conecte-se conosco



Saúde

Coronavírus infecta 780 presos e 362 profissionais de segurança no DF

Publicado

em


.

 Ao menos 780 pessoas que cumprem pena de prisão no Distrito Federal contraíram covid-19, segundo o último boletim da Secretaria de Saúde. Outros 362 profissionais da segurança pública também foram infectados pelo novo coronavírus – destes, 235 são policiais penais, ou seja, atuam diretamente no sistema penitenciário.

A doença já causou a morte de dois detentos e um policial penal, Francisco Pires de Souza, morto no último dia 17. O segundo óbito entre os presos ocorreu nesta segunda-feira (1), um homem de 39 anos. Segundo a Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) ele havia sido submetido a testes apenas cinco dias antes, e não tinha apresentado nem sintomas de contaminação pelo novo coronavírus, nem qualquer queixa sobre sua saúde.

Um dia após ser testado negativo, o detento reclamou de náuseas. Sua temperatura corporal foi medida, bem como oxigenação e outros dados de saúde, sem que sintomas da covid-19 fossem identificados. Dois dias depois, o preso solicitou atendimento médico e foi encaminhado ao Hospital Regional da Asa Norte, morrendo horas depois. Condenado a pouco mais de 18 anos de reclusão, o homem, cujo nome não foi confirmado, estava preso desde junho de 2008 e teria direito ao regime semiaberto a partir de maio do próximo ano.

Contaminados

Os dados da Secretaria de Saúde apontam que os 780 casos da doença confirmados entre os presos representam 7,7% dos 10.174 casos registrados em todo o Distrito Federal, de acordo com boletim divulgado (ontem (2). Os números não levam em conta os detentos que cumprem pena em regime semi-aberto ou em prisão domiciliar e que tenham adoecido devido ao novo coronavírus. Segundo a secretaria, eles são registrados entre os casos gerais, de acordo com seus endereços domiciliares.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), que contabiliza apenas os dados da doença entre policiais penais, informou que, até a tarde de terça-feira (2), 188 dos 235 profissionais infectados já tinham se recuperado da doença e retornado ao trabalho. Pelo menos 46 policiais penais continuam doentes e um deles está internado em hospital particular.

A secretaria destaca que os dados de profissionais infectados podem não representar a real dimensão do problema, pois parte dos policiais penais que já atestaram positivo aguardam o resultado da contraprova antes de serem incluídos na relação.

Em nota, o órgão destaca ter adotado uma série de medidas para resguardar a saúde e o bem-estar de quem trabalha e de quem cumpre pena nas unidades carcerárias locais. Entre elas, a aplicação de mais de 5,3 mil testes em internos e policiais penais e a suspensão de visitas desde o dia 12 de março, medida prevista até o próximo domingo (5), data em que poderá ser prorrogada, caso as autoridades locais julgarem necessário.

A pasta informou que a limpeza de celas, viaturas e de toda a parte interna e externa dos presídios foi intensificada e que equipamentos de proteção individual e de kits de higiene foram distribuídos às unidades prisionais. Dois blocos dos novos centros de detenção provisória foram destinados a tratamento e quarentena de presos durante a pandemia do novo coronavírus, totalizando 400 vagas.

O governo distrital fechou parceria com dois hotéis da cidade que vão disponibilizar acomodações a 360 policiais penais que atuam em contato direto com presos suspeitos ou diagnosticados com o novo coronavírus e que moram com pessoas consideradas membro de grupos de risco (idosos ou pessoas com doenças crônicas).

A iniciativa faz parte do Programa Acolher, que oferece hospedagem também a médicos e enfermeiros cuja atividade profissional os expõem à infecção. O objetivo principal é minimizar o risco destes trabalhadores levarem a doença para suas casas e infectarem seus parentes.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook

Saúde

Casos de covid-19 em SP devem se expandir até 2021, diz Butantan

Publicado

em


.

Apesar de o número de pessoas contaminadas pela covid-19 e as mortes em decorrência da doença terem praticamente se estabilizado no estado de São Paulo, a pandemia do novo coronavírus deverá continuar em ritmo de expansão no estado até pelo menos o início de 2021. 

De acordo com o diretor-geral do Instituto Butantan, Dimas Covas, mantido o isolamento atual no estado, que está entre 45% a 50%, a taxa de contágio (Rt) deverá se estabilizar de fato, ou atingir o valor “um”, entre setembro e novembro de 2020, o que fará com que a curva de casos confirmados e óbitos iniciem uma “descida” apenas em 2021. A taxa de contágio “um” significa que 100 pessoas infectadas estão transmitindo a doença para outras 100 pessoas.

“Nós vamos manter essa epidemia por um bom tempo ainda. [Vamos manter também] provavelmente a taxa de mortalidade, embora possa até estar estabilizada em um patamar elevado. Nós estamos tendo em torno de 300, um pouco mais de 300 óbitos por dia no estado de São Paulo, o que corresponde a um Boeing 747. Estamos tendo a explosão de um Boeing 747 por dia e pode ser que isso ainda se prolongue até o ano que vem”, disse.

Durante um debate virtual promovido pela Agência Fapesp e o Canal Butantan  nesta terça-feira (14), Covas disse que, neste momento, as projeções mostram que, possivelmente, no começo do ano que vem, ainda haverá transmissão ativa com a taxa de contágio acima de um na população de São Paulo.

O estado de São Paulo contabilizou 417 óbitos pelo novo coronavírus nas 24 horas anteriores a divulgação do boletim publicado pelo governo do estado na tarde de hoje. O número está próximo ao recorde diário, registrado no dia 23 de junho, quando 434 morreram em decorrência do vírus. Com isso, o estado soma 18.324 mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

O estado também contabilizou hoje 12 mil novos casos de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, número próximo do recorde diário, ocorrido no dia 2 de julho, que teve 12.244 novos casos. Assim, o estado chegou à soma de 386.607 pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia. Dos 645 municípios do estado, 636 registram ao menos um caso confirmado da doença.  

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Variedades17 minutos atrás

Sem lugar? Confira 6 posições para um sexo gostoso no carro

Sexóloga indica formas de fazer sexo no carro, já que se trata de um local com certa limitação de espaço...

Estadual36 minutos atrás

Enivaldo denuncia nova licitação de R$ 35 milhões para guinchos no Detran

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos, presidente da CPI da Sonegação de Tributos da Assembleia e responsável por desestruturar a...

Saúde36 minutos atrás

Casos de covid-19 em SP devem se expandir até 2021, diz Butantan

. Apesar de o número de pessoas contaminadas pela covid-19 e as mortes em decorrência da doença terem praticamente se...

Nacional2 horas atrás

Com mais de 8 mil mortes, Brasil registra semana mais letal da pandemia

Amazônia Real Brasil registra marca inédita de mortes em uma semana Na última semana, o Brasil registrou mais um marco...

Estadual2 horas atrás

Homem é condenado a indenizar atual companheiro da ex-esposa em R$ 5 mil após calúnia

  . O autor da ação foi acusado de abusar sexualmente da filha do requerido, com a qual convivia em...

Regional2 horas atrás

Negada indenização a mulher que recebeu cobrança indevida por serviço de transporte por aplicativo

  . Segundo os autos, a requerente foi notificada da mesma cobrança, duas vezes, pela parte requerida e não recebeu...

Estadual2 horas atrás

Está no ar novo vídeo da campanha de adoção do TJES “Esperando por Você”

. Durante a pandemia, os depoimentos estão sendo gravados por profissionais dos acolhimentos, para evitar o risco de contágio. Está...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!