conecte-se conosco


Mulher

Como perder peso com saúde? Mulher supera vício em comida e elimina 65 kg

Publicado

em

A coach Vanessa Corrêa chegou a pesar 139 kg, passou por uma cirurgia bariátrica, emagreceu 35 kg e, pouco depois, engordou 25 kg. Ela só superou esse engorda e emagrece e conseguiu perder peso de fato ao trabalhar a mente e mudar a relação com a comida. 

Leia também: Mulher volta a usar vestido de noiva após emagrecer 50 kg e diz como perdeu peso


perder peso
Arquivo pessoal
Vanessa Corrêa perdeu peso quando decidiu cuidar mais da saúde mental. “Tomei a melhor de todas as decisões”


Vanessa conta que sua alimentação não era adequada e afirmou ter dificuldade para perder peso
desde a infância. “Minha mãe sempre recorda que aos seis meses tive a minha primeira dieta. Depois, lembro que comia coisas escondidas, como arroz, feijão e muita maionese, amava biscoito recheado, todas as frituras e refrigerantes”, relembra ela.

“Meus pais sempre estiveram muito atentos e me levaram a todos os melhores médicos da época, mas eu sempre dava um jeito de comer o que queria. O lanche do colégio sempre ia balanceado e eu pegava o lanche das outras crianças para comer. Era uma vontade fora do normal”, diz Vanessa.

Quando comer se torna um vício


Montagem de fotos mostra antes e depois de mulher perder peso
Reprodução/Instagram/vanessacorrecoach
Vanessa mostra na rede social um antes e depois de perder peso

Natural de São Paulo, a coach declara ter tomado muitos remédios para ficar magra, principalmente na época em que atuou como comissária de bordo, até perceber que comer tinha se tornado um vício.

“Não sabia mais o que era fome, o que era comer para me alimentar ou simplesmente por comer. Isso me fez chegar cada vez mais fundo no buraco e tirou ainda mais a noção das reais necessidades do meu corpo”, fala a mulher.

Leia mais:  Pet friendly: Companhias aéreas tem serviço de transporte exclusivo para animais

“Quando a química ia embora, ficava péssima, sensação de ‘cair no espaço’. Eu só conhecia aquela fome controlada por remédio e, sem isso, tudo na vida era comer”, completa.

Vanessa notava que estar acima do peso atrapalhava a execução de suas atividades diárias, como trabalhar ou estudar. “Perdi a confiança, me sentia lenta, principalmente, para pensar. Muitas crises de asma aconteciam, tudo me cansava. Além disso, sentia muita irritação”.

Leia também: Mulher consegue emagrecer 45 kg com dieta, jejum e exercícios em casa

É a hora de perder peso!


perder peso
Reprodução/Instagram @vanessacorrecoach
Vanessa decidiu emagrecer quando percebeu que estar acima do peso era prejudicial à saúde e ao seu bem-estar


A jornada para o emagrecimento começou, de acordo com ela, por causa de dois fatores primordiais. “O primeiro foi para me encontrar; o segundo, saúde. Meus joelhos e tornozelos doíam muito, além de sentir um vazio na alma, que não sabia como preencher”, conta.

Ainda em relação à a saúde, Vanessa diz ter ficado atenta aos sinais que o corpo dava. “Eu também tinha manchas escuras na pele, por excesso de açúcar. Na sequência, apareceu a diabetes tipo 2”, pontua.

No final de 2011, época em que a paulistana pesava 139 kg, ela decidiu alterar seu estilo de vida. “Minha primeira ideia foi procurar um médico para dar andamento a uma cirurgia bariátrica, que aconteceu em 2012. Em um ano, emagreci 35 kg e, na sequência, engordei 25 kg”, comenta.

O poder da mente no emagrecimento – como a comida passa de vilã à amiga


Mulher vestindo camisa branca e bermuda jeans diante de uma parede com desenhos
Reprodução/Instagram/vanessacorrecoach
Vanessa conta que ao entender que a comida era sua amiga – e não inimiga – conseguiu perder peso de fato

Para a coach, a primeira tentativa de emagrecer
foi malsucedida porque não teve nenhum suporte mental. “A partir daí, tomei a melhor de todas as decisões e fui cuidar da minha mente”, acrescenta.

Leia mais:  Com medo de incomodar, pais distribuem doces na primeira viagem de avião de bebê

“Encontrei uma nutricionista que me apresentou um novo mundo, descomplicou a comida e a relação com ela”, fala Vanessa.

“A partir dali, entendi que a comida era uma amiga e não inimiga. Ela me ensinou a viver com estratégias alimentares e dar à alimentação o espaço que ela deve ter. Isso transformou toda a minha vida”, relembra.

Vanessa afirma que o cuidado especial que ela precisou tomar foi manter a mente focada no objetivo de perder peso e adquirir um estilo de vida
melhor. “Tirei do meu ambiente todas os meus reais sabotadores, e deixei à mão tudo o que me apoiava. Escolher profissionais que entendessem meu perfil foi muito importante”, salienta Vanessa.

A paulistana é adepta de caminhadas e diz ter praticado somente esse exercício físico durante toda a jornada para o emagrecimento. Agora, com 75 kg, ela afirma que a autoestima melhorou, mas reitera que o processo não tem ligação só com a nova aparência.

“Me conectei profundamente comigo. Descobri muita força, amor próprio, carinho, leveza no processo… Emagreci pouco mais de 60 kg de peso e mais uns 60 kg de emoções, e esse conjunto me fortaleceu muito”, diz.

Leia também: Com 20 kg a menos, mulher conta como conseguiu emagrecer com dieta e exercícios


Coach Vanessa Correa e a atriz Natallia Rodrigues
Reprodução/Instagram/vanessacorrecoach
Vanessa atua como coach e atende famosos, como a atriz Natallia Rodrigues

Atualmente, a coach inspira diversas mulheres, entre elas a atriz Natallia Rodrigues e a apresentadora Dani Duf.

“Eu passei por tudo isso no meu processo, e então decidi ser um ‘ser’ que leva mais vida para as pessoas”, explica. “Com Dani e Natallia é exatamente isso, elas puderam dar ainda mais foco em seus projetos, sonhos e ações”, completa.

Vanessa também atua no ramo de terapias e relata que essa é uma das formas de ajudar mulheres a alterarem hábitos que podem ser prejudiciais à saúde do corpo e da mente e colaborar para que elas consigam perder peso
da maneira adequada.

Leia mais:  Idosas fazem tatuagem de copo de cerveja para marcar mais de 30 anos de amizade

“É impressionante o quanto conseguimos ajudar as pessoas a mudarem sua saúde para o bem, especialmente pessoas que sofrem de doenças crônicas”, finaliza.

Fonte: IG Delas
Comentários do Facebook
publicidade

Mulher

Avó posa com neta em ensaio fotográfico e se emociona: “Idosos precisam disso”

Publicado

em

Ensaio sensual não tem idade, e se você tem alguma dúvida disso é porque você ainda não conheceu a Dona Zeza. Perto de completar 91 anos, Maria José de Mela da Silva posou ao lado da neta Renata, de 35 anos, e prova que as mulheres na sua idade podem, sim, ser sensuais e terem a beleza exaltada.

Leia também: Avó conquista web ao reproduzir ensaio fotográfico da neta

Mulher de 90 anos posando em ensaio fotográfico
Jaiel Prado
Dona Zeza, 90 anos, foi clicada em um ensaio fotográfico sensual e revela que a beleza pode existir em qualquer idade

O especialista em ensaios fotográficos femininos, Jaiel Prado, retratou avó e neta nas mesmas posições com o objetivo de valorizar a sensualidade feminina com arte e delicadeza, deixando a idade ser apenas um detalhe. “Todas as fases da vida têm a sua beleza, especialmente se você estiver feliz. Fui fotografada nas mesmas poses da minha neta.  O que o jovem faz o idoso também pode fazer”, conta Dona Zeza ao Delas

Jaiel fala que ela não se intimidou com as lentes. Para o profissional, os registros mostram a beleza não apenas ligada ao corpo ou ao rosto. “Beleza vem de dentro, das histórias, das paixões, das conquistas, das decepções, das alegrias, tristezas, das superações, da vida. Acredito que toda mulher pode, deve e merece ter uma foto que represente toda a beleza que ela sabe que tem”, diz. 

Nesse sentido, o ensaio contribui para reforçar os questionamentos sobre a pressão estética e os padrões de beleza. Será mesmo que só mulheres jovens e magras podem ser clicadas? Dona Zeza prova o contrário.

Leia também: 10 mulheres de corpos diferentes reunidas: ensaio fotográfico propõe aceitação

Sensualidade e empoderamento

mulher de 90 anos em ensaio fotográfico
Jaiel Prado
Para a avó, a experiência de ser fotografada foi transformadora e a fez com que ela se sentisse bonita e valorizada

Ser clicada por alguém que tem um olhar delicado e cuidadoso pode ser uma experiência transformadora. “Fiquei muito emocionada, me senti importante, levantou muito meu astral, até me senti mais jovem”, afirma Dona Zeza.

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 26 de abril de 2019

O fotógrafo explica que uma boa sessão é capaz de produzir imagens que retratam tanto a essência da pessoa quanto o que ela está vivendo naquele momento. Nesse processo, a pessoa acaba repensando alegrias, conquistas e outros momentos marcantes. “Ela se apropria da própria história e só isso já a fazer se sentir única”, relata Prado. 

“Acrescentar uma bela imagem desse instante de resgate/revisão de si equivale a uma injeção de autoestima na veia, chega a ser transformador. Isso é o verdadeiro empoderamento “, completa. 

Foi exatamente dessa forma que Dona Zeza se sentiu após ver os resultados: “Os idosos precisam disso. Me senti valorizada, mostrei as fotos para familiares, amigos e vizinhos e todos disseram que eu estava linda. Vivo recebendo mensagens de pessoas elogiando o ensaio.” 

Além disso, ela recomenda que outras mulheres façam o mesmo. “Incentivo todas não perder as oportunidades que a vida oferece. Devemos aproveitar a vida em todas as fases enquanto pudermos.”

Leia também: 9 dúvidas comuns sobre como é fazer um ensaio sensual respondidas

Como funciona o ensaio fotográfico sensual?

avó e neta em ensaio fotográfico
Jaiel Prado
Dona Zeza e a neta Renata, 35 anos, foram fotografadas por Jaiel Prado no mesmo ensaio sensual com as mesmas poses

O ensaio produzido por Jaiel é conhecido como Boudoir e inspirado em um estilo francês. Nele, o fotógrafo preza pela delicadeza e valoriza a beleza feminina com toques naturais e  muita arte. A sensualidade é expressada com sensibilidade, de forma elegante e suave.

Para conseguir isso, ele explica que antes de começar a sessão de fotos faz questão de conhecer bem suas modelos, escutar suas histórias, seus anseios, preocupações, saber o que gostam: “As poses são pensadas depois de muita conversa, variam de acordo com a pessoa retratada e são desenvolvidas a quatro mãos. Procuro produzir imagens esteticamente bonitas e que ao mesmo tempo transmitam o que a pessoa é”.

Leia mais:  Alimentação e exercícios: como obter todos os nutrientes necessários para você
ensaio fotográfico
Jaiel Prado
As poses das fotos são pensadas para que a modelo se sinta confortável e consiga transmitir a sua essência

Além disso, o fotógrafo conduz uma conversa durante a sessão para que a modelo se sinta mais confortável. “Começo a fotografar durante a conversa de modo natural e aos poucos estabelecendo minha direção sem interromper a conversa. De modo geral a regra do jogo é ouvir mais do que falar, bom humor e muitos elogios”, detalha.

Segundo ele, os ensaios não utilizam truques de luz, nem excesso de retoques nas fotos, mas técnica. Também não há restrição para as mulheres que desejam fazer um ensaio fotográfico . “A fotografia boudoir valoriza o que a mulher tem de melhor”, finaliza o fotógrafo.

Fonte: IG Delas
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Regional17 minutos atrás

Grávida é estuprada na frente da filha no ES

Uma mulher de 32 anos, grávida, foi estuprada na frente da filha, em Aracruz, região Norte do Estado, na noite desta segunda-feira...

Tecnologia48 minutos atrás

Zenbook 14 tem desempenho rápido, mas tela fica devendo; confira nosso review

Após um tempo sem trazer os zenbooks para o Brasil, a ASUS volta a trazer a sua linha de ultrabooks...

Mulher48 minutos atrás

Avó posa com neta em ensaio fotográfico e se emociona: “Idosos precisam disso”

Ensaio sensual não tem idade, e se você tem alguma dúvida disso é porque você ainda não conheceu a Dona...

Carros e Motos49 minutos atrás

Veja 5 fatos que já sabemos sobre o novo Toyota Corolla

Há dez anos, o Toyota Corolla ultrapassava o Honda Civic no ranking de vendas dos sedãs médios, assumindo uma liderança...

Carros e Motos49 minutos atrás

Até onde vai a onda dos SUVs?

Divulgação Chevrolet Tracker vai chegar ao Brasil no ano que vem como um dos próximos lançamentos do segmento Até quem...

Carros e Motos49 minutos atrás

Nova Ranger chama Amarok para briga antes de compartilhar DNA

Sergio Quintanilha Nova Ford Ranger mudanças que caracterizam o segundo facelift da terceira geração A nova Ford Ranger chamou a...

Economia49 minutos atrás

MP que institui contribuição sindical por boleto caduca na sexta-feira

Roberto Parizotti/CUT Medida provisória (MP) que institui contribuição sindical por boleto caduca na próxima sexta-feira (28) A medida provisória (MP)...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana