conecte-se conosco


Nacional

Comandante de milícia Hutu é morto na República Democrática do Congo

Publicado

em

Comandante de milícia Hutu%2C Sylvestre Mudacumura arrow-options
Reprodução
Comandante de milícia Hutu, Sylvestre Mudacumura é morto na República Democrática do Congo

O governo da República Democrática do Congo anunciou a morte do comandante de uma milícia Hutu , Sylvestre Mudacumura, procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra cometidos em um conflito no Congo e que participou ativamente do genocídio em Ruanda , em 1994.

Leia também: Número de imigrantes no mundo chega a 272 milhões, aponta relatório da ONU

Sylvestre Mudacumura liderava a milícia autointitulada Forças Democráticas pela Liberação de Ruanda (FDLR, sigla em francês), formada por outros militares que fugiram de Ruanda
após o genocídio, justamente para evitar serem alvo de processos em cortes locais e internacionais. Criado em 2000, o grupo se estabeleceu no leste do Congo , inicialmente com o
apoio do então presidente Laurént Kabila, realizando ataques regulares contra forças Tutsis rivais, até mesmo no território de Ruanda.

Além disso, a milícia realiza ataques regulares contra as populações da região, sendo acusada de milhares de homicídios, estupros, mutilações e sequestro de crianças, especialmente entre 2009 e 2010. Essas denúncias foram a base para a acusação contra Sylvestre no Tribunal de Haia.

Segundo um porta-voz do exército do Congo, ele foi morto na província de Kivu do Norte, uma das principais áreas de atuação de milícias armadas no país.

Leia também: Discurso de Bolsonaro é vetado de cúpula do clima da ONU

Para o chanceler de Ruanda , que disse ainda não ter confirmado pessoalmente a morte de Sylvestre, essa é uma “boa notícia” para a paz e segurança na região.

“A FDLR é um movimento genocida que desestabiliza a região há mais de 25 anos e nós notamos um comprometimento renovado e decisivo dos militares do Congo para neutralizar o
grupo”, afirmou Olivier Nduhungireh.

Leia mais:  Equador decreta estado de exceção por protestos contra alta de combustíveis

A morte de Sylvestre também pode ser considerada mais um golpe contra a milícia, que chegou a ter mais de 20 mil integrantes, mas hoje teria cerca de 3 mil combatentes. Muitos
dos seus comandantes foram presos ou mortos, diminuindo a capacidade de ação do grupo. Mesmo assim, permanecem ativos em algumas áreas específicas, perto da fronteira com
Ruanda.

Leia também: Maduro diz estar disposto a retomar diálogo com Juan Guaidó

Para o governo da República Democrática do Congo , a morte de Sylvestre também deve pressionar outros líderes da milícia a se entregarem e serem repatriados para Ruanda, onde
devem enfrentar a justiça. Assim como o comandante das Forças Democráticas pela Liberação de Ruanda, muitos também participaram do genocídio de 1994, que deixou 1 milhão de
mortos em questão de meses.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Quadrilha que fraudou contratos do governo do Rio é alvo de operação policial

Publicado

em

source
Lancha arrow-options
Reprodução

Lancha está entre os itens apreendidos durante a operação desta terça-feira no Rio

A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira (12) uma operação contra uma quadrilha que fraudou contratos firmados em 2016 pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do governo do estado do Rio de Janeiro.

Leia também: Juíza restringe visitas e afasta Flordelis de filho acusado pela morte do pastor

Seis mandados de prisão temporária e 15 de busca e apreensão foram expedidos para ação, que é a primeira resultantes dos trabalhos da 1ª Vara Criminal Especializada do Crime Organizado do Tribunal de Justiça do Rio .

“O departamento de lavagem desbaratou um esquema criminoso de fraude a licitações e visou além das prisões , o sequestro de bens para o devido ressarcimento dos recursos públicos”, afirmou a delegada Patricia Alemany.

Até 7h20, quatro pessoas haviam sido presas. Robson Silva Portugal, Sthefany Alves Marques, Valter Marques Filho e Walter José da Silva (que era o chefe do grupo) foram detidos pela operação realizada em parceria com o Ministério Público. Eles também foram alvos dos mandados de busca e apreensão, assim como Emily Marques de Souza, Evelyn Marques de Souza, Giselle Teixeira Mendonça e as empresas Diboa Comerical LTDA e Somar Rio Distribuidora LTDA.

Leia também: Evo Morales deixa Bolívia rumo ao México, afirma chanceler

De acordo com a polícia , o prejuízo gerado pelas fraudes nos acordos para aquisição de papel ultrapassou R$ 10 milhões. As investigações foram iniciadas a partir de informações repassadas pela Controladoria Geral do Estado. Além da capital, os agentes atuam em mansões em Angra dos Reis, fazendas em Santa Maria Madalena e imóveis em Duque de Caxias, Araruama e Niterói.

Leia mais:  Presidente do Inep é demitido após recuo sobre avaliação de crianças

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional7 minutos atrás

Quadrilha que fraudou contratos do governo do Rio é alvo de operação policial

arrow-options Reprodução Lancha está entre os itens apreendidos durante a operação desta terça-feira no Rio A Polícia Civil deflagrou nesta...

Mulher41 minutos atrás

Skittle Nails: tendência aposta em cores de esmalte diferentes para cada unha

Se você adora estar por dentro das tendências, vai ficar feliz ao saber que há uma ideia de nail art que...

Entretenimento43 minutos atrás

Geisy Arruda quase mostra demais ao exibir bronzeado: “diaba”

A digital influencer deixou os fãs babando no Instagram Geisy Arruda roubou a cena nas redes sociais ao posar usando...

Nacional51 minutos atrás

Gari é humilhada por estar maquiada enquanto varria as ruas

‘Não é por trabalhar varrendo rua, lidando diretamente com lixo que deixaria de ser mulher’, declarou Paulina Carvalho, de 25...

Internacional57 minutos atrás

Filho de 17 anos mata mãe e esconde corpo dentro do armário

No momento em que foi detido, o jovem confessou às autoridades locais que tinha feito “algo muito mau” Uma mulher...

Internacional1 hora atrás

Evo Morales deixa Bolívia rumo ao México, afirma chanceler

arrow-options Reprodução/Twitter Ex-presidente boliviano já viajou para o México Evo Morales deixou a Bolívia rumo ao México, na madrugada desta terça-feira...

Internacional1 hora atrás

Agência confirma que Irã retomou atividade de enriquecimento de urânio

arrow-options Reprodução/Twitter/HassanRouhani Presidente do Irã, Hassan Rouhani, ressaltou que seu país quer a energia nuclear apenas para fins pacíficos A...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana