conecte-se conosco


Agricultura

CITROS/CEPEA: Colheita de tahiti ganha força no estado de SP

Publicado

em

Cepea, 11/01/2019 – A colheita de lima ácida tahiti está ganhando força no estado de São Paulo, cenário que pode pressionar os valores da fruta neste início de ano. Segundo colaboradores do Cepea, a disponibilidade da tahiti vinha crescendo no mercado paulista desde meados de dezembro e pode atingir o pico na segunda quinzena de janeiro. As atividades de campo devem seguir firmes em fevereiro, perdendo força em março. No mercado da fruta in natura, apesar da elevação da oferta, as vendas da lima ácida tahiti estão firmes nesta semana. Colaboradores do Cepea afirmam que a demanda mais aquecida por parte da indústria tem feito com que agentes desse setor busquem a fruta no mercado de mesa, o que tem impulsionando os valores da variedade em São Paulo. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a média da lima ácida tahiti é de RS 18,60/cx de 27 kg, colhida, alta de 1,7% em relação à anterior. Para a laranja de mesa, o cenário também é de valorização, com os preços subindo devido à menor oferta. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Comentários do Facebook
Leia mais:  PIB do agro cresceu 2,5% no 3º trimestre na comparação com igual período de 2017
publicidade

Agricultura

Governo reajusta em 11,96% o preço mínimo da uva

Publicado

em

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento reajustou em 11,96% o preço mínimo da uva industrial para safra 2018/2019. O valor saiu de R$ 0,92/kg para R$ 1,03/kg. A medida (Portaria 158)  foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (18)  ) e vigora nos estados das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, até 31 de dezembro deste ano.

Os estudos realizados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para subsidiar a definição do novo preço consideraram como principal parâmetro o custo variável de produção em relação ao custo verificado na safra anterior. O aumento foi impulsionado, principalmente, pela alta no preço dos defensivos agrícolas e da mão de obra.

A produção nacional safra 2017/2018 alcançou 1,4 milhão de toneladas, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A região Sul é a principal fornecedora de uva e derivados do país, com participação superior a 64% na produção brasileira. O Rio Grande do Sul é o estado com maior produção, em torno de 663,2 mil toneladas, sendo destinadas à produção de vinhos e derivados (50%) e sucos e derivados (50%).

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
imprensa@agricultura.gov.br

Comentários do Facebook
Leia mais:  ALGODÃO/CEPEA: Indicar recua 7,6% em julho
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana