conecte-se conosco



Esportes

Covid-19: circuito mundial de rugby sevens é encerrado precocemente

Publicado

em


.

A temporada 2019/2020 do circuito mundial de rugby sevens foi encerrada precocemente nesta terça-feira (30), pela World Rugby (WR), entidade máxima da modalidade, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Em nota oficial, a WR declarou campeãs as seleções masculina e feminina de rugby sevens da Nova Zelândia. De acordo com a nota, não haverá rebaixamentos nesta temporada, e desta forma, a seleção brasileira feminina – também conhecida como Yaras, classificadas em 12º lugar – seguirá na próxima edição do circuito mundial da modalidade. Já o time masculino do Brasil – os Tupis – perderam todos os jogos nesta temporada, e na próxima terão que brigar na divisão de acesso, a Challenger Series. 

O anúncio do encerramento antecipado do circuito mundial de rugby sevens ocorre após o cancelamento, ocorrido em março, de várias etapas, em virtude da pandemia. Na disputa masculina, foram suspensos quatro dos dez torneios previstos no calendário. Entre eles, os programados para acontecer em Londres (Reino Unido), Paris (França), Singapura e Hong Kong. Em relação ao feminino, três das oito competições também foram  extintas em março:  Hong Kong, Langford (Canadá) e Paris. 

“A decisão segue um diálogo detalhado e construtivo com as equipes anfitriãs e participantes, e foi tomada com a saúde e o bem-estar da comunidade de rugby e do público em geral como prioridade máxima, e de acordo com os conselhos relevantes do governo nacional e das autoridades de saúde pública”, diz a nota a WR.

O presidente do World Rugby, Bill Beaumont, aproveitou para parabenizar os campeões.

“Embora seja muito decepcionante para jogadores, fãs, organizadores e todos os envolvidos ter que cancelar esses eventos devido à pandemia global da covid-19, à saúde, o bem-estar da comunidade de rugby e da sociedade em geral permanecem a prioridade número um (…) Parabéns à Nova Zelândia por ter conquistado os títulos da série feminina e masculina após suas performances notáveis e consistentes antes do início da pandemia”.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook

Esportes

De olho em Tóquio, carateca treina com atletas da seleção de taekwondo

Publicado

em


.

Vice-campeã mundial em 2016, a carateca paulista Valéria Kumizaki não mede esforços para chegar em plena forma no Pré-Olímpico Mundial da modalidade, em Paris (França), adiado para o ano que vem, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Para se garantir na estreia olímpica do caratê nos Jogos de Tóquio (Japão), Kumizaki, de 35 anos, optou por treinar com os atletas Miguel e Milena Titoneli e os técnicos Clayton e Reginaldo dos Santos, todos da seleção brasileira de taekwondo. 

O grupo está reunido em uma chácara na região de São Roque, no interior paulista, e Kumizaki resolveu se juntar a eles. O único objetivo é treinar, respeitando as regras sanitárias para evitar o contágio da covid-19. “Quando a equipe do caratê está lá no Rio de Janeiro, no CT do Time Brasil, e o pessoal do taekwondo também, eu sempre dou um jeito de assistir aos treinos deles. Gosto da modalidade e me inspiro nos treinos deles, principalmente nos chutes, que são golpes bem importantes no caratê”. 

Kumizaki lembra ainda que o preparador físico da equipe nacional do Taekwondo é o mesmo do caratê. “É o Ariel Longo. Já tinha comentado com ele que eu gostaria de melhorar meus chutes e aí surgiu com a ideia de eu ir treinar com a galera do taekwondo. Eu conhecia também o Clayton e o Reginaldo. Mas nunca tinha conversado com eles. Estou impressionada com o trabalho deles, e muito feliz de poder estar aqui aprendendo a chutar com os melhores técnicos do mundo”, revela à Agência Brasil.

 

 

Bicampeã no Pan de Lima

A paulista colecionou ótimos resultados no ano passado.  Após assegurar em fevereiro a vaga no Pré-Olímpico Mundial de Caratê, em Paris, Kumizaki foi bicampeã dos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), na categoria até 55 quilos. Foi a quarta medalha de uma série: a carateca foi prata no Pan do Rio (2007), bronze no Pan de Guadalajara (2011) e o primeiro ouro no Pan de Toronto (2015). 

“Vou competir nesse classificatório e também tenho o ‘cartão continental’ pelo ouro no Pan, que dá direito a três vagas nos Jogos Olímpicos. Mas a entrada na Olimpíada pelo ‘cartão continental’ depende de vários resultados de outras atletas no ranking mundial, não só os meus. Por isso, estou treinando muito focada, principalmente, no Pré-Olímpico. Se Deus quiser vai dar tudo certo”, diz confiante a carateca, atualmente décima sétima colocada no ranking mundial até 55 kg. 

Atuais colegas de treino de Valéria Kumizaki na chácara do interior paulista reconhecem que a experiência de treinar juntos favorece a todos. Ícaro Miguel, líder no ranking mundial de taekwondo – categoria até 87 kg – considera que “ter pessoas como a Valéria Kumizaki no nosso dia a dia agrega muito para todos, estamos compartilhando conhecimentos”.

A atleta Milena Titoneli também apoia a carateca. “Tínhamos conversado apenas uma vez, lá no Prêmio Brasil Olímpico do ano passado. Esse período de treinos está sendo uma experiência enriquecedora para todos nós”, comentou a campeã pan-americana ano passado.  

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional2 minutos atrás

Datena desiste de se candidatar à prefeitura de São Paulo

Marcos Corrêa/PR José Luiz Datena apresentou programa nesta manhã, eliminando chances de ser candidato. Menos de um mês depois de...

Agricultura2 minutos atrás

Mapa finaliza sistema para registro nacional de equipamentos agrícolas

. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apresentou nesta terça-feira (30), em videoconferência com o Instituto Pensar Agro,...

Esportes2 minutos atrás

Covid-19: circuito mundial de rugby sevens é encerrado precocemente

. A temporada 2019/2020 do circuito mundial de rugby sevens foi encerrada precocemente nesta terça-feira (30), pela World Rugby (WR),...

Internacional7 minutos atrás

China sanciona lei de segurança para Hong Kong

. O Parlamento da China sancionou uma lei de segurança nacional para Hong Kong nesta terça-feira (30), preparando o terreno...

Entretenimento22 minutos atrás

Reação de Saulo Poncio ao saber da gravidez de Gabi Brandt vira meme

A intenção era emocionar, mas não foi bem isso que ocorreu. Gabi Brandt postou um vídeo no YouTube na última...

Mulher32 minutos atrás

Jornalista diz que teve aborto enquanto apresentava telejornal

Miriama Kamo, apresentadora de telejornal da TVNZ, da Nova Zelândia, relata ao documentário “Misconceptions”  que teve um aborto espontâneo ao vivo...

Saúde32 minutos atrás

Fiocruz encontra novo coronavírus em 94% do esgoto em Niterói

. Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou a presença do novo coronavírus (covid-19) em 94% das amostras de...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!