conecte-se conosco


Educação

Com salário baixo, professora concursada vira prostituta para pagar as contas

Publicado

em

Rua Augusta, Centro de São Paulo. O relógio marca 22 horas. Na calçada, em frente a uma casa noturna, uma mulher arruma, ligeiramente, os cabelos. Olha-se no espelho, confere a maquiagem que lhe garante uma beleza – quase que natural – e segue para uma esquina de uma das regiões mais badaladas da capital paulista. Celine é o nome dela. Fictício, claro. Veste uma calça jeans, camisa preta decotada e um salto de dez centímetros, que deixa a garota, de 35 anos, ainda mais alta – um chamariz para atrair os olhares de quem passa. Em pouco tempo, o celular toca. Um carro preto se aproxima e Celine segue para uma rápida conversa. “Ele é um cliente antigo. Vai beber com os amigos e depois vem me buscar. Ligou só para confirmar nosso encontro. Ainda tenho tempo para outros programas. Minha noite está garantida”, comemora.

A comemoração tem um motivo. Com a crise econômica, as prostitutas tiveram que rever o preço dos programas. “Muitos homens falam que estão sem dinheiro, que perderam o emprego ou tiveram o salário reduzido. E a gente é quem sofre as consequências”, critica a jovem, que cobra R$ 150 por uma hora de encontro. A clientela diminuiu nos últimos anos e a região ficou decadente. As mulheres, que insistem em permanecer na área, dizem que foi-se o tempo em que uma prostituta costumava juntar R$ 20 mil por mês, em programas. “A noite é ilusória. Hoje, você ganha R$ 1 mil. Amanhã, não tem dinheiro para pegar o ônibus”, comenta.

Há menos de um ano na prostituição, Celine tem muitas histórias para contar. Já frequentou mansões em bairros nobres da capital, com direito a festas regadas a drogas, trabalhou em casas luxuosas de prostituição e colecionou clientes exclusivos. Guarda, até hoje, os contatos com sigilo. É discreta e confiável. “A prostituta não é só um objeto sexual. Muitas vezes, é uma psicóloga na cama. Tem homem que me procura apenas para conversar ou realizar um fetiche, que a esposa não tem coragem de fazer”, conta. Segundo ela, toda profissional do sexo tem que se cuidar. Uma boa roupa e ter um cheiro próprio (uma espécie de identidade) são essenciais. Quanto mais vaidosa mais dinheiro ganha. E a concorrência é grande.

Celine vive uma dupla jornada. À noite, é garota de programa. De dia, professora concursada de uma escola da rede estadual de ensino de São Paulo.

“Ganho aproximadamente R$ 2 mil por mês. Não consigo manter a minha família. Sou mãe solteira com um filho autista, de seis anos. Tenho que pagar escola, plano de saúde e as contas da casa. O salário de professor é uma miséria”, explica Celine.

As duas realidades não se misturam. Na sala de aula, a professora é linha dura com os alunos, de 15 a 18 anos. Não permite baderna e exige respeito no ambiente escolar. “Às vezes, fico muito cansada. Mesmo assim, nunca faltei ao trabalho. Sou uma mulher responsável”, diz. A professora, que é apaixonada pelo ofício, sabe que ensinar, no Brasil, é uma tarefa difícil. Para ela, além do baixo salário, o docente tem de enfrentar a falta de infraestrutura nas unidades de ensino e a violência, tão frequente na sala de aula.

Celine jamais vai esquecer a primeira vez que se prostituiu. Era uma quinta-feira de 2018. Ao receber o salário de professora, viu que o dinheiro não daria para cobrir as contas. Pensou uma, duas, três vezes. Até, finalmente, tomar a decisão. “Não tive medo nem pudor de ser prostituta. Se professor é profissão, por que puta não pode ser?”, questionou. Não foi uma tarefa fácil. Depois da escola, a professora foi para casa. Tomou banho, vestiu a melhor roupa, usou um bom perfume e seguiu para um novo expediente.

Numa casa noturna, na Rua Augusta, ela pediu um drink, puxou conversa com o gerente e, logo, conseguiu os primeiros programas, que lhe renderam cerca de R$ 600. Celine prefere não dar detalhes de como foi a experiência nos quartos de um motel da região. Mas disse que, ao final daquela noite, entrou em um táxi e pediu um único destino: o seu lar. “Eu não estava arrependida. Tinha certeza do que faria a partir daquele instante. O único problema é que eu me sentia suja. Muito suja”, lembra.

Ao voltar para casa, correu para o banheiro e tomou um dos banhos mais longos da vida. Usou shampoo, sabonete – e até detergente. Pegou uma esponja para limpar o corpo. Esfregou a pele até sair sangue. Chorou em silêncio para não acordar os pais e o filho. Caminhou em direção ao quarto do menino, chegou pertinho e deu-lhe um beijo. Ali, a prostituta dava lugar à carinhosa mãe e professora. Agora, com identidade própria – sendo ela mesma.


(*Yahoo)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Sedu abre inscrições para cursos on-line voltados para profissionais da Educação
publicidade

Educação

É hora de revisar: conheça 6 aplicativos que vão te ajudar no ENEM

Publicado

em

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está chegando: nos dias 3 e 10 de novembro, 5 milhões de brasileiros testarão seus conhecimentos na prova que também serve como ingresso para o ensino superior em diversas universidades federais.

Criado em 1998, o Enem passou a servir como vestibular para instituições de ensino superior público em 2009, e, desde então, cresceu bastante em tamanho e em importância. Até por isso, muitos dos participantes estão se preparando para a prova há meses, mas ainda há tempo para revisar alguns dos temas que serão explorados no exame.

O Olhar Digital separou 6 aplicativos gratuitos para Android que podem auxiliar nos estudos, seja para reforçar o aprendizado, ou até mesmo com simulados que resgatam questões de edições passadas do exame.

Confira nossa seleção abaixo. Agora é só se concentrar nos estudos e, com a ajuda dos aplicativos , conseguir um desempenho melhor no Enem 2019.

Questões Enem 2019

O aplicativo conta com um banco de dados de provas passadas do Enem , com a possibilidade de usar questões antigas nos estudos para a edição atual. Com o software , o estudante consegue construir simulados, acompanhar resultados, temas de redação e mais.

Prepara ENEM 2019

Com mais de 3.600 questões de edições passadas do Enem , o aplicativo conta com dicas e exemplos de redações nota 1000, lista de datas importantes, simulados divididos por áreas de estudo e matéria e dicas de conteúdo para estudo.

Questões ENEM 2019 e Provas de Vestibulares

O aplicativo não conta apenas com dicas para o Enem , mas também para outras instituições como Fuvest, UERJ, UNESP, Unicamp e mais. Com um boletim de desempenho, o estudante pode acompanhar a quantidade de acertos e erros nas questões respondidas dentro do aplicativo .

Resumão Enem

Com diversos recursos interessantes, o Resumão Enem quer interagir com o usuário para ajudá-lo nos estudos. O app oferece questões com resolução, dicas de redação, testes simples, treinos mentais e mais.

Leia mais:  Polícia Civil prende suspeitos de tentar matar oficial de justiça em Jaguaré

Estuda.com Enem e Vestibular

Mais um app que vai além do Enem , o Estuda.com permite ao estudante se preparar para diversos exames que são realizados pelo país. Com opção de resumos e vídeo aulas, ele pode ser uma ótima opção para quem quer rever um assunto antes da prova.

ENEM 2019 Simulado Gabaritando

O aplicativo promete funcionar como uma espécie de “colégio virtual” para estudantes, oferecendo simulados, cronograma e plano de estudos, conteúdos e resumos, exercícios e videoaulas, além de atualizações diárias e semanais.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Estadual8 minutos atrás

Chuva deve continuar e Marinha emite aviso de ondas de até 5 metros no ES

O acumulado de chuva chegou a 581 milímetros na Grande Vitória nas últimas 24 horas A Marinha do Brasil emitiu...

Nacional11 minutos atrás

No semiaberto, homem preso por pedofilia estupra filha de 11 anos

Vítima estava tomando banho quando o homem invadiu o ambiente e obrigou ela a fazer sexo Um homem de identidade...

Entretenimento14 minutos atrás

Bumbum empinado! Paolla Oliveira surge sensual em sessão de fotos

Interpretando Vivi Guedes, atriz fez um ensaio para uma revista São Paulo – Paolla Oliveira está fazendo sucesso como a...

Nacional17 minutos atrás

Mulher é presa por matar o sogro a facadas

Rio – Uma mulher, identificada como Janaína Silva Lima, foi capturada por agentes da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual...

Economia1 hora atrás

5 regras de aposentadoria para quem já trabalha e pode escapar da idade mínima

arrow-options Divulgação Trabalhadores que já contribuíram com o INSS podem usar regras de transição para se aposentar, mas é preciso...

Economia1 hora atrás

Dólar fecha em R$ 4,185, segunda maior cotação da História

MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL Dólar O dólar comercial fechou em alta de 0,42% contra o real nesta quarta-feira, a R$...

Economia1 hora atrás

Confira: Renault divulga recall de dois modelos por problemas no airbag

A Renault do Brasil divulgou o recall de veículos da marca modelos Duster e Duster Oroch, com data de fabricação entre 14/9/16 e...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana