conecte-se conosco



Nacional

Caso Ágatha: Delegado diz que PM mentiu em depoimento ao falar de homens armados

Publicado

em

source
Ágatha arrow-options
Arquivo pessoal

Ágatha morreu após ser atingida por um tiro de fuzil nas cotas

A Polícia Civil informou, nesta terça-feira (19), que o policial militar da UPP- Fazendinha, responsável pelo disparo que atingiu a menina Ágatha Vitória Salles, de 8 anos, mentiu em seu depoimento na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Leia também: Polícia Militar causou morte da menina Ágatha, diz inquérito

De acordo com o delegado Marcus Drucker, responsável por conduzir as investigações do caso Ágatha , o PM inicialmente contou a versão de que teria ocorrido um tiroteio na comunidade e que logo depois ele atirou na direção de dois homens armados que estavam numa motocicleta.

“A gente conseguiu identificar, através dos depoimentos, que não havia nenhuma pessoa armada naquele momento perto dos policiais. O PM contou ter visto a arma, mas conseguimos identificar que não tinha”, contou.

Leia também: Tio de Ágatha critica PM que atirou e matou a menina: ‘Ele é um despreparado’

O policial militar foi indiciado por homicídio doloso, quando existe a intenção de matar. O PM segue em liberdade. O delegado Daniel Rosa, diretor da DHC, explicou que a polícia pediu à justiça o afastamento imediato do policial militar.

Comentários do Facebook

Nacional

Cachorro mata gêmeos recém-nascidos por conta de ciúmes dos donos

Publicado

em

 

 

source
cão
Reprodução

Cachorro labrador

Duas irmãs gêmeas recém-nascidas morreram após serem gravemente feridas por mordidas do cachorro da família, uma mistura de labrador com foxhound. A violência ocorreu no dia 23 de junho na cidade de Piripá, na Bahia. A família acredita que o cão atacou as crianças por conta de “ciúmes dos donos”, segundo informações contidas no relatório policial divulgado nesta quinta-feira (2).

A mãe dos bebês prematuros, Elaine Novais, de 29 anos, disse ter deixado os bebês sozinhos no quarto para dormir enquanto conversava com uma vizinha, foi neste momento que ouviu o choro das crianças e ao chegar no quarto arrancou o animal de cima dos recém-nascidos.

 O cão feriu gravamente o abdômen das duas crianças , um vizinho auxiliar de enfermagem chegou a ajudar a mulher mas os bebês não resistiram aos ferimentos. As garotas foram levadas para o Hospital Municipal Maria Pedreira Barbosa, onde foram declarados mortos, segundo o relatório. As duas crianças tinham apenas 26 dias de vida. 

O cachorro vivia com o casal há 5 anos e vizinhos relataram que era dócil, mas familiares acreditam que ele tenha se sentido excluído depois da chegada das gêmeas.


Fonte: IG Nacional

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!