Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
conecte-se conosco


Agricultura

Contratação de crédito rural cresce 19% e alcança R$ 75 bilhões

Publicado

em

Puxado pelas taxas de juros do Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019, que estão em média 1,5 ponto percentual mais baixas, o volume de crédito rural contratado junto aos bancos pelos produtores cresceu 19%, para R$ 75,36 bilhões, nos cinco primeiros meses da atual temporada, entre julho e novembro, em relação ao mesmo período da safra passada (2017/2018). O Balanço do Financiamento Agropecuário, elaborado pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, foi divulgado nesta quinta-feira (6). 

Todas as modalidades e linhas de crédito agrícola registraram alta no período. As operações de custeio agropecuário somaram R$ 43,4 bilhões, resultado 15% superior ao registrado no mesmo intervalo do ciclo passado. Com crescimento de 19%, o desembolso com industrialização chegou a R$ 3,4 bilhões. Já os valores contratados na linha comercialização alcançaram R$ 13 bilhões no período, alta de 19%.

Os empréstimos para investimento totalizaram R$ 15,5 bilhões, 37% de incremento na mesma comparação, o que evidencia a ocorrência da recuperação dos níveis de investimentos no campo. De acordo com a SPA, a maior procura pelos recursos utilizados para investimento concentra-se na aquisição de máquinas, implementos, armazenagem e infraestrutura das propriedades em geral

Entre os programas de investimento, se destaca o desempenho do crédito rural no âmbito dos programas ABC (Agricultura de Baixo Carbono), Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), cujas condições de financiamento são mais favoráveis.

De acordo com o balanço da SPA, o valor dos financiamentos realizados na atual safra, ao longo dos últimos cinco meses, e o aumento observado em relação a igual período da safra anterior foram de R$ 1 bilhão (+119%) para o programa ABC. Já o PCA alcançou R$ 506 milhões (+100%) e o Inovagro, R$ 563 milhões (+84%)

Leia mais:  MILHO/CEPEA: Preço cai em SP, mas sobe no Centro-Oeste e no Sul

Para o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Wilson Vaz de Araújo, “o desempenho favorável desses programas revela a importância e a prioridade atribuídas ao processo produtivo sustentável, a necessidade de aumentar a capacidade estática de armazenagem frente a safras cada vez maiores e, por fim, a forte demanda por tecnologia, inovação e modernização do setor agropecuário.

Outros programas de investimento que tiveram expansão nas contratações de crédito rural foram o Moderagro (Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais) (+224%) e o Programa de Desenvolvimento Cooperativo – Prodecoop (+348%), atingindo, respectivamente, R$ 591 milhões e R$ 378 milhões.

Confira o Boletim do Financiamento Agropecuário da safra 2018/2019

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Imprensa
Inez De Podestà
imprensa@agricultura.gov.br

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agricultura

Em reunião com secretários do Mapa, ministro confere resultados

Publicado

em

A assinatura com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para futura liberação estimada em R$ 195 milhões deverá permitir a conclusão do Plano de Defesa Agropecuária (PDA), que tem metas até 2023, informou o secretário Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Luís Rangel, durante reunião de balanço realizada pelo ministro Blairo Maggi, nesta sexta-feira (14). Por mais de duas horas, Maggi reuniu-se com todos os secretários e dirigentes de órgãos vinculados à pasta.

Entre os objetivos do plano estão a informatização e a simplificação de processos para agilizar a tomada de decisões e reduzir em 70% o tempo entre a solicitação de registro de produtos e a análise final. A erradicação da aftosa foi feita com antecipação de três anos, sendo o projeto técnico mais exitoso da secretaria dentro do plano.Está entre as prioridades atualizar a legislação e padronizar diretrizes que se contrapõem em diferentes instâncias. “Em 2019, daremos um salto na execução do plano”, disse o secretário ao ministro Maggi.

Na exposição, Rangel destacou o aumento da conformidade de produtos que está em 95%. “Significa que dos insumos agropecuários fiscalizados, agrotóxicos, sementes, fertilizantes e rações, apenas 5% apresentam alguma inconformidade. A grande maioria está obedecendo as normas de qualidade exigidas. Todas as fiscalizações feitas versus os autos de infração emitidos mostraram que o nível de não conformidade é muito baixo”.

Em relação aos laboratórios oficiais, informou que “todas as vezes em que a rede é acionada, em 85% dos casos o resultado das análises encaminhadas é dado em até 24 horas. Foram feitas 95 mil análises laboratoriais no país. O número é um dos mais expressivos do mundo”.

Na gestão de 2 anos e sete meses do ministro Blairo, foram feitos registros de 1.100 agrotóxicos, a maioria genéricos, mas de muitos produtos novos, principalmente nematicidas. Foram registradas 4.500 cultivares (sementes) aumentando o número de variedades as quais o agricultor tem acesso. No Sistema de Informações Gerenciais do Vigiagro (SIGVIG 3.0), o antigo Canal Azul, foram feitas 198 mil operações Com isso, o trâmite das operações de exportação e importação foi reduzido de 15 dias para 3 minutos com um clique de botão. Com esta racionalização, a economia foi equivalente a retirada de um imposto de 15%, comentou Rangel.

Leia mais:  CITROS/CEPEA: Chuvas amenizam menor oferta de laranja em SP

Política Agrícola

O secretário Wilson Vaz de Araújo, da Secretaria de Política Agrícola, destacou em sua apresentação que desde maio de 2016 (início da gestão atual), foram destinados aproximadamente R$ 1,1 bilhão em subvenção federal para custear a aquisição de apólices de seguro rural pelos produtores em todo o território nacional. Com esse apoio governamental, foi possível contratar cerca de 210 mil apólices, proporcionar a cobertura de aproximadamente 15 milhões de hectares e garantir R$ 38 bilhões em capitais segurados.

Informou sobre a publicação de portarias de zoneamento agrícola que orientam o cultivo para que aconteça nos períodos mais propícios, levando em conta condições climáticas, variedade de solos e sementes. E ainda a redução de juros no atual Plano Agrícola e Pecuário (PAP), a crescente tomada de crédito como indicador forte de produção e o recente lançamento do Plano Nacional de Florestas Plantadas, que tem entre seus objetivos aumentar em 2 milhões de hectares a área de cultivos comerciais.

Relações Internacionais

A abertura de novos mercados no exterior para produtos do agro brasileiro foram divulgados pelo secretário de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI), Odilson Ribeiro e Silva. Foram 75 novos produtos em 30 mercados. Além disso, o aumento do número de adidos agrícolas de 14 postos para 20 também foram contabilizados. Os seis novos adidos assumem o cargo até o fim deste mês, reforçando posições em países de maior interesse e entrando em locais, onde a representação do Brasil ainda não estava presente. Os esforços para conquistar espaço no exterior deve se traduzir no fechamento do ano com mais de US$ 100 bilhões, o que foi comemorado pelo ministro Blairo Maggi, durante entrevista coletiva com a imprensa, também nesta sexta-feira.

Leia mais:  MILHO/CEPEA: Preço cai em SP, mas sobe no Centro-Oeste e no Sul

Mobilidade Social e Cooperativismo

Entre os dados apresentados ao ministro pelo secretário de Mobilidade Social e Cooperativismo, José Doria, a distribuição de kits de irrigação foi destacada pela entrega de quase 13 milhões de unidades, com investimento de R$ 17,78 milhões.

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Imprensa
imprensa@agricultura.gov.br

 

Continue lendo
Direto de Brasília29 minutos atrás

João de Deus passa a ser considerado foragido pelo Ministério Público de Goiás

Divulgação/Casa Dom Inácio de Loyola MP de Goiás considera João de Deus como foragido João de Deus passou a ser...

Nacional1 hora atrás

Vereador investigado pede federalização do caso Marielle Franco

Reprodução/TV Globo Vereador Marcello Siciliano convocou entrevista coletiva na manhã deste sábado (15) para pedir a federalização das investigações da...

São Mateus2 horas atrás

Carro pega fogo no centro de São Mateus

SÃO MATEUS (ES) – Não é exagero nenhum afirmar que o centro da Cidade estava pegando fogo na manhã deste sábado...

Esportes2 horas atrás

Histórico! Aos 38 anos, Nicholas Santos conquista ouro no Mundial de Hangzhou

Após o ouro no revezamento 4x200m livre , o Brasil foi novamente representado no lugar mais alto do pódio no...

Entretenimento2 horas atrás

Kelly Key dá close no bumbum durante tarde na praia

Kelly Key começou o sábado (15) com uma visita a praia e aproveitou para fazer um registro sensual. Na imagem,...

Política2 horas atrás

Polícia italiana já está em São Paulo aguardando a prisão de Cesare Battisti

José Cruz/Agência Brasil O italiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por ter cometido quatro assassinatos na década...

Internacional3 horas atrás

Polícia italiana já está em São Paulo aguardando a prisão de Cesare Battisti

José Cruz/Agência Brasil O italiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por ter cometido quatro assassinatos na década...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana