conecte-se conosco


Agricultura

Contratação de crédito rural cresce 19% e alcança R$ 75 bilhões

Publicado

em

Puxado pelas taxas de juros do Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019, que estão em média 1,5 ponto percentual mais baixas, o volume de crédito rural contratado junto aos bancos pelos produtores cresceu 19%, para R$ 75,36 bilhões, nos cinco primeiros meses da atual temporada, entre julho e novembro, em relação ao mesmo período da safra passada (2017/2018). O Balanço do Financiamento Agropecuário, elaborado pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, foi divulgado nesta quinta-feira (6). 

Todas as modalidades e linhas de crédito agrícola registraram alta no período. As operações de custeio agropecuário somaram R$ 43,4 bilhões, resultado 15% superior ao registrado no mesmo intervalo do ciclo passado. Com crescimento de 19%, o desembolso com industrialização chegou a R$ 3,4 bilhões. Já os valores contratados na linha comercialização alcançaram R$ 13 bilhões no período, alta de 19%.

Os empréstimos para investimento totalizaram R$ 15,5 bilhões, 37% de incremento na mesma comparação, o que evidencia a ocorrência da recuperação dos níveis de investimentos no campo. De acordo com a SPA, a maior procura pelos recursos utilizados para investimento concentra-se na aquisição de máquinas, implementos, armazenagem e infraestrutura das propriedades em geral

Entre os programas de investimento, se destaca o desempenho do crédito rural no âmbito dos programas ABC (Agricultura de Baixo Carbono), Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), cujas condições de financiamento são mais favoráveis.

De acordo com o balanço da SPA, o valor dos financiamentos realizados na atual safra, ao longo dos últimos cinco meses, e o aumento observado em relação a igual período da safra anterior foram de R$ 1 bilhão (+119%) para o programa ABC. Já o PCA alcançou R$ 506 milhões (+100%) e o Inovagro, R$ 563 milhões (+84%)

Leia mais:  CAFÉ/CEPEA: Primeiras floradas da safra 2019/20 de robusta já são observadas

Para o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Wilson Vaz de Araújo, “o desempenho favorável desses programas revela a importância e a prioridade atribuídas ao processo produtivo sustentável, a necessidade de aumentar a capacidade estática de armazenagem frente a safras cada vez maiores e, por fim, a forte demanda por tecnologia, inovação e modernização do setor agropecuário.

Outros programas de investimento que tiveram expansão nas contratações de crédito rural foram o Moderagro (Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais) (+224%) e o Programa de Desenvolvimento Cooperativo – Prodecoop (+348%), atingindo, respectivamente, R$ 591 milhões e R$ 378 milhões.

Confira o Boletim do Financiamento Agropecuário da safra 2018/2019

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Imprensa
Inez De Podestà
imprensa@agricultura.gov.br

Comentários do Facebook
publicidade

Agricultura

MERCADO DE TRABALHO/CEPEA: População ocupada no agronegócio se mantém estável em 2018

Publicado

em

Clique aqui e baixe release completo em word.

Cepea, 19/03/2019 – A População Ocupada (PO) no agronegócio brasileiro manteve-se estável entre 2017 e 2018, somando 18,20 milhões de pessoas, de acordo com pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, com base em dados da PNAD Contínua, do IBGE. No acumulado do ano, a participação do setor agro no total de ocupados no Brasil foi de 19,82%, ligeiramente inferior aos 20,11% observados em 2017.

 

Considerando-se os segmentos que compõem o agronegócio, de 2017 para 2018, foram observadas reduções no número de ocupados para os elos de insumos (de 1,43%), primário (de 0,77%) e indústria (de 0,56%). Por outro lado, o número de pessoas atuando em agrosserviços cresceu 1,12%. Pesquisadores do Cepea destacam que, ao ponderar os resultados pela importância que cada atividade detém no setor, nota-se que as culturas que mais impactaram na redução do contingente de ocupados na agropecuária foram os cereais e as atividades de pesca e aquicultura. No caso das agroindústrias, a queda observada esteve atrelada às indústrias de açúcar, moagem, bebidas, têxteis de base natural e papel e celulose.

 

Ao avaliar a mão de obra do agronegócio em termos de posição na ocupação, verifica-se continuidade na tendência de elevação no número de empregados sem carteira assinada observada nos últimos anos. De fato, o montante de ocupados nesta situação passou de 3 milhões em 2017 para 3,12 milhões em 2018. Contudo, cabe destacar que este movimento é também realidade para o mercado de trabalho do País como um todo. Os dados apontam que, entre 2017 e 2018, o total de empregos informais no Brasil aumentou 4,24%, ao passo que, no agronegócio, este percentual foi de 3,9.

Leia mais:  ETANOL/CEPEA: Procura aquecida eleva cotações pela 4ª semana seguida

 

Os rendimentos médios obtidos por ocupados no agronegócio, por sua vez, apresentaram crescimento real entre 2012 (início da série histórica) e 2018. No ano passado, os valores segmentados com base em posições na ocupação foram: de R$ 1.759,14 para empregados e outros (com alta de 10,92% em relação ao início da série), de R$ 5.567,49 para empregadores (alta de 1,43%) e de R$ 1.263,44 para trabalhadores atuando por conta própria (elevação de 7,54%).

 

Clique aqui e acesse o boletim completo!

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre o Mercado de trabalho do agronegócio aqui e por meio da Comunicação Cepea, com o prof. Geraldo Barros e os pesquisadores Leandro Gilio e Nicole Rennó: (19) 3429-8836 / 8837 e cepea@usp.br

Fonte: CEPEA
Comentários do Facebook
Continue lendo
Entretenimento1 hora atrás

Modelo brasileira Barbara Fialho vai se casar com filho de Bob Marley

A modelo mineira Barbara Fialho, dona de um corpo condizente com o nome e há sete anos consecutivos figura cativa...

Nacional1 hora atrás

Agressores de mulheres não poderão tirar carteira de advogado, diz OAB

Caberá aos conselhos seccionais avaliarem cada caso e determinar se o candidato tem a idoneidade moral necessária para advogar SÃO...

Educação2 horas atrás

Decreto de Bolsonaro corta 13,7 mil cargos em universidades públicas

Funções eliminadas eram concedidas a professores e coordenadores; entidades criticam corte BERNARDO CARAM – BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O decreto...

Nacional2 horas atrás

Acidente envolvendo quatro veículos deixa um morto e um ferido na BR 116

Acidente ocorreu na BR-116. Rodovia precisou ser parcialmente interditada, por conta da batida. Um grave acidente envolvendo dois carros e...

Direto de Brasília2 horas atrás

Governo chileno sugere que mulheres usem “vestido curto” em almoço com Bolsonaro

Reprodução/Twitter/Maite Orsini Pascal Deputada do partido de oposição se indigna com recomendação do governo chileno para que mulheres usem “vestido...

Política2 horas atrás

Kajuru chama Gilmar de “canalha” e o acusa de vender sentenças no STF

Agência Senado Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: ‘bandido e canalha’...

Educação2 horas atrás

Inep libera correção da redação do Enem 2018

shutterstock Tema da redação do Enem 2018 foi Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet Os...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana