conecte-se conosco


Nacional

Congresso fecha acordo provisório sobre muro para evitar paralisação nos EUA

Publicado

em


Novo acordo para previnir novo shutdown não cumpre as exigências de Trump
Reprodução/Casa Branca

Novo acordo para previnir novo shutdown não cumpre as exigências de Trump

Democratas e republicanos anunciaram ter fechado um acordo provisório nessa segunda-feira (11) para evitar uma nova paralisação do governo dos Estados Unidos. Para impedir mais um ‘shutdown’, os parlamentares concordaram em ceder verba para a construção de um muro na fronteira, mas não como o presidente Donald Trump exigia. 

Leia também: Trump confirma reunião com Kim Jong-Un para o final de fevereiro

Trump queria US$ 5,7 bilhões para a construção de 215 quilômetros de muro na fronteira com o México, uma de suas principais promessas de campanha. Os parlamentares, por sua vez, foram contra e, por conta disso, o governo dos Estados Unidos ficou paralisado por mais de um mês entre dezembro e janeiro. O chamado ‘ shutdown ‘ foi o mais longo da história. 

Durante esse período, cerca de 800 mil funcionários federais ficaram em licença não remunerada ou trabalhando sem receber. Em algumas áreas, como segurança interna e transportes, o pessoal foi reduzido ao mínimo.

Sendo assim, o governo e o Congresso aprovaram uma lei no final de janeiro para financiar os gastos por três semanas, cujo prazo termina nesta sexta-feira (15). Se não houver um acordo até lá, outra paralisação pode começar neste fim de semana. 

Leia também: Convidado de Trump, menino dorme durante discurso e viraliza nas redes sociais

Ainda não foram divulgados os detalhes sobre o novo acordo provisório proposto pelos parlamentares mas, segundo a imprensa americana, o orçamento é de cerca de US$ 1,375 bilhão para a construção de 89 quilôemtros de barreiras verticais de aço na fronteira, e não um muro como Trump queria.

O novo plano ainda deverá ser aprovado por Trump até esta sexta. Em sua conta do Twitter, o presidente disse durante o fim de semana, em tom irônico, que acredita que a oposição queira uma nova paralisação.

Leia mais:  Adélio Bispo, agressor de Bolsonaro, agiu sozinho, conclui delegado

Leia também: Em discurso, Trump pede união e renova apelo por muro na fronteira com México

“Foi uma semana muito ruim para os democratas, com os ótimos números econômicos, o desastre da Virgínia e do discurso de estado da União. Agora, com as terríveis ofertas feitas por eles para o Comitê de fronteira, eu realmente acredito que eles querem um novo shutdown . Eles querem um novo assunto!”, escreveu. 

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Publicado

em


Família de Luciano Macedo
Reginaldo Pimenta/Agência O Dia

Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército

O enterro do catador de material reciclável Luciano Macedo, 27 anos, acontecerá nesta sexta-feira (19) à tarde, no Cemitério de São Francisco Xavier, no Caju, zona portuária do Rio. A família não divulgou o horário do sepultamento.

Leia também: Morre catador baleado pelo Exército ao ajudar família alvo de 80 tiros no Rio

Luciano levou três tiros no domingo (7), ao tentar ajudar a família do músico Evaldo dos Santos Rosa, o Manduca, 51 anos, que teve o carro atingido por 83 tiros disparados por militares do Exército , quando passava por Guadalupe, zona norte do Rio. O músico morreu na hora. Os militares confundiram o carro de Evaldo com um veículo também branco que havia sido roubado por ladrões.

De acordo com informação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Luciano morreu na madrugada de ontem (18), no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Em nota, a secretaria informou que “todos os esforços clínicos necessários foram realizados por profissionais multidisciplinares do Hospital Estadual Carlos Chagas com o objetivo de oferecer o melhor atendimento ao paciente Luciano Macedo, vítima de perfuração por arma de fogo que deu entrada na unidade no último dia 7″.

A SES esclareceu que o paciente “apresentava estado de saúde gravíssimo desde a entrada na unidade, o que impossibilitava sua transferência”. No dia 17, Luciano Macedo foi submetido a uma cirurgia torácica, mas acabou morrendo às 4h20 da madrugada de ontem (18). O catador deixou mulher, Daiana Horrara, grávida de cinco meses.

Leia também: Bolsonaro diz que “exército não matou ninguém” sobre tiros em músico

Leia mais:  Maduro liga Brasil a plano para derrubá-lo e acusa EUA de orientar Bolsonaro

A organização não governamental (ONG) Rio de Paz conseguiu, por meio de doações, enxoval para o bebê e dinheiro para alugar casa para a viúva. De acordo com o advogado da família do catador, João Tancredo, nove tiros disparados pelos militares do Exército atingiram outro veículo estacionado do outro lado da rua. 

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo
Regional38 minutos atrás

Bandidos baleados em assalto a posto de Gasolina

 BARRA S. FRANCISCO (ES) – Policias do 11º BPM, foram acionados na noite desta quinta-feira (18), por volta das 20h30min,...

Estadual46 minutos atrás

Morador de rua é morto a socos e chutes no ES

Um morador em situação de rua, que foi identificado apenas pelo nome de Helder, foi morto na madrugada desta sexta-feira...

Esportes57 minutos atrás

Luan no Palmeiras? Verdão pode ceder Lucas Limas para contratar ídolo do Grêmio

Divulgação Ídolo do Grêmio, Luan pode ser o novo reforço do Palmeiras O elenco estrelado do Palmeiras pode ganhar mais...

Economia1 hora atrás

AGU tenta recuperar mais de R$ 2 bilhões em fraudes no INSS

Agência Brasil AGU tenta recuperar mais de R$ 2 bilhões em fraudes no INSS A Advocacia-Geral da União (AGU) está...

Nacional2 horas atrás

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Reginaldo Pimenta/Agência O Dia Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército O enterro do catador de material reciclável Luciano...

Mulher2 horas atrás

7 receitas veganas para colocar em prática no almoço de Páscoa

É tradição em muitos lares brasileiros reunir a família para desfrutar de um almoço nos feriados, e um deles é...

Nacional3 horas atrás

Rússia diz que Relatório Mueller não prova interferência nas eleições americanas

Divulgação/White House Donald Trump não conspirou com a Rússia para vencer eleições, diz investigação O Kremlin disse na sexta-feira que...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana