira à presidência da Câmara

O PTB decidiu apoiar, nesta segunda-feira, a candidatura de Arthur Lira (PP-AL) à presidência da Câmara dos Deputados. De acordo...

Política5 horas atrás

Articulação de Maia e Bivar impede que PSL deixe bloco de Baleia

Câmara dos Deputados O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, em entrevista coletiva Em reunião da Mesa da Câmara dos Deputados...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!