conecte-se conosco



Política

Casagrande diz que Bolsonaro está blefando sobre imposto de combustível

Publicado

em

Depois de falar que estaria disposto a debater redução de imposto, governador subiu o tom. Ele afirmou que o presidente sabe que não tem como zerar cobrança de impostos sobre os combustíveis, e que criou um “factóide”

Após dizer nas redes sociais e em vídeo que o governo do Espírito Santo estaria disposto a debater “de forma técnica, equilibrada e responsável” uma fórmula para a redução do preço dos combustíveis</a>, o governador Renato Casagrande (PSB) subiu o tom. Em entrevista para a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o socialista afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estaria blefando sobre a possibilidade de corte nos tributos que incidem sobre os combustíveis.

Ao jornal, o governador capixaba disse que Bolsonaro “sabe que não tem como executar” esse corte tributário e que por isso ele “cria uma discussão superficial, sem amparo nos números reais”. As declarações foram dadas à coluna em Brasília, onde Casagrande participou de uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre auxílio financeiro para reconstrução de cidades afetadas pelas chuvas de janeiro.

“Não podemos produzir factóides para enfrentar factóides, temos que ter responsabilidade com a população […] (Isso) é um blefe”, disse Casagrande à Folha. “Se alguém tem que tomar a iniciativa, então ele que comece”, afirmou. Ao jornal, o governador declarou ainda que, no caso do Espírito Santo, o ICMS que incide sobre os combustíveis representa 10% da arrecadação estadual.

Casagrande tinha feito um discurso mais brando em um vídeo divulgado pela assessoria do governo e em uma publicação no Twitter. Ele havia afirmado que o Estado estaria disponível para discutir medidas que possibilitem uma redução do preço nas bombas, que se colocava “inteiramente à disposição” para a discussão, mas que estava “esperando um primeiro passo do governo federal”.

Assista ao vídeo:

 

.

Comentários do Facebook

Política

Segurança debate nomeação em concurso

Publicado

em


.

Representantes da Comissão dos Aprovados no Concurso da Polícia Civil de 2018 foram ouvidos pela Comissão de Segurança na reunião virtual desta segunda-feira, (3). Eles reivindicaram, novamente, a nomeação dos aprovados no certame. Além disso, solicitaram que exame psicotécnico e investigação social sejam incluídos como etapas necessárias para o ingresso dos oficiais. Recentemente, a Casa aprovou o Projeto de Lei (PL) 363/2020, do deputado Delegado Danilo Bahiense (PSL), tornando essenciais os cursos de formação profissional para ingresso nas carreiras vinculadas à segurança pública no Espírito Santo. 

De acordo com o representante da Comissão dos Aprovados, Igor de Moraes, cerca de 800 candidatos aprovados no concurso ainda não foram convocados. Ele criticou a falta de diálogo com o Poder Público e explicou a importância de ter esses servidores nomeados.
“Há cinco anos não havia fuzil nas áreas de risco do Estado e hoje já contamos com armas desse tipo. Não é razoável que a Polícia Civil do Espírito Santo conte com um contingente tão baixo”, disse. 

Segundo Norberto Lauvem, que também representa os concursados, essa reivindicação tem sido discutida em casas legislativas nos municípios capixabas. “Os municípios têm sofrido com a necessidade de aumento do efetivo da Polícia Civil. Não é uma necessidade apenas dos que estudaram e passaram, mas de toda a sociedade, que sofre com poucos servidores”, afirmou. 

De acordo com Bahiense, esse déficit traz um prejuízo muito grande para a população. Segundo ele, em alguns municípios da Grande Vitória há apenas uma delegacia regional e os Serviços Médicos Legais (SML) também funcionam com estrutura precária. 

“É uma demanda enorme. Os SMLs recebem cerca de 3.500 corpos anualmente e o efetivo é aquém do necessário. Para se ter uma ideia, hoje, contamos apenas com 30 médicos legistas    “, afirmou o deputado, que preside a Comissão de Segurança.                         

Participaram da reunião os deputados Alexandre Quintino (PSL), Luciano Machado (PV), Capitão Assumção (Patri), Dr. Emílio Mameri (PSDB), além do delegado Leandro Barbosa Moreira, da 12ª Delegacia Regional Serrana.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Estadual15 minutos atrás

Perda de habitat faz lobo-guará chegar ao Espírito Santo

. Um dos principais símbolos do cerrado brasileiro, o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) já habita o Espírito Santo bem antes de virar...

Estadual15 minutos atrás

Decreto facilita fiscalização de acúmulo ilegal de cargos

. O Governo do Estado atendeu a uma solicitação da Corregedoria-Geral e alterou o Decreto nº 2.724-R, de 06 de...

Estadual15 minutos atrás

Oito alunos da Rede Estadual são classificados na primeira etapa do Programa Parlamento Jovem Brasileiro

. O resultado final será divulgado no dia no 18 de setembro, quando dois estudantes serão selecionados. A Coordenação Estadual...

Estadual15 minutos atrás

SRE São Mateus divulga resultado do concurso ‘Escolas: janelas abertas, novos saberes’

. A Superintendência Regional de Educação (SRE) São Mateus divulgou, por meio de uma live, na última quinta-feira (30), o...

Política15 minutos atrás

Segurança debate nomeação em concurso

. Representantes da Comissão dos Aprovados no Concurso da Polícia Civil de 2018 foram ouvidos pela Comissão de Segurança na...

Saúde15 minutos atrás

São Paulo ultrapassa 560 mil casos do novo coronavírus

. Com 1.533 novos casos e 48 óbitos registrados nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo soma agora...

Policial30 minutos atrás

Seis armas de fogo e drogas são apreendidas pela PM na Serra

. Neste final de semana, policiais militares do 6º Batalhão apreenderam seis armas de fogo e entorpecentes no município de...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!