conecte-se conosco



São Mateus

Bolsonaro planta árvore, entrega casas e dança em São Mateus

Publicado

em

Reprodução: Rede Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteve presente em São Mateus, na tarde desta sexta-feira (11), para cerimônia de entrega de 434 casas populares no Bairro Aroeira. A solenidade foi o principal evento da agenda do chefe do Executivo federal na primeira visita ao Estado após assumir a Presidência da República.

Um palco foi montado no Residencial Solar de São Mateus, no bairro Aroeira, e a solenidade teve início por volta das 13h40.

AEROPORTO

No Aeroporto, o presidente da República foi recebido por milhares de apoiadores que desde cedo aguardavam sua chegada.

Ao desembarcar do helicóptero, o presidente cumprimentou os apoiadores que estavam no local. A Samira Salvador de Martins, que mora na cidade, aguardava a chegada de Bolsonaro no aeroporto, acompanhada da família.

No momento em que falava com o público, o presidente pegou o filho dela, de 1 ano e 5 meses, no colo. Foi quando aproveitaram para fazer o registro.

“Chegamos por volta das 11h. Tinha muita segurança no local, com muitos policiais. Todos foram revistados e não vimos tumulto ou confusão. Tudo muito organizado, contou Samira.

Esta é a primeira vez que Jair Bolsonaro visita o Estado desde que tomou posse do cargo. O avião com a comitiva presidencial pousou no Aeroporto de Vitória pouco depois das 10 horas desta sexta-feira (11). Sem máscara, ele cumprimentou apoiadores e não falou com a imprensa.

APOIO PELAS RUAS 

No caminho entre o Aeroporto de São Mateus e o residencial, Bolsonaro desfilou de carro, acenando por uma das portas que estavam abertas. O presidente saudou os apoiadores que lotaram as ruas e avenidas da cidade.

Antes da solenidade, ele entrou em uma das casas e, acompanhado de uma criança, plantou uma árvore em frente a uma das residências. Ao lado do presidente estavam os deputados federais Evair de Melo (PP), um dos vice-líderes do governo na Câmara, Soraya Manato (PSL), Neucimar Fraga (PSD) e Josias da Vitória (Cidadania), líder da bancada; além do ex-senador Magno Malta (PL), o ex-deputado federal Carlos Manato (sem partido) e o prefeito de São Mateus, Daniel da Açaí (PSDB).

Na cerimônia, algumas autoridades que estavam no palco usaram máscara de proteção contra Covid-19. Bolsonaro, o filho dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Magno Malta, Soraya e Carlos Manato não usam o equipamento.

Daniel da Açaí foi o primeiro a discursar durante a cerimônia e agradeceu ao presidente com um abraço, descumprindo recomendações de distanciamento social. “Quando o presidente é bom, a gente dá um abraço”, disse, abraçando Bolsonaro logo em seguida.


Leia também:
AO VIVO | Acompanhe a visita de Bolsonaro em São Mateus
Bolsonaro já está em solo mateense
São Mateus à espera do presidente Jair Bolsonaro
Deputados entregam documento a Bolsonaro para obras em todo Espírito Santo; vídeo


Nas redes sociais, o prefeito de São Mateus não se posiciona sobre a gestão do presidente. Ele, contudo, foi um dos que adotou a cloroquina como protocolo municipal de prevenção à Covid-19. O medicamento, que tem a ineficácia comprovada para tratamento da doença, se tornou uma bandeira do chefe do Planalto. Durante a cerimônia, o prefeito rasgou elogios ao presidente.

APRESENTAÇÕES DURANTE A CERIMÔNIA
Ainda durante o evento, uma menina de 9 anos, Kayla, cantou um louvor para Bolsonaro. Ela foi apresentada como uma representante evangélica da cidade e dedicou a música ao presidente. “Seja bem-vindo a São Mateus. Papai do céu te abençoe por onde o senhor andar”, disse a criança, que também foi abraçada por Bolsonaro.

Logo depois, o cantor local Law Lima cantou uma música no ritmo da pisadinha. O chefe do Executivo federal chegou a se levantar e a dançar ao lado do prefeito de São Mateus. A canção dizia “o mito chegou”, trecho que foi repetido por apoiadores no local.

DISCURSOS
Os discursos das autoridades foram marcados por críticas aos governos anteriores. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, criticou o atraso das obras. “A gente está entregando aqui 434 casas que começaram a ser construídas há quase dez anos. O grande ponto aqui é: por que dez anos para construir?”, questionou. “O DNA desse governo é resolver problemas que outros criaram, em especial aos mais carentes”, afirmou.

Magno Malta também apontou a demora na entrega do residencial . “Quero falar que essas casas começaram lá no governo Dilma, passando pelo Temer. Por que não terminaram?”

 “Esperamos atravessar junto ao povo essa provação que acomete não só o Brasil, que é a pandemia. Temos como contar com nosso presidente, tratando a saúde, sem descuidar da economia. Propiciar crédito para que a economia não seja paralisada.”

Durante seu discurso, o presidente falou sobre a pandemia do novo coronavírus, relembrando quando foi diagnosticado com a doença. Bolsonaro afirmou que tratou-se com hidroxicloroquina, voltou a defender a medicação e repetiu ser ‘imorrível’.

“Talvez eu tenha sido o único Chefe de Estado que procurou um remédio para esse mal. Ouvi pessoas que tinham conhecimento sobre o caso, mas quando falei que poderia ser bom, a oposição abriu uma guerra contra a gente. Não vou esmorecer. Lutamos para salvar vida, enfrentamos os mais variados e cruéis desafios. Eu sou ‘três Is’: imorrível, imbrochável e incomível”, disse. 

Bolsonaro destacou ainda que esteve ao lado do povo, mesmo sabendo que ‘tinha um vírus mortal’ circulando. 

“Desde o início da pandemia estive no meio de vocês, nas comunidades mais pobres de Brasília. Criticado por isso, poderia ter ficado no Palácio da Alvorada, com todo conforto do mundo, mas sempre preferi estar ao lado do povo. Sabendo que tinha um vírus mortal, mas não os abandonei. Fizeram de tudo para nos tirar de combate, mas não conseguiram. Devemos enfrentar os problemas, não temer, decidir, levantar a cabeça e prosseguir”, destacou.

Durante sua fala, ele também fez um agradecimento aos apoiadores capixabas que estavam presentes na cerimônia de entrega das casas populares e aos que o recepcionaram no Aeroporto de Vitória durante a manhã. 

“Não tem preço ser recebido da forma como eu fui por vocês, desde o aeroporto. Graças a Deus, isso acontece em qualquer lugar do Brasil. Somente quem anda no meio do povo conhece as suas necessidades. Mesmo no momento difícil, nunca me omiti, sempre estive ao lado e no meio de vocês”, afirmou Bolsonaro.

“Vocês nos dão energia, transmitem segurança, confiança, carinho e consideração. Sabendo, que temos Deus acima de tudo e o povo ao nosso lado, a missão será cumprida. Temos trabalhado e andado pelo Brasil conhecendo gente que eu jamais sonhava existir. Me sinto orgulhoso, gratificado e útil por estar à frente da presidência.”

O presidente e sua comitiva decolaram do Aeroporto de São Mateus com destino a Vitória por volta das 15:40 horas.

Comente Abaixo
Política22 minutos atrás

Renan Calheiros diz que leitura do relatório final da CPI da Covid foi adiada

Reprodução/Youtube Renan Calheiros diz que leitura do relatório final da CPI da Covid foi adiada O senador  Renan Calheiros (MDB-AL), relator...

Mulher22 minutos atrás

“Tinha pavor de envelhecer”, diz a jornalista Leilane Neurbath

Reprodução Leilane Neurbath fala sobre novo programa, envelhecimento e relacionamento com namoadar No último dia 14, foi ao ar o...

Nacional22 minutos atrás

Vídeo mostra homem sendo agredido por seguranças de festa LGBTQIA+ em Madureira

Reprodução Jovem recebe socos, chutes e uma rasteira em boate de Madureira Um vídeo que mostra ação truculenta de seguranças...

Entretenimento27 minutos atrás

Viih Tube já curte a vida de solteira

Reprodução/Instagram Viih tube aparece em balada curtindo vida de solteira Menos de uma semana do  anúncio do fim do relacionamento...

Nacional52 minutos atrás

Ministério confirma audiência com Cacique Cobra Coral, mas nega que tenha pedido

Reprodução/TV Tem Solicitação da reunião teria partido do assessor Osmar Santos O Ministério de Minas e Energia (MME) emitiu uma...

Economia52 minutos atrás

Ministro do STF dá prazo de seis meses para Minas Gerais pagar dívida

Abdias Pinheiro/ Secom TSE Ministro do STF dá prazo de seis meses para Minas Gerais pagar dívida O Ministro do...

Nacional1 hora atrás

‘A gente colhe o que planta’, postou advogada de Marcinho VP antes de ser presa

Reprodução/redes sociais ‘A gente colhe o que planta’, postou advogada de Marcinho VP antes de ser presa Menos de 24...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!