conecte-se conosco


Nacional

Caso Flordelis: Advogado da família do pastor quer apuração sobre envenenamento

Publicado

em

Anderson do Carmo e Flordelis arrow-options
Reprodução/Facebook
Caso Flordelis: Advogado de família de pastor quer investigação sobre envenenamento

O advogado que defende a família do pastor Anderson do Carmo vai pedir à delegada Bárbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), que investigue o crime de homicídio tentado contra o pastor, anterior à sua morte. Anderson, marido da deputada federal Flordelis (PSC-RJ) foi morto em casa, em Pendotiba, Niterói, no dia 16 de junho.

Leia também: Mãe de pastor morto ataca Flordelis: “Nora que é nora não faz isso”

Um dos filhos do casal Flordelis e Anderson disse em depoimento que o pastor vinha reclamando de que passava mal quando comia em casa ou tomava remédios administrados pela deputada federal do PSC ou por outros filhos. O depoimento da mãe da vítima, Maria Edna Virgínio do Carmo, 64, na quarta-feira confirma esta versão.

O advogado Ângelo Máximo, 64, representa Maria Edna Virgínio do Carmo e Michele do Carmo, respectivamente, mãe e irmã de Anderson. Ele defende que o pastor reclamava de mal-estar porque estavam tentando matá-lo . O advogado diz que antes do crime que o matou, o pastor vinha sofrendo atentados e envenenamento. “Toda substância química que causa lesão ao corpo é envenenamento”, explica. Ele acrescenta que não teve acesso às investigações.

“Vamos pedir que a delegada Bárbara Lomba investigue o que o filho do pastor e a mãe disseram. Houve uma tentativa de homicídio não consumada por vontade alheia aos seus algozes”, diz. Ângelo Máximo acrescenta que o depoimento da mãe de Anderson, Maria Edna, foi positivo, esclarecedor, estarrecedor e comprometedor.

A assessoria de Flordelis diz que a questão já foi comentada pela deputada durante coletiva de imprensa. Na ocasião, a pastora justificou a administração dos medicamentos dizendo que o marido tinha crises de ansiedade e possui exames recentes que comprovam o tratamento.

Leia mais:  Mega-Sena vai sortear prêmio de R$ 45 milhões neste sábado

Há vários problemas familiares envolvendo Flordelis e o marido. O advogado da família de Anderson voltou a falar que Flordelis está atrapalhando as investigações. Ele pede que o Supremo Tribunal Federal libere a investigação sobre a deputada.

Flávio Rodrigues de Souza, 38, filho biológico da pastora está preso acusado de matar o pai. Além dele, Lucas Cézar dos Santos de Souza, de 18, filho adotivo do casal, também está detido por participar do crime. Eles estão presos na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG).

Leia também: Sem defesa! Filho preso de Flordelis dispensa advogados contratados pela mãe

Mãe de pastor Anderson presta depoimento

Após mais de três horas de depoimento, na quarta-feira, a aposentada Maria Edna disse que não considera mais Flordelis como sua nora. A mãe de Anderson, que é de São Miguel Paulista — interior de São Paulo — está no Rio desde o último sábado. No domingo ela participou de um ato em homenagem a Anderson. “Esquece que ela é a minha nora. Porque ela não é minha nora. Nora que é nora não faz isso”, ao se referir a deputada e pastora Flordelis dos Santos Souza (PSD). Na DHNSGI, a aposentada esclareceu que foi a especializa porque quis, na iniciativa de ajudar os investigadores no caso.

Delegada fará reconstituição

Está batido o martelo. Por hora, a delegada Bárbara Lomba — titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) — está disposta e fará a reconstituição simulada da morte do pastor Anderson do Carmo Souza. A simulação acontecerá nos dias seguintes ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio investigue a deputada federal Flordelis dos Santos Souza (PSC).

Leia mais:  Rússia manda esvaziar vila após explosão em provável teste de míssil nuclear

O ministro Dias Toffoli , presidente do STF, estuda monocraticamente o caso Flordelis e como vai orientar a Polícia Civil do Rio e o Ministério Público (MPRJ) no caso. Uma fonte ouvida pelo jornal O DIA garante que o magistrado será favorável a ajudar “no que for necessário à investigação”.

Leia também: Neta de Flordelis faz desabafo em rede social: “Crueldade do ser humano”

A DHNSGI enviou no dia 28 de junho um pedido ao STF para investigar a deputada federal Flordelis , já que ela possui foro privilegiado e o crime não ocorreu em razão das funções do mandato da parlamentar. Como o Judiciário está de recesso, o presidente do STF estuda o caso monocraticamente.

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

“Já tivemos Garotinho. Não queremos um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

Publicado

em

source
 Crivella e Witzel arrow-options
Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
“Já tivemos um Garotinho. Não queremos ter um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

O prefeito do Rio Marcelo Crivella (PRB) partiu para o ataque na tarde desta sexta-feira (20) após ser criticado pelo governador Wilson Witzel (PSC), que afirmou que o alcaide
fez uma “lambança” ao censurar um livro com beijo gay entre dois personagens na Bienal do Livro. Em evento, Crivella mencionou o rompimento entre Witzel e o senador Flávio
Bolsonaro (PSL-RJ) —  que determinou que o PSL deixe o governo — para alfinetar o chefe do Palácio Guanabara, que, segundo Crivella, estaria “querendo aparecer” por ter a
intenção de se candidatar à Presidência da República.

“Não houve censura. Apenas mandei recolher o material para que fosse disponibilizado em lacres como determina o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, disse Crivella que,
em seguida, continou: “Witzel decidiu antecipar a campanha (presidencial), e isso pode prejudicar o Rio no Regime de Recuperação Fiscal com a União. Já tivemos um Garotinho.
Tudo o que não queremos agora é um garotão”, acrescentou Crivella, citando o ex-governador Anthony Garotinho e fazendo alusão a um período em que não havia diálogo entre os
governos federal e estadual.

Leia também: Para Witzel, criminosos que atiram contra a população do Rio não merecem viver

A declaração confirma um afastamento entre Witzel e Crivella, que chegaram a se aproximar nos últimos meses. O governador Wilson Witzel chegou até a cogitar apoiar a reeleição
de Marcelo Crivella à prefeitura do Rio, mas depois também se aproximou do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) por intermédio do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
(DEM).

Nesta quinta-feira, Wilson Witzel falou para uma plateia repleta de executivos e políticos na abertura do Fórum Nacional, no BNDES, no Centro do Rio. Na ocasião, Witzel disse que o prefeito do Rio fez uma “lambança” na feira do livro realizada recentemente.

Leia mais:  Relator apresenta parecer sobre reforma da Previdência na CCJ na terça

“Uma obra literária, se pudesse causar uma tragédia à sociedade, teria que ser muito diferente daquilo. Hoje, acho que o país está tendo uma consciência de que momento de disputar eleição é um e o momento de governar é outro. O que tiver de ser antagonizado que seja com respeito, sem estimular a intolerância. Meu filho, por conta da opção dele, certa vez, foi agredido quando saía do trabalho de madrugada, foi agredido pela intolerância”, afirmou Witzel, que ficou emocionado e arrancou aplausos da plateia.

Leia também: Witzel defende fim da visita íntima a presos: ‘Tem que perder liberdade sexual’

Também durante o evento, Witzel afirmou que a decisão do senador Flávio Bolsonaro de retirar os deputados do PSL dos cargos em secretarias e órgãos para fazer oposição à sua
gestão não o deixou com “amplo direito de defesa”. O governador disse ainda que os deputados do PSL são “bem-vindos” ao seu partido, o PSC .

“A decisão dele não me deu amplo direito de defesa e do contraditório. Eu fiquei surpreso. Estava em uma viagem de família e recebendo essas notícias. Em nenhum momento eu
recebi o telefone do senador Flávio, ele não falou comigo. Mas, como na Justiça, depois vem a contestação, a defesa. Vamos conversar”, declarou o governador. “Eu não posso impedir ninguém de se desfiliar e também não posso impedir filiação ao PSC, até porque todos os deputados do PSL são excelentes, são deputados comprometidos com uma pauta que eu
defendo e eu tenho certeza que eles serão bem-vindos”, completou.

Leia também: PSL vai expulsar os deputados que não se afastarem de Wilson Witzel

Procurado pelo Globo , o gabinete de Witzel afirmou que o governador não irá se pronunciar sobre as declarações de Crivella .

Leia mais:  Bebê de 1 ano é agredido com 14 mordidas dentro de creche particular

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Saúde45 minutos atrás

Painel internacional diz que estamos despreparados para nova epidemia mundial

O Conselho de Monitoramento para a Preparação Global (CMPG), publicou seu primeiro relatório sobre a saúde no mundo. O documento...

Saúde45 minutos atrás

5 cuidados básicos para sobreviver às mudanças de tempo sem ficar doente

A combinação entre baixa umidade do ar e mudanças de tempo pode ser hostil para o sistema respiratório de muita...

Nacional47 minutos atrás

“Já tivemos Garotinho. Não queremos um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

arrow-options Marcos de Paula / Prefeitura do Rio “Já tivemos um Garotinho. Não queremos ter um garotão”, diz Crivella sobre...

Nacional47 minutos atrás

Casa de repouso de Londres expulsa idosos que participaram de orgia

arrow-options shutterstock Orgia levou idosos a serem expulsos de casa de repouso Uma casa de repouso conhecida como Lar de Edith...

Nacional47 minutos atrás

Homem é preso por matar filho de dois anos afogado para fazer mãe “sofrer”

arrow-options Reprodução/Facebook Após mentir para polícia, Evaldo confessou o crime. Um homem de 21 anos foi preso na noite da...

Nacional47 minutos atrás

Greve Global pelo Clima acontece em países de todo o mundo; acompanhe

arrow-options Gabriela Neves Concentração em São Paulo inicia no MASP arrow-options Gabriela Neves Crianças na Greve Global pelo Clima, em...

Nacional47 minutos atrás

Justiça ao gato! Animal “ganha no tribunal” direito de frequentar galeria no Rio

arrow-options Pedro Teixeira/Agência O Globo Gato Rubinho poderá frequentar galeria no Rio de Janeiro O gato Rubinho amanheceu respirando aliviado...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana