conecte-se conosco


Política

Ciro Gomes e Marina se encontram para discutir oposição a Bolsonaro

Publicado

em


Ciro Gomes e Marina falaram sobre futuro do Brasil, principalmente em relação à defesa da institucionalidade democrática
Divulgação/ Marina Silva

Ciro Gomes e Marina falaram sobre futuro do Brasil, principalmente em relação à defesa da institucionalidade democrática

Os candidatos à Presidência da República derrotados no primeiro turno, Marina Silva (REDE) e Ciro Gomes (PDT) se reuniram nesta quarta-feira (7) para traçar uma estratégia comum em relação ao futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL). Após a reunião, Marina escreveu nas redes sociais que os dois falaram sobre “o desafio de uma oposição democrática, que seja comprometida com o desenvolvimento sustentável, a defesa das instituições e do interesse nacional”.

Ciro Gomes afirmou ter conversado com Marina sobre “o futuro do Brasil, principalmente em relação à defesa da institucionalidade democrática, dos interesses nacionais e da pauta das populações mais vulneráveis”. O encontro aconteceu na sede da Rede, em Brasília, por sugestão do pedetista. Também estava presente o coordenador da Rede, Bazileu Margarido.

Leia também:”Fomos miseravelmente traídos por Lula”, afirma Ciro após as eleições

Antes do encontro com Marina Silva , Ciro participou de um almoço com a bancada federal do PDT, convocado pelo presidente nacional do partido, Carlos Lupi. Ele fez um balanço das eleições e reafirmou que o partido fará oposição ao governo Bolsonaro. 

De acordo com a nota publicada pelo PDT , Lupi afirmou que o partido tem de se manter na oposição e construir a candidatura de Ciro à Presidência em 2022. “Temos que ter a compreensão do processo que o país vai viver. Não podemos nos afastar nem um segundo das decisões que serão tomadas, porque sabemos que, os que mais precisam, serão os que mais vão sofrer. E são ele que nós representamos”, afirmou. 

Leia mais:  Fake news pelo WhatsApp é fenômeno sem precedentes no mundo, diz OEA

Leia também: Ciro diz que há “bomba de ódio” no País e não quer campanha com PT nunca mais

Depois de agradecer o apoio de todos, Ciro Gomes se colocou à disposição do partido para projetos futuros e cobrou uma posição de vigilância do PDT em relação ao futuro governo. “Temos a obrigação de ficar vigilante em relação ao governo que se inicia em janeiro. Tem muita gente ali que eu conheço há anos, e sei que o povo passa longe da prioridade deles”, afirmou Ciro, que se disse “um soldado do partido”.

Comentários do Facebook
publicidade

Política

Bolsonaro adota tom de urgência com ministros: “O País não pode mais esperar”

Publicado

em


Jair Bolsonaro vai comandar hoje a segunda reunião ministerial da sua gestão; espera é de propostas de rápida aplicação
Marcos Corrêa/PR

Jair Bolsonaro vai comandar hoje a segunda reunião ministerial da sua gestão; espera é de propostas de rápida aplicação

O presidente Jair Bolsonaro comandará, nesta terça-feira (8), a segunda reunião ministerial desde que tomou posse do governo federal, no dia 1º de janeiro. Neste encontro, conforme adiantou pelo Twitter, o presidente pretende ouvir cada ministro sobre os planos, propostas de enxugamento das pastas e medidas de rápida implementação.

Leia também: Bolsonaro diz que caixa-preta do BNDES e de outros órgãos “começou a ser aberta”

De acordo com o presidente, o “País não pode mais esperar” e, por isso, essa já é a segunda reunião ministerial em cinco dias. A primeiro encontro comandado por Jair Bolsonaro ocorreu no último dia 3, também no Palácio do Planalto, quando o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, defendeu a redução de gastos, corte de pessoal e a busca por diálogo com a oposição e o Congresso Nacional.

“Em menos de duas semanas de governo, mais uma reunião para ouvir cada um dos ministros sobre os planos, propostas de enxugamento das pastas e medidas de rápida implementação. Nosso País não pode mais esperar. Logo, novidades na linha que o brasileiro sempre exigiu”, publicou o presidente, na manhã desta terça-feira.

Leia também: Conta de Bolsonaro no Twitter será administrada pela Secom

A chamada reunião do Conselho de Ministros , que engloba a equipe inteira, foi agendada para as 9h de hoje no Palácio do Planalto. A última durou cerca de quatro horas. 

Um dos temas que devem ser tocados neste encontro é a  reforma da Previdência , cujo texto, elaborado pela equipe econômica de Bolsonaro, deve ser enviado o quanto antes ao Congresso Nacional. De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, a primeira reunião foi de alinhamento e definição de tarefas.

Leia mais:  Fake news pelo WhatsApp é fenômeno sem precedentes no mundo, diz OEA

Leia também: Bolsonaro critica imprensa “parcial” e diz que vai democratizar verbas

Ainda no tema econômico, na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu de Jair Bolsonaro a missão de definir os principais pontos do texto que o governo pretende encaminhar aos parlamentares neste semestre. O presidente defende que a reforma seja aprovada ainda no primeiro semestre deste ano. 

* Com informações da Agência Brasil.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Economia2 horas atrás

Suzano é eleita uma das 50 empresas mais amadas do Brasil pela “Love Mondays”

Ranking espontâneo aponta ambientes de trabalho com melhores avaliações durante 2018 A Suzano foi indicada entre as 50 empresas mais amadas do Brasil,...

Direto de Brasília1 hora atrás

Moro afirma que não é possível enviar Força Nacional ao Pará agora

Reprodução/ Facebook Governador paraense se reuniu com o ministro Sérgio Moro e reiterou o pedido de ajuda federal O ministro...

Regional39 minutos atrás

Polícia prende chefe do tráfico de drogas de três bairros em Pinheiros

Denúncia de agressão doméstica deu início à operação; acusado já tinha três mandados em aberto PINHEIROS (ES) – O chefe...

Mulher24 minutos atrás

Roteiro de drinques de verão super refrescantes

Nesses dias e noites da estação mais quente do ano, nada melhor do que drinques de verão para se refrescar....

Entretenimento23 minutos atrás

15 perguntas! Nany People fala sobre carreira, política, namoro e muito mais

Desde o início de sua trajetória em Minas, sua terra natal, até a ida para São Paulo em busca do...

São Mateus13 minutos atrás

Câmara de São Mateus vota contratação de DT´s da educação nesta sexta-feira (18)

SÃO MATEUS (ES) – A Câmara de São Mateus vai interromper, temporariamente, o recesso de janeiro para apreciar o Projeto...

Economia44 minutos atrás

Preço da gasolina nas refinarias volta a subir e chega a R$ 1,4990

Divulgação/Prefeitura de Paulínia A alta do petróleo e a desvalorização do real frente ao dólar motivaram o reajuste no preço...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana