conecte-se conosco



Esportes

Campeonato Catarinense de Futebol é suspenso por novo decreto

Publicado

em


.
O Campeonato Catarinense de Futebol não tem previsão para terminar. O governo do estado de Santa Catarina decretou, na noite de sexta-feira (24), a ampliação das medidas de isolamento social no estado devido ao novo coronavírus. O decreto prorroga a suspensão de competições e eventos esportivos em Santa Catarina até o dia 7 de agosto. O governador Carlos Moisés justificou a decisão destacando que é necessário restringir a circulação de pessoas no momento em que o número de casos tem crescido na região.
 
“O estado de Santa Catarina enfrenta um momento duro no combate à pandemia. Essas medidas para restringir a circulação de pessoas, infelizmente, são necessárias. O número de contaminados está acelerando e precisamos ampliar o distanciamento social. O governo tem atuado para ampliar os leitos de UTI, porém a colaboração de todos é fundamental”.
 
O suspensão não foi bem recebida pelo presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF). Em entrevista à Rádio CBN Diário, Rubens Angelotti admitiu a dificuldade em terminar o Campeonato Catarinense por falta de datas. Angelotti criticou a decisão e citou exemplos de outros campeonatos, como o Carioca, já finalizado, o Paranaense e o Paulista, que voltaram às partidas
 
Se o Campeonato Catarinense não retornar antes do dia 7 de agosto, dificilmente haverá datas para o fim da competição. Isto porque a série B do Campeonato Brasileiro começa exatamente no dia 7 de agosto, com três times de Santa Catarina na disputa. O Avaí enfrenta o Náutico, dia 7, às 21h30, na Ressacada. No sábado (8), o Figueirense enfrenta o Operário-PR, no Estádio Germano Krüger, às 16h. No domingo (9), a Chapecoense joga contra o Oeste às 11h, na Arena Barueri.
 
Brusque e Criciúma também têm compromissos pela série C do Brasileirão, que começa no dia 8 de agosto. O Brusque recebe o Ypiranga-RS, sábado (8), no Estádio Augusto Bauer. O Criciúma enfrenta o Londrina, dia 10, às 20h, no Estádio Vitorino Gonçalves Dias.

Edição: Lílian Beraldo

Comentários do Facebook

Esportes

Coluna – Principal fase do Mundial de LoL começa sábado

Publicado

em


No próximo sábado (3) tem início a fase de grupos do mundial de League of Legends (LoL). É a principal etapa do torneio, na qual ocorrem as estreias dos melhores times do mundo. A fase de entrada chegou ao fim na última quarta (30). A etapa inicial funciona como um “pré-mundial” – reúne gamers de regiões menos relevantes no cenário mundial – e também com uma  uma espécie de repescagem para times que não alcançaram a vaga direta para a Fase de Grupos em regiões fortes.

Os quatro times classificados para a fase de grupos são a americana Team Liquid, a russa Unicorns of Love, a chinesa LGD Gaming e a PSG Talon, da Rússia. Infelizmente, a brasileira INTZ, campeã do CBLoL, está fora do mundial. Depois de três derrotas e uma vitória, o equipe verde e amarela foi eliminada após derrota para a espanhola MAD Lions na partida de desempate. 

Abaixo segue uma breve apresentação de cada um dos 16 times da Fase de Grupos do Mundial de LoL: 

Grupo A

G2 Esports

A equipe europeia é figurinha recorrente no Mundial. Oito vezes campeã da Europa (LEC), a G2 Esports colocou as mãos nos troféus nas últimas quatro edições do torneio regional. Já no Mundial, o melhor resultado da equipe foi o vice-campeonato no ano passado, depois de ser derrotada na final pela chinesa FunPlus Phoenix pelo placar de três a zero.

Machi Esports

A equipe tailandesa é a atual campeã do pacífico (PCS), região que une times de Taiwan, Hong Kong, Macau e do Sudeste Asiático. A equipe formada ainda em 2014 só alcançou um destaque maior nesta temporada, depois dos títulos nos dois splits de 2020. A equipe nunca disputou o Mundial ou mesmo o MSI, mas conta no elenco com vários jogadores com experiência no maior campeonato de LoL do planeta.

Suning

Dona da terceira vaga da China (LPL), a Suning é mais uma novata  no Mundial de LoL. Mesmo com pouca experiência internacional, uma medalha de bronze no campeonato chinês é capaz de assustar os rivais. Afinal, a China é uma das regiões mais fortes do mundo no game, e seus representantes costumam dominar os playoffs, ao lado dos rivais sul-coreanos.

Team Liquid

Líder do grupo A na fase de entrada do mundial, a equipe dos Estados Unidos chega à competição pela terceira vez. Nas outras duas participações, a Liquid estreou direto na fase principal do torneio, como campeã da liga norte-americana (LCS). Dessa vez, no entanto, ela teve de passar pela fase de entrada, após terminar a liga regional na terceira posição. A equipe norte-americana tem no currículo um vice-campeonato no MSI 2019 (campeonato internacional de LoL que só perde em importância para o próprio mundial). No MSI 2018, o time terminou em quinto lugar. 

Grupo B

DAMWON Gaming

Campeã da Coréia do Sul (LCK), a A DAMWON Gaming chega como uma das favoritas ao título. Esta é a segunda participação da equipe no Mundial: no ano passado, eles caíram ainda nas oitavas diante da G2 Esports. Antes, tiveram que passar pela fase de entrada, colaborando na eliminação do Flamengo, que representou o CBLoL no mundial 2019.

JD Gaming

Atual vice-campeã chinesa, a JD Gaming é outro nome forte que estreia este ano no Mundial. A equipe recentemente chegou às semifinais do Mid-Season Cup 2020, campeonato que substituiu o MSI 2020, cancelado por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O novo torneio, no entanto, reuniu apenas equipes da LPL (China) e LCK (Coreia do Sul), que reúne os times mais fortes do planeta.

Rogue

Terceira colocada no campeonato europeu (LEC), a Rogue é mais famosa pelos times de Counter-Strike e Rainbow Six Siege, mas que estreou no cenário de League of Legends no ano passado. Depois do quinto lugar na primeira etapa da LEC deste ano, a Rogue chegou até as semifinais do segundo split, quando foi eliminada pela G2.

PSG Talon

Líder do grupo B na fase de entrada do Mundial e vice-campeã da liga do Pacífico (PCS), que reúne times do sudeste asiático, a equipe de Hong Kong é fruto de uma parceria entre a Talon e o clube francês de futebol Paris Saint-Germain, iniciada em junho. Foi um ano movimentado para a novata, fundada no fim de 2019. Já no primeiro split de 2020, a Talon se consagrou campeã da primeira edição da PCS, torneio que é resultado da fusão entre as antigas ligas de Taiwan, Hong Kong e Macau (LMS) e a liga do Sudeste Asiático (LST). No segundo split, já vestindo a camisa do PSG, a equipe amargou a segunda colocação no torneio regional e, com isso, perdeu a vaga direta para a fase principal do mundial. Embora seja estreante no torneio, a Talon PSG conta com vários nomes experientes na competição, ainda que nenhum deles tenha conquistado uma campanha muito relevante.

Grupo C

Fnatic

Única campeã não-asiática da história do Mundial, a Fnatic levou o título logo na primeira edição do torneio, em 2011. É uma das equipes que mais participou da competição internacional, com oito edições no total. Depois do primeiro título, o melhor resultado foi o vice-campeonato de 2018, quando o time foi derrotado na final pela chinesa Invictus Gaming.

Gen.G

Dona da terceira vaga sul-coreana, a equipe foi beneficiada pela desistência da VCS, do Vietnã. A região optou por não enviar seus dois representantes por conta de restrições de viagens relacionadas à pandemia de covid-19. A novidade provocou algumas alterações no formato do torneio e, por isso, a Gen.G não precisou passar pela fase de entrada. A Gen.G conquistou o título da primeira etapa do campeonato sul-coreano (LCK) e na sua única participação no mundial, em 2018, não conseguiu avançar para os playoffs da Fase de Grupos.

Team SoloMid

Atual campeã norte-americana, a Team SoloMid era presença certa nas primeiras edições do Mundial, ainda que nunca tenha alcançado um resultado impressionante. O time norte-americano também ficou de fora do torneio em 2018 e 2019. O elenco traz nomes experientes da “velha guarda” da equipe, como o dinarmaquês Søren “Bjergsen” e o americano Yiliang “Peter” “Doublelift” .

LGD Gaming

A LGD Gaming é mais um time que vem da fase de entrada. . É ainda vice-campeão da liga da China, região que vem desbancando os antes incontestáveis sul-coreanos no Mundial. Apesar disso, a equipe retorna ao torneio internacional depois de ficar ausente por quatro anos seguidos. Em 2015, quando chegou como campeã chinesa, a LGD decepcionou ao ser eliminada ainda na Fase de Grupos. O elenco deste ano, no entanto, conta com nomes de peso, como Peanut, vice-campeão pela SK Telecom (2017), e o chinês Xiye, que na mesma edição avançou até a semifinal com a Team WE.

Grupo D

DRX

Vice-campeã da Coreia do Sul, a DRX era conhecida até o ano passado como DragonX. Sob o antigo nome, a equipe conquistou o vice-campeonato no MSI 2018, quando perdeu o título para a chinesa Royal Never Give Up. É a primeira vez que disputam o Mundial de LoL. Destaque para Deft, suporte da equipe que já alcançou duas vezes às quartas-de-final do Mundial (duas pela chinesa EDward Gaming, e outra pela sul-coreana KT Rolster).

FlyQuest

A americana FlyQuest finalmente se classificou para uma competição internacional, depois de chegar perto algumas vezes nos últimos anos. Estreia no Mundial na condição de vice-campeã das duas etapas norte-americanas deste ano.

Top Esports

Uma das favoritas no Mundial, é a atual campeã chinesa, uma equipe nova formada em 2018, sob um nome parecido: Topsports. O time passou a chamar atenção a partir do segundo split do ano passado, quando conquistou o terceiro lugar na China (LPL). Este ano, o Top Esports conquistou o segundo lugar na primeira etapa e, em seguida, o título da Mid-Season Cup 2020. Em agosto, veio o título inédito na etapa de verão da LPL.

Unicorns of Love

Representando a Rússia, a Unicorns of Love voltou ao Mundial um ano depois de sua estreia na competição. Três nomes daquele time continuam na equpe: o topo BOSS, o selva AHaHaCiK e o meio Nomanz. Na campanha do ano passado não conseguiram avançar para o segundo round da fase de entrada. Dessa vez, no entanto, conseguiram a classificação e vão estrear na Fase de Grupos. Um bom momento para a equipe formada em 2019, que já acumula três títulos consecutivos na liga russa (LCL).

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook
Continue lendo
Economia5 minutos atrás

PIX: novo serviço do Banco Central será gratuito, mas há exceções; entenda

Divulgação/Banco Central PIX, novo meio de pagamentos do BC, será gratuito, mas com exceções O Banco Central (BC) divulgou em nota,...

Nacional5 minutos atrás

Arthur do Val diz que “a prefeitura estará despachando do meio da cracolândia”

Divulgação/Alesp Arthur do Val foi o candidato à prefeitura de São paulo entrevistado pelo iG nesta quinta-feira (01). Em entrevista...

Mulher5 minutos atrás

Homem acaba com casamento de 19 anos para viver poliamor com duas mulheres

No mundo atual o casamento entre um homem e uma mulher para toda a vida está longe de ser a...

Estadual5 minutos atrás

Proteção dos dados de crianças e adolescentes é tema de live promovida pela Setades

A Lei Geral de Proteção a Dados Pessoais (Lei nº 13.709/2018) instituiu os direitos dos cidadãos e as regras para empresas e...

Estadual5 minutos atrás

Encontro fortalece a Educação Ambiental no Espírito Santo

Com quase 3.700 visualizações e participantes de 23 estados brasileiros, o II Encontro Capixaba de Pesquisa em Educação Ambiental (ECPEA) apresentou resultados positivos...

Estadual5 minutos atrás

Empresários de bares e restaurantes se reinventam com investimento do Bandes

O distanciamento social mudou hábitos de consumo e essa mudança foi sentida em todos os setores da economia, em especial...

Estadual20 minutos atrás

Outubro Rosa: em seis meses, 898 mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama no Estado

Começa nesta quinta-feira (01) a campanha Outubro Rosa. Com o tema “Quanto antes melhor”, lançado pela Sociedade Brasileira de Mastologia...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!