conecte-se conosco


Nacional

Celso de Mello cutuca o governo e cita caso de sargento preso com drogas

Publicado

em

Celso de Mello
Rosinei Coutinho/SCO/STF – 11.4.19
Celso de Mello alfinetou o governo Bolsonaro

Em julgamento no Supremo Tribunal Federal ( STF ) que discute se um juiz de primeira instância pode autorizar operações em ambientes onde circulam pessoas com foro privilegiado, como o Congresso, o ministroCelso de Mello , do Supremo Tribunal Federal (STF), citou o episódio do sargento da Aeronáutica brasileira preso na Espanha com 39 quilos de cocaína . Segundo o vice-presidente Hamilton Mourão, elevoltaria ao Brasil no mesmo avião do presidente Jair Bolsonaro.

Leia também: Carlos Bolsonaro ataca Doria nas redes sociais: “Isentão ensaboado”

 O ministro Alexandre de Moraes havia criticado juízes e investigadores que fazem operações no Congresso contra pessoas próximas de parlamentares, visando na verdade, segundo ele, deputados e senadores. Nisso, o ministro Celso de Mello rebateu, dizendo:

“A minha preocupação é que se construam ou se erijam santuários de proteção de criminosos comuns em relação a certos espaços institucionais reservados a determinadas autoridades com prerrogativa de foro. Pegue-se, por exemplo, a situação de um avião da FAB , um avião militar, que serve a Presidência da República, em cujo interior é apreendida uma quantidade imensa de drogas. Haveria necessidade de instaurar um procedimento de investigação no Supremo Tribunal Federal quando não há qualquer conexão do fato delituoso com o presidente da República, mas sim com algum auxiliar seu, como por exemplo um sargento taifeiro?”, questionou Celso.

“A questão do avião, crime em flagrante, apreensão, não há nem necessidade de inquérito no Supremo. Mas se daqui a duas semanas a polícia quiser fazer perícia no avião, seria o juiz de primeiro grau? Creio que não”, respondeu Moraes.

“Por que não?”, questionou o ministro Marco Aurélio Mello

Leia mais:  Redução do teto da Lei Rouanet vale para shows, afirma ministro

Então em discussão no STF dois casos envolvendo decisões de juízes de primeira instância que autorizaram ações no Congresso. Um deles foi Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, que autorizou a Operação Métis em outubro de 2016. Ele chegou a determinar a prisão de policiais legislativos do Senado, que não têm foro privilegiado. Eles teriam atuado para atrapalhar a Operação Lava-Jato. Na ocasião, Vallisney foi chamado de juizeco pelo então presidente do Senado Renan Calheiros (MDB-AL).

Já na Operação História de Pescador, a Justiça Federal do Pará autorizou em 2017 a busca de documentos da assessora Soane Castro no gabinete da então deputada Simone Morgado (PMDB-PA). Pelo possível envolvimento de parlamentares com foro, a Operação Métis foi suspensa pelo ministro Teori Zavascki, já falecido, e a História de Pescador, por Alexandre de Moraes. Teori foi substituído por Edson Fachin na relatoria.

Nesta quarta-feira, já votaram Fachin e Moraes. O primeiro entende que o foro privilegiado protege o exercício do mandato parlamentar, mas não qualquer atividade dos funcionários do Senado e da Câmara. Já Moraes não vê como dissociar as operações no Congresso dos parlamentares. Faltam os votos de mais nove ministros.

No caso específico da Métis, Fachin votou para anular as interceptações telefônicas, pela existência de “indícios mínimos” envolvendo parlamentares. Já Moraes defendeu a anulação de todas as provas.

“Reconheço, por existirem indícios mínimos de que os atos objeto de apuração teriam sido realizados a mando de parlamentares, a usurpação da comptência do STF, porque a investigação deveria estar sob a supervisão desta Corte”, argumentou Fachin .

Leia também: CCJ do Senado aprova extensão da posse de armas na zona rural

Leia mais:  Proposta de iniciativa popular pretende criminalizar o coaching

Moraes foi mais enfático. “O juiz de primeira instância que defere um mandado de busca e apreensão no Congresso, no Senado, na Câmara, em imóveis funcionais, ele sabe que a sua medida será também invasiva da intimidade, da vida privada dos parlamentares. Então ele assumiu esse risco para não solicitar que as instâncias superiores assim o fizessem. Não é razoável ele se justificar dizendo: “não, talvez não.” Não! Obviamente que sim”, disse Moraes.

“Aqui, o que ocorre, no mais das vezes, e sabemos, infelizmente, são investigações disfarçadas, não visando diretamente, mas reflexamente autoridades as quais os investigadores, os policiais, membros do Ministério Público, o juiz de primeira instância não tem competência constitucional para atuar. Então se visa alguém próximo para depois tentar validar a prova. Isso fere, a meu ver, de morte o Estado de Direito, porque fere o princípio do juiz natural, as regras do devido processo legal”, completou.

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

ASSALTO A BANCO: Bandidos morrem em confronto com a polícia no Sul da Bahia

Publicado

em

Vários suspeitos de terem participado das explosões contra um caixa eletrônico do Bradesco e da agência dos Correios de Jucuruçu, na madrugada desta quarta-feira, (17/07), morreram numa troca de tiros com policiais militares do município e das especializadas Cipe-Mata Atlântica e Rondesp Sul.

A troca de tiros aconteceu durante a fuga dos assaltantes numa estrada vicinal distante cerca de 70 quilômetros de Itabela. A viatura do Pelotão da PM de Jucuruçu, que é vinculado à 43ª Companha Independente de Itamaraju (CIPM), foi atingida pelos disparos, mas os policiais não se feriram.

Os corpos dos homens mortos na ação policial foram encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Eunápolis e ainda não foram identificados. As forças policiais continuam mobilizadas, pois há suspeita que os outros oito criminosos ainda estejam na região.

Informações dão conta que a polícia já recuperou uma caminhonete Fiat Toro, de cor branca, usada no crime e uma Toyota Hilux que teria sido tomada de assalto pelo bando durante a fuga.

O assalto

Na madrugada desta quarta-feira, dia 17 de julho, os moradores da pequena cidade de Jucuruçu acordaram com rajadas de tiros e explosões de dinamites e granadas. A ação criminosa teria contado com a participação de pelo dez homens fortemente armados, que explodiram o caixa eletrônico do Banco Bradesco, instalado próximo à agência dos Correios da cidade, que também teria sido alvo dos ladrões.

Nas explosões o cofre do terminal de autoatendimento foi aberto e o imóvel onde fica o caixa eletrônico sofreu vários danos. Os bandidos atiraram num dos pneus de uma viatura da Polícia Militar e de outros veículos que estavam estacionados, mas apesar dos diversos disparos, ninguém ficou ferido.

O Banco Bradesco ainda não informou os possíveis valores levados pelo bando criminoso.


(*Teixeira Hoje)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Bolsonaro entra nos mais influentes da Time como “homofóbico ultraconservador”
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Polícia Federal31 minutos atrás

PF combate concussão e lavagem de dinheiro em Vila Velha/ES

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (19/7) a Operação Endosso, com o objetivo de desarticular suposto esquema...

Polícia Federal31 minutos atrás

Operação Vertex combate crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e organização criminosa

Manaus/AM – A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de hoje (19/7) a Operação Vertex, uma nova fase da Operação...

Nacional1 hora atrás

ASSALTO A BANCO: Bandidos morrem em confronto com a polícia no Sul da Bahia

Vários suspeitos de terem participado das explosões contra um caixa eletrônico do Bradesco e da agência dos Correios de Jucuruçu,...

Agricultura1 hora atrás

Recadastramento de pescadores deve começar em cerca de 30 dias

O novo Registro Geral de Pesca (RGP) está pronto, anunciou nesta sexta-feira (19) o secretário de Aquicultura e Pesca do...

Economia1 hora atrás

Ministro da Infraestrutura recebe caminhoneiros na semana que vem

arrow-options Agência Brasil/Wilson Dias Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas se encontrará com caminhoneiros na próxima semana para falar sobre...

Economia1 hora atrás

Economia já propôs fim da multa de 40% do FGTS a Bolsonaro

arrow-options Antonio Cruz/Agência Brasil  Após participar de um evento da igreja Sara Nossa Terra, presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a...

Economia1 hora atrás

Contrata-se: quais setores estão gerando empregos no Brasil

arrow-options MARCO ANKOSQUI/Isto É DESENVOLVEDOR DE MOBILE Caio Granda, contratado pela Alt.Bank: “Me sinto privilegiado por ter sido empregado em uma...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana