conecte-se conosco



Estadual

Casal que teria tido carro furtado em estacionamento de supermercado tem pedido de indenização negado

Publicado

em

 

Para a juíza da 4ª Vara Cível de Serra, as narrativas autorais apresentaram contradições, sem qualquer sequência lógica, não sendo possível extrair se, de fato, os requerentes permaneceram no estabelecimento.

Um casal ingressou com uma ação judicial após supostamente ter tido seu veículo furtado no estacionamento de um supermercado, porém o pedido de indenização foi negado. Segundo os autores, quando estavam voltando das compras em direção ao local em que haviam estacionado, constataram o furto do veículo, o qual teria sido levado com alguns bens como notebook, som automotivo, duas impressoras, três bíblias e roupas infantis.

Afirmaram, ainda, que comunicaram o fato ao responsável do estabelecimento, mas nada teria adiantado, motivo pelo qual foram até a delegacia para registrar ocorrência.

O supermercado, por sua vez, alegou que os autores não registraram nenhuma ocorrência interna acerca dos fatos narrados, tendo eles só tomado ciência do ocorrido com o ajuizamento da presente ação. Constataram, ainda, que o valor das compras presente na nota fiscal, emitida às 9:45 horas, foi de R$ 22,59, indicando que eles gastariam pouco tempo para a realização das compras e contradizendo com o que foi dito pelo casal, que chegaram às 9:20 horas e saíram às 11:00 horas, permanecendo, portanto, no estabelecimento, durante 1 hora e 40 minutos, sendo, portanto, um indício de que o casal teria utilizado o estacionamento para outra finalidade após a realização das compras.

Contudo, de acordo com os requerentes, eles permaneceram no local todo o restante do tempo, preenchendo cupons para participarem de um sorteio.

A parte requerida também destacou que o estacionamento anexo ao supermercado é uma área livre, podendo ser utilizada por qualquer pessoa, sem haver qualquer controle de entrada e saída de veículos, nem mesmo cobrança pela utilização, pleitando, portanto, pela improcedência dos pedidos autorais.

Diante do caso, a juíza da 4ª Vara Cível da Serra afirmou que a empresa responde, perante o cliente pela reparação de dano ou furto de veículo ocorridos em seu estacionamento, independentemente do fato do estacionamento ser pago ou ter sistema de vigilância e controle de entrada. No entanto, a magistrada verificou que as narrativas autorais apresentam contradições, sem qualquer sequência lógica, não sendo possível extrair, a partir das provas produzidas, se de fato os requerentes permaneceram no estabelecimento. A magistrada julgou, então, improcedentes os pedidos autorais.

Comente Abaixo
Entretenimento12 minutos atrás

‘BBB 22’: Jade fala sobre sofrimento de Natália: “ela tá exausta”

Reprodução/BBB Jade viralizou ao falar sobre sentimento de Natália Após os acontecimentos da festa do líder Douglas Silva no ‘BBB...

Política42 minutos atrás

Damares abre ‘Disque 100’ para que antivacinas denunciem discriminação

Alan Santos/ PR Ministra Damares Alves Em nota técnica, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, chefiado...

Política42 minutos atrás

Bolsonaro deve depor à PF nesta sexta sobre vazamento de documentos

Reprodução/Flickr Jair Bolsonaro O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou que o presidente Jair Bolsonaro compareça...

Entretenimento58 minutos atrás

Estreia hoje! Gizelly Bicalho confina famosos no reality Casa de Verão

Divulgação Gizelly Bicalho Provando que faz jus ao apelido de “furacão” conquistado durante participação na temporada de 2020 do  “Big...

Saúde1 hora atrás

Covid-19: Brasil bate recorde de novos casos pelo 2º dia seguido

O número de casos de covid-19 registrados em 24 horas bateu o segundo recorde seguido em dois dias. De ontem...

Saúde1 hora atrás

Distrito Federal volta a proibir público em competições esportivas

O governador do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha, assinou, nesta quinta-feira (27), decreto que retoma a proibição de público em...

Saúde1 hora atrás

Rio já tem mais casos de covid-19 do que no primeiro ano de pandemia

A cidade do Rio de Janeiro registrou, nos primeiros 26 dias do ano, 228.129 casos de covid-19. Este número é maior do...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!