conecte-se conosco



Internacional

Cães são usados para detectar coronavírus em aeroporto na Finlândia

Publicado

em


.

Cães treinados para detectar o novo coronavírus começaram a farejar alguns passageiros no aeroporto de Helsinque-Vanda nesta semana, em um projeto piloto utilizado conjuntamente com exames convencionais. 

A eficiência dos cães não foi comprovada em estudos científicos comparativos, por isso os passageiros que se oferecem para ser testados e são suspeitos de portar o vírus são instruídos a também fazer um exame de coleta para confirmar o resultado.

Uma equipe de 15 cães e dez instrutores está sendo treinada para o trabalho na Finlândia por voluntários patrocinados por uma clínica veterinária particular. Entre eles está Kossi, um cão de resgate espanhol que foi treinado como cão farejador no país e que já trabalhou na detecção de câncer.

“O que vimos em nossa pesquisa é que os cães encontram a doença cinco dias antes de os pacientes terem quaisquer sintomas clínicos”, disse Anna Hielm-Bjorkman, professora adjunta da Universidade de Helsinque, especializada em pesquisa clínica de animais acompanhantes.

“Eles são muito bons nisso. Chegamos perto de uma sensibilidade de 100%”, disse ela, referindo-se à capacidade dos cães para detectar casos do novo coronavírus.

No exame canino, um passageiro passa uma gaze no pescoço e a coloca em uma lata, que depois é entregue em outra sala para que um cão a fareje e ofereça um resultado imediato.

Alguns meses atrás, autoridades dos Emirados Árabes Unidos adotaram um exame canino semelhante no Aeroporto Internacional de Dubai, usando cães policiais.

Comentários do Facebook

Internacional

Papa Francisco é alertado sobre contato com arcebispo infectado com Covid-19

Publicado

em


source
Pontífice de 83 anos teve contato com arcebispo que contraiu a Covid-19
Reprodução/Vatican News

Pontífice de 83 anos teve contato com arcebispo que contraiu a Covid-19

O Papa Francisco foi alertado por membros do Vaticano sobre uma possível  exposição ao novo coronavírus (Sars-Cov-2) que ele teria tido após encontrar com o arcebispo australiano Adolfo Tito Yllana, que testou positivo para a doença pouco menos de duas semanas após o encontro.

O Governo da Austrália não confirmou a identidade do membro da igreja católica, mas o Departamento de Saúde do país afirmou que “todos os estados e órgãos internacionais foram notificados” sobre o caso.

A reunião entre os cardeais ocorreu no dia 6 de outubro . Adolfo retornou para a Austrália no dia 9, e teve de cumprir quarentena obrigatória em sua casa. 10 dias após o início do isolamento, o Arcebispo testou positivo para a Covid-19 .

Com 83 anos de idade e com parte do pulmão retirado ainda durante a juventude, Papa Francisco é parte do grupo de alto risco da doença. O Vaticano não se pronunciou sobre o caso.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!