conecte-se conosco



Agricultura

Cooperativas de crédito mais próximas de prefeituras e câmaras

Publicado

em

Evair de Melo e Carlos André em audiência na Câmara dos Deputados deliberando em defesa do sistema cooperativista
VITÓRIA – A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei Complementar que permite prefeituras, câmaras municipais e outros entes públicos municipais de todo o Brasil a manter contas, folha de pagamento de servidores e outras atividades em cooperativas de crédito. Pela legislação atual, apenas bancos podem realizar esse tipo de serviço.
“É um avanço importante que estimula a concorrência entre as instituições financeiras e fortalece as cooperativas e o cooperativismo. Atualmente, em muitos casos, os municípios só possuem na região uma opção para serviços desta natureza, ficando limitados. Esse encaminhamento faz parte da Agenda Institucional do Cooperativismo e está em nossas prioridades para o cooperativismo no Congresso Nacional”, destaca o deputado Federal Evair Vieira de Melo (PV-ES), que integra a da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop) e acrescentou no texto permissão para que o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) também possa organizar, administrar e executar movimentações em cooperativas de crédito.
O projeto visa fortalecer a economia localmente, por meio das cooperativas de crédito. Em cerca de 10% dos municípios brasileiros, a cooperativa de crédito é a única instituição financeira existente.
Somente o Sescoop, por ano, movimenta no Espírito Santo R$ 8 milhões e em todo o Brasil R$ 51 milhões. “São recursos gerados por cooperativas e pelos cooperados que por força da legislação ainda só podem ser trabalhados nos bancos. Possuímos em todo o Brasil cooperativas sólidas que oferecem serviços e rentabilidade melhores”, destaca o superintendente do Sistema OCB-Sescoop/ES, Carlos André de Oliveira.
“A proposição fortalece e destaca o papel que as cooperativas sérias, que se submetem a fiscalização dos órgãos de controle, possuem de inclusão e geração de renda a milhões de brasileiros”, completa do deputado Evair de Melo.
Após o projeto virar Lei, no Espírito Santo o Sicoob e a Cooperativa Central Base de Serviços com Interação Solidária (Cresol) são as instituições financeiras estruturadas para oferecer os serviços.

Comentários do Facebook

Agricultura

ARROZ/CEPEA: Preço médio de jun/20 é o maior da série do Cepea, em termos nominais

Publicado

em


.

Cepea, 08/07/20 – Os preços médios nominais do arroz em casca em junho deste ano são os maiores da série histórica do Cepea, iniciada em 2005 – de janeiro a junho de 2020, as cotações médias ficaram 31,2% superiores às do mesmo período de 2019. Esse cenário está linha com a expectativa inicial de menor disponibilidade interna observada desde 1984/85, de 12,7 milhões de toneladas na temporada 2019/20, podendo também chegar a um dos mais baixos estoques de passagems, de 438,4 mil toneladas em fevereiro/21, segundo a Conab. Em junho, o valor médio do Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada) foi de R$ 61,92/sc de 50 kg, 2% superior ao de maio/20. Em relação a junho/19, o aumento é de expressivos 40,80% (R$ 43,98/sc). Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!