conecte-se conosco



Estadual

Chegada das chuvas preocupa para aumento de casos de dengue

Publicado

em

.

As altas temperaturas e a falta de chuva foram características marcantes nos primeiros meses deste ano no Espírito Santo. Mas o mês de abril chegou, e com ele a chuva que, para muitos, é sinônimo de frescor.

Por isso, é preciso evitar que a água se acumule, para não se tornar ambiente propício para o surgimento de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do zika e da chikungunya.

Além disso, é preciso atenção, pois os ovos colocados pelos mosquitos nas últimas semanas, em contato com a água das chuvas, irão eclodir, o que aumenta os riscos de proliferação do mosquito.

 

Veja aqui o 14º boletim da dengue.

 

Veja aqui o 14º boletim de zika.

 

Veja aqui o 14º boletim chikungunya.

 

Como se prevenir:

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

 

 Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários do Facebook

Estadual

Mulher deve ser indenizada pelo atraso em entrega de apartamento em Vila Velha

Publicado

em

.

O empreendimento também foi entregue com diversos problemas estéticos e de qualidade.

Uma moradora de Vila Velha deve ser indenizada em R$4 mil. A reparação é referente ao atraso de 7 meses na entrega de um apartamento que ela havia adquirido. Em sua decisão, o juiz da 3ª Vara Cível de Vila Velha ainda lembrou que a autora da ação recebeu o empreendimento com diversos problemas estéticos e de qualidade.

De acordo com a autora, em maio de 2010, ela realizou a aquisição de um apartamento em um empreendimento localizado em Vila Velha. O imóvel foi adquirido por cerca de R$113 mil e a conclusão da obra deveria ocorrer em agosto de 2012, havendo uma cláusula de tolerância de até 180 dias, caso fortuito ou força maior.

Além do imóvel ter sido entregue somente em setembro de 2013, a autora ainda defendia que sua unidade teria quase um metro a menos que o tamanho contratado. Tal alegação foi rebatida pela parte ré, a qual sustentou que o tamanho da unidade está de acordo com o contrato celebrado, e tendo acrescentado que a compradora não teria reclamado em nenhum momento.

Por meio da ação, a autora requeria que as duas empresas responsáveis pelo empreendimento fossem condenadas ao pagamento de indenização a título de danos materiais, referente à parcela paga a mais, em dobro; de indenização a título de danos morais e a devolução ou o abatimento dos valores pagos por um apartamento maior do que o entregue.

Em análise do caso, o juiz destacou que a entrega do apartamento atrasou em 7 meses e que os motivos que foram alegados (greves de funcionários e chuvas) são considerados pela jurisprudência como previsíveis e decorrentes do risco da atividade de construção civil. Desta forma, não poderiam ser utilizados como justificativa para atrasos não previstos no contrato.

Em relação ao pedido de indenização por danos materiais, o magistrado entendeu que “não restou demonstrado no caderno processual que a Demandante pagou qualquer valor a maior, de forma indevida, às Requeridas”, afirmou.

Quanto à alegação acerca do tamanho do imóvel, o juiz observou que a parte autora não apresentou provas de que seu apartamento possui metragem menor que a prevista no contrato. Por sua vez, em relação à conclusão das áreas comuns, o magistrado verificou que o apartamento foi entregue sem que os espaços comunitários do empreendimento estivessem concluídos.

“Esclareço que eventual atraso na entrega das áreas comuns do condomínio não impedem a utilização do imóvel adquirido para moradia, mas apenas diminui o gozo das utilidades do empreendimento em sua totalidade. Portanto, e tendo em vista que a Requerente não demonstrou que estas obras impedem a utilização do seu apartamento, não há que se falar em obrigação de fazer referente à conclusão das mesmas”, acrescentou.

Apesar disto, o juiz concluiu que os problemas que envolveram o empreendimento ultrapassam o que pode ser considerado como mero dissabor do dia a dia. Por isto, o magistrado condenou as requeridas ao pagamento de R$4 mil em indenização por danos morais.

“Além do atraso na entrega do imóvel, fato é que o empreendimento foi entregue com diversos problemas estéticos e de qualidade (fotos de fls. 47/52), os quais apesar de não impedirem a utilização do bem adquirido com a finalidade de moradia, prejudicam a fruição, com qualidade, do mesmo com todos os seus benefícios”, ressaltou.

Processo nº 0001223-93.2014.8.08.0035

Comentários do Facebook
Continue lendo
Internacional1 minuto atrás

Avião com mais de 100 pessoas cai em área residencial do Paquistão

Breaking News Aviation / Reprodução de video / Twitter Avião caiu em área residencial da cidade paquistanesa Um avião com...

Entretenimento11 minutos atrás

Julgamento de Gusttavo Lima é marcado e ele pode perder R$ 20 milhões

Em primeira mão esta jornalista que vos escreve antecipa que a briga judicial milionária entre o compositor André Luiz Gonçalves,...

Polícia Federal11 minutos atrás

Homem é preso com armas em terra indígena de Mato Grosso

. Cuiabá/MT – A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta quinta-feira (21/5), em Rondonópolis/MT, um homem que estaria ameaçando índios...

Saúde26 minutos atrás

Cidade do Rio analisa flexibilização de isolamento social

. O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, fará reunião hoje (22) com um comitê científico para decidir sobre...

Nacional1 hora atrás

Calor e tempo limpo nesta sexta em São Paulo

Fernanda Carvalho/Fotos Públicas São Paulo tem tempo limpo e seco Tempo limpo e calor durante todo o dia marcam a previsão...

Mulher1 hora atrás

Horóscopo do dia: previsão para o dia 22 de maio de 2020

Marcelo Dalla O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente ÁRIES  Hoje é dia de...

Internacional2 horas atrás

Médicos dos EUA pedem dados de remdesivir para orientar tratamento

. Médicos dos Estados Unidos (EUA) e outros membros da comunidade científica estão pedindo a publicação dos dados que convenceram...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!