conecte-se conosco



Direto de Brasília

‘Confio no Flávio’, diz Onyx Lorenzoni sobre quebra de sigilo do senador

Publicado

em


Onyx Lorenzoni
Alan Santos/PR – 30.4.19
‘Confio no Flávio’, diz Onyx Lorenzoni sobre quebra de sigilo do senador filho do presidente

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), disse nesta quinta-feira (16) que a  quebra dos sigilos bancário e fiscal
de pessoas ligadas ao antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro
(PSL-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) não é um assunto que repercute no governo Bolsonaro.

“Particularmente eu confio no Flávio. E esse não é um assunto do governo. Não é um assunto de governo”, disse Onyx Lorenzoni
, que participou nesta tarde do 91°Encontro Nacional da Indústria de Construção, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Ele também atenuou os impactos das manifestações ocorridas nesta quarta-feira (15) em mais de 200 cidades do Brasil contra o corte promovido pelo governo federal nas verbas da Educação
. Segundo ele, os protestos foram orquestrados por opositores políticos do governo Bolsonaro
.

“Eu não achei grande (a manifestação). Achei importante, mas não achei grande. Grande foi dois milhões e meio (de pessoas) no dia 13 de março de 2016 na Avenida Paulista”, ponderou.

O ministro creditou os problemas da educação a governos anteriores e prometeu “tirar a ideologia de dentro da educação brasileira”. “Numa democracia, as manifestações são normais. O PT e a CUT aparelharam as universidades brasileiras nos últimos 30 anos. As distorções que as universidades brasileiras têm hoje são fruto disso, então esperávamos que fosse assim”, disse.

“A gente recebe e recolhe (as demandas). Vamos continuar trabalhando para modificar a educação no Brasil. Temos um trabalho hercúleo que é tirar a ideologia de dentro da educação brasileira, ajudar a preparar melhor os professores e poder replicar no Brasil experiências extraordinárias de escolas públicas do Piauí, Ceará e de outros estados que têm padrão europeu. O foco tem que ser em educação básica. Nós temos no século 21 no Brasil em 2019 a mesma taxa de analfabetos que o Canadá tinha na década de 1950 e temos 30% de analfabetos”, continuou.

Durante o evento, Lorenzoni também prometeu manter e ampliar programas habitacionais implantados em governos passados. “O programa habitacional vai ser mantido. Temos duas grandes prioridades: as obras de infraestrutura e a manutenção e ampliação de programas de habitação popular”, afirmou.

“Nós temos uma média anual de 400 mil habitações entregues que nós vamos manter este ano. O ministro Canuto prepara junto com o ministério da economia uma reestruturação do Minha Casa, Minha Vida exatamente para permitir que no ano que vem a gente, em vez de 400 mil, quem sabe construa 500 mil casas no Brasil. É uma meta”, acrescentou.

Segundo ele, a Casa Civil
prepara um pente fino em obras de rodovias e ferrovias espalhadas pelo país. A medida é anunciada desde a época da transição.

“Estamos trabalhando com a Caixa para solucionar isso, porque às vezes as prefeituras não têm contrapartida. Estamos fazendo um pente fino para retomada de mais de 500 obras no Brasil”, revelou.

Sobre a reforma da Previdência, Lorenzoni disse que a pasta vem trabalhando em campanhas de esclarecimento para a população. “Estamos ampliando as campanhas de esclarecimento, há muita desinformação”, disse.

Mais de uma vez, Lorenzoni aproveitou a sua fala para criticar os governos do PT
a uma plateia composta por cerca de 500 pessoas, a maioria representantes de empresas de construção e de associações e federações que reúnem a categoria.

Onyx Lorenzoni
se esquivou de perguntas e não quis comentar o descontentamento da base aliada do governo no Congresso com a articulação política feita pelo Planalto. Ele concedeu entrevista coletiva por cerca de cinco minutos e saiu sem responder mais perguntas dos jornalistas.

Comentários do Facebook

Direto de Brasília

Alexandre de Moraes vota a favor de prisão após segunda instância

Publicado

em

source
Ministro Alexandre de Moares arrow-options
Rosinei Coutinho/SCO/STF

Ministro votou contra o ministro Marco Aurélio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes votou a favor do cumprimento antecipado de pena após condenação em segunda instância . Com o voto, o placar está em 1 a 1 após o ministro Marco Aurélio Mello votar contra a pauta.

No início da leitura do voto, Moares disse que “toda vez que se altera a jurisprudência se fala em evolução”, mas que, às vezes, também há uma “involução”.

Acompanhe ao vivo: STF retoma julgamento sobre prisão em segunda instância

Em seguida, o ministro fez uma defesa da democracia e ciriticou ameaças à Corte. “Paixões políticas e ideológicas resultaram em ameaças ao STF, muito acima das salutares  manifestações de uma democracia. Relatores foram chamados de levianos e corruptos por ter uma posição contrária”, afirmou.

Na sustentação do voto, Moraes disse que “alterações de posicionamento não produziram nenhum impacto significativo no sistema penitenciário nacional” e que não vê que os princípios de presunção de inocência e de não culpabilidade serão feridos. “A decisão de segundo grau é fundamentada”, completou.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Economia41 minutos atrás

Mega-Sena acumulada: veja os números sorteados neste sábado

arrow-options MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL Mega-sena O concurso 2.236 foi sorteado na noite deste sábado (22) e teve valor de, aproximadamente,...

Economia1 hora atrás

Mega-Sena acumulada: veja os números sorteados neste sábado

arrow-options MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL Mega-sena O concurso 2.236 foi sorteado na noite deste sábado (22) e teve valor de, aproximadamente,...

Entretenimento2 horas atrás

Thais Carla faz ensaio de gestante inspirado no carnaval: “Globeleza gorda”

Grávida de oito meses, Thais Carla, que ficou conhecida como a bailarina plus size de Anitta e hoje é influenciadora...

Nacional2 horas atrás

Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar

arrow-options Valter Campanato / Agência Brasil Trabalho infantil é crime. Em média, a cada ano, as notificações de casos de...

Saúde2 horas atrás

Novo coronavírus: grupo em quarentena em Anápolis será liberado amanhã

O grupo de repatriados da China que está em quarentena na Base Aérea de Anápolis será liberado amanhã (23). Na...

Política2 horas atrás

Olavo de Carvalho recebe alta hospitalar após crise respiratória

O “guru” do presidente Jair Bolsonaro , o escritor Olavo de Carvalho , recebeu alta, neste sábado (22), após ter...

Política2 horas atrás

Blocos de rua e desfiles esquentam a já antiga relação política e carnaval

arrow-options Reprodução/ Instagram @thiago_nego_braz Bloco de Belo Horizonte protesta contra governador do Estado O clima político presente nos desfiles de...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana