conecte-se conosco


Nacional

Brasil não quer interferir em eleição da Argentina, diz chanceler brasileiro

Publicado

em


Chanceler brasileiro
Marcos Corrêa/PR – 6.6.19
Chanceler brasileiro (à esquerda) disse que Brasil não quer interferir em eleição da Argentina

Apesar do claro apoio do presidente Jair Bolsonaro (PSL à reeleição do presidente argentino, Mauricio Macri, no pleito eleitoral de outubro, o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que o governo brasileiro não quer interferir no processo eleitoral da Argentina.

Leia também: Bolsonaro e Macri discutem na Argentina pressões dos EUA por concessão nuclear

Indagado por que o presidente brasileiro não citou nominalmente Cristina Kirchner em seus discursos durante a visita oficial a Buenos Aires, como em oportunidades anteriores, o  chanceler argumentou que “existe um processo interno político da Argentina, o qual nós não queremos de nenhuma maneira interferir”.

Em entrevista aos jornalistas, o  Araújo  explicou que “o que o presidente (Bolsonaro) quer enfatizar é a visão dele comum com a do presidente Macri sobre a relação bilateral, sobre a política econômica e a política externa”.

Segundo Araújo, apoiar Macri é o reconhecimento do muito que pode ser feito hoje entre os dois governos. Perguntado sobre se o fato de o presidente Bolsonaro estar apoiando a reeleição de Macri não dificultaria as relações com o Brasil em caso de vitória da chapa da ex-presidente Cristina Kirchner , o chanceler opinou que “acho que não”.

Leia também: ‘Questão ideológica não vai voltar à América do Sul’, diz Bolsonaro na Argentina

Na opinião dele, “o que existe é uma enorme revitalização das relações e uma visão conjunta e muito coerente de mundo entre os dois presidentes, e essa hipótese (de vitória de Cristina) não quer dizer que você não vai fazer as coisas juntos.

“Se acontecer esta hipótese, nós vamos ver como trabalhar isso”, disse Araújo. “Não é pensando na hipótese de vitória da Cristina que vamos desaproveitar este momento extraordinário que temos hoje e que esperamos que continue. Sempre existem diferenças, sabemos o que aconteceu em governos anteriores na Argentina e no Brasil, e foram momentos difíceis para o Mercosul”, acrescentou.

Leia mais:  Homem morre e criança é baleada durante tiroteio no Rio de Janeiro

Leia também: Em apoio a Macri, Bolsonaro pede muita razão e menos emoção em eleição argentina

O chanceler brasileiro disse que Mercosul de antes não servia e que atualmente os dois governos estão fazendo um esforço para revitalizar o bloco comercial.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Criminalizar Glenn Greenwald é escalar rumo ao autoritarismo, defendem advogados

Publicado

em

source
Jornalista Glenn Greenwald foi denunciado pelo MPF arrow-options
Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo – 27.8.19

Jornalista Glenn Greenwald foi denunciado pelo MPF


A denúncia do Ministério Público Federal nesta terça-feira (21) pedindo a investigação contra o jornalista Glenn Greenwald e mais seis pessoas acusadas de invadir e divulgar mensagens do Telegram de autoridades públicas não foi bem recebida por alguns advogados. O Grupo Prerrogativas emitiu uma nota repudiando o ato.

Leia também: Decisão de Gilmar Mendes proíbe investigação sobre Glenn no caso da “Vaza Jato”

Segundo os advogados, a tentativa de criminalizar Glenn Greenwald, responsável por publicar matérias da chamada Vaza Jato no site The Intercept Brasil é “uma escalada perigosa na ascensão do autoritarismo, além de consagrar o uso político do processo penal e a fragilidade da nossa democracia”.

Leia também: MPF denuncia Glenn Greenwald por invasão de celulares e associação criminosa

De acordo com a denúncia, o  jornalista  e outras pessoas auxiliaram e orientaram o grupo que hackeou aparelhos de 176 autoridades brasileiras. O vazamento dessas informações foi veiculado em reportagens do portal The Intercept, do qual Glenn é fundador.

A denúncia contra Glenn ocorre mesmo sem que o jornalista tenha sido investigado ou indiciado pela Polícia Federal, já que uma liminar expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes proibiu a investigação contra ele baseado no sigilo à fonte jornalística.

“Os esforços para caracterizar Glenn Greenwald como auxiliar ou mentor dos (supostos) hackers esbarram em qualquer critério de boa-fé”, diz o Prerrogativas .

OAB fala em risco à liberdade de imprensa

A Ordem dos Advogados do Brasil também emitiu um comunicado se posicionando contrária à tentativa de criminalização de Glenn Greenwald. De acordo com a entidade, o jornalista agiu de acordo com a Cosntituição.

“A denúncia descreve fato que não pode ser considerado crime. A participação em qualquer delito exige instigação ou colaboração efetiva para sua prática, e nenhuma das mensagens do jornalista incluídas no expediente do MPF indica qualquer desses comportamentos. A denúncia, portanto, criminaliza a mera divulgação de informações, o que significa claro risco para a liberdade de imprensa”, afirma a OAB.

Leia mais:  Apagão na Venezuela chega ao quarto dia com ao menos 20 mortes

Horas após a denúncia do MPF, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, soltou um parecer proibindo investigação contra Glenn Greenwald no caso da Vaza Jato



Comentários do Facebook
Continue lendo
Política5 horas atrás

‘Acredito em príncipe encantado’, diz Damares Alves sobre busca por marido

arrow-options Divulgação/Presidência da República Ministra Damares Alves A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos , Damares Alves...

Nacional5 horas atrás

Criminalizar Glenn Greenwald é escalar rumo ao autoritarismo, defendem advogados

arrow-options Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo – 27.8.19 Jornalista Glenn Greenwald foi denunciado pelo MPF A denúncia do Ministério Público Federal...

Nacional5 horas atrás

Brasil volta a registrar morte por febre hemorrágica após 20 anos

arrow-options iStock Febre hemorrágica atinge Brasil após 20 anos. A febre hemorrágica não era diagnosticada no país havia mais de...

Agricultura6 horas atrás

Novo episódio do Mapacast fala sobre Programa Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes em Produtos de Origem Vegetal

O coordenador-geral de Qualidade Vegetal, Hugo Caruso, fala sobre o Programa Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes em Produtos...

Esportes6 horas atrás

Palmeiras vence Santos na Copa Santiago

O Palmeiras derrotou o Santos nesta terça (21) por 3 a 0 em jogo válido pelo grupo B da 32ª...

Saúde6 horas atrás

Arenavírus: pessoas que tiveram contato com paciente são monitoradas

O Ministério da Saúde (MS) tranquilizou a população sobre a transmissão de febre hemorrágica no país. Em entrevista à imprensa...

Saúde6 horas atrás

Laboratórios recolhem medicamentos para úlcera no estômago

Os laboratórios Medley e Aché decidiram recolher lotes de medicamentos com cloridrato de renitidina por suspeita de uma possível contaminação...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana