conecte-se conosco



Variedades

Carpinteiro fica com prego cravado no coração após acidente

Publicado

em

Um carpinteiro, com 20 anos de experiência na construção civil, feriu-se acidentalmente com uma pistola de pregos quando ele trabalhava em uma obra. Aaron (o sobrenome não foi revelado) acabou com um prego de 7,5 centímetros cravado no coração.

O acidente aconteceu quando o carpinteiro erguia uma parede em casa de Woodlands (Texas, EUA). A mangueira da pistola de pregos ficou presa, e Aaron acabou disparando a ferramenta ao tentar soltá-la.

O americano foi socorrido por um colega de trabalho, contou a emissora KHOU. Logo depois, uma equipe de emergência chegou ao local.

Aaron após cirurgia
Aaron após cirurgia Foto: Reprodução/KSWO

“Sabíamos que Aaron estava com um grande problema”, comentou Rhonda Ritchy, paramédica que atendeu o carpinteiro.

Quarenta minutos após o acidente, Aaron foi submetido a uam delicada cirurgia de emergência, que foi bem-sucedida.

Curiosamente, contra todas as recomendações médicas, o fato de o carpiteiro ter retirado o prego sozinho pode ter salvado a vida do americano, comentou o médico que o operou.

Aaron mostra o prego que ficou cravado no seu coração
Aaron mostra o prego que ficou cravado no seu coração Foto: Reprodução/Twitter(@DavidGonzKHOU)
Aaron mostra o prego que ficou cravado no seu coração
Aaron mostra o prego que ficou cravado no seu coração Foto: Reprodução/Twitter(@DavidGonzKHOU)

“Tirei o prego, pressionei a ferida com uma das mãos e pensei: Vou morrer”, relembrou o carpinteiro.

O acidente ocorreu no mês passado. Aaron já voltou ao trabalho, e está novamente operando a pistola.

“Eu a uso por 20 anos”, declarou o americano, que não deverá ter sequelas.

Comentários do Facebook

Variedades

Procura por divórcio no Brasil aumenta devido a isolamento social por Covid-19

Publicado

em

Advogada explica como proceder judicialmente em caso de separação durante a quarentena
De acordo o Google Brasil, entre os dias 13 e 29 de abril, houve um salto de 9900% no interesse na busca pelo termo “divórcio online gratuito”. No levantamento, que abrange todo o País, só a pergunta “como dar entrada em um divórcio” registrou crescimento de 82%.

Na China, primeiro país a identificar casos de COVID-19 e a implementar o isolamento social, os pedidos de separação impressionam. De acordo com o jornal chinês The Global Times, a cidade de Xiam registrou um número recorde de pedidos de divórcio durante as semanas de isolamento social no país. Atualmente, com a contenção da pandemia por lá e a volta à normalidade, os cartórios reabriram e já não há mais horários disponíveis para resolver questões de divórcio em várias das províncias do país.

Debora Ghelman, advogada especialista em Direito Humanizado nas áreas de Família e Sucessões, prevê que todos os países afetados pela pandemia e que hoje em dia encontram-se de quarentena, sigam o padrão da sociedade chinesa e tenham um aumento considerável nos pedidos de divórcios. No Brasil não será diferente.

“O isolamento social obriga as pessoas a conviverem 24 horas por dia e com isso muitos dos conflitos que sempre existiram ganham maior evidência. Com isso muitas pessoas acabam percebendo que não querem mais estar naquela relação. Conviver é difícil e, quando não há mais diálogo entre o casal significa que os dois desistiram de investir no relacionamento”, diz a advogada.

A decisão pelo divórcio que já tende a ser bastante difícil, neste momento de pandemia, tem sido ainda mais complicada, pois muitos casais vêm sendo obrigados a seguir convivendo na mesma casa. De acordo com Debora, a atual situação torna inviável conseguir uma ordem judicial que determine que um dos ex-companheiros saia de casa:

“O pedido é possível, mas o seu deferimento será muito difícil. Isso porque estamos no meio de uma pandemia onde grande parte do país encontra-se em quarentena. Dificilmente o Estado, maior interessado que o vírus não se propague, determinará que uma pessoa saia de sua residência e corra o risco de se contaminar, a não ser em casos gravíssimos em que ocorram abusos.

A própria casa é justamente o local mais perigoso para mulheres que sofrem com a agressividade de seus parceiros. Durante a quarentena, o problema da violência doméstica se agravou devido à convivência intensa e a apreensão devido à incerteza gerada pela doença. Somente no Rio de Janeiro o número de denúncias de violência doméstica: aumentou cerca de 50%, mas a realidade de avanço nos casos aconteceu em todo o mundo.

De acordo com a advogada, nesses casos, onde o convívio acarreta em risco de morte, é possível requerer a separação de corpos no plantão judiciário, com grandes chances de deferimento.

Se o divórcio não envolver nenhum tipo de abuso – físico ou psicológico – a advogada aconselha que, mesmo separados, o ex-casal mantenha o diálogo e continue tentando conviver pacificamente até que a pior parte da pandemia passe, para que depois sejam resolvidos assuntos burocráticos como a divisão de bens e a guarda dos filhos. Caso a situação seja realmente insustentável, o ideal é juntar-se ao isolamento social com algum familiar em outra residência.
Neste momento de convivência forçada é fundamental compreender que estamos atravessando um período sem precedentes e que é preciso tentar passar por isso da melhor maneira possível. São muitas incertezas e angústias que tomam conta da mente muitas vezes e, por isso, aplicar regras de convivência ajuda a cumprir o isolamento social sem que os dias se tornem tão pesados”, finaliza a especialista.

*Debora Ghelman é advogada especializada em Direito Humanizado nas áreas de Família e Sucessões, atuando na mediação de conflitos familiares a partir da Teoria dos Jogos.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes32 minutos atrás

Força mental pode ser ponto forte do judô brasileiro na Olimpíada

. No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei Yuko Fujii, nascida na cidade de Toyoake (Japão),...

Nacional37 minutos atrás

Covid-19: Região Norte é a que tem mais casos confirmados por milhão de pessoas

Reprodução/Facebook Pesquisadores da Fiocruz buscam vacina para combater o novo coronavírus (Sars-Cov-2) A Região Norte do Brasil é líder no...

Internacional37 minutos atrás

Brasil passa a Espanha no número de mortes pela Covid-19

Pixabay/Orna Wachman Nos casos confirmados da Covid-19 o Brasil está atrás somente dos Estados Unidos O Brasil passou a Espanha...

Nacional38 minutos atrás

Covid-19: Mortes sobem para 27,8 mil no Brasil; casos passam de 465 mil

GlobalStock/GettyImages/CreativeCommons Estado de São Paulo é o que tem mais mortes e casos confirmados da Covid-19 O Ministério da Saúde...

Esportes52 minutos atrás

Lista mostra diferença de valores pagos a homens e mulheres no esporte

. Apenas duas mulheres estão no privilegiado grupo dos 100 atletas mais bem pagos no mundo, as tenistas Naomi Osaka...

Saúde1 hora atrás

Estado do Rio atinge 5 mil mortes por covid-19

. O estado do Rio de Janeiro chegou a 5.079 mortes e tem 47.953 casos confirmados de covid-19. O dado...

Esportes1 hora atrás

Com brasileiro na disputa, EUA preparam retomada do circuito de golfe

. Paralisados desde março por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), os torneios de golfe nos Estados Unidos estão...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!