conecte-se conosco


Economia

Bolsonaro jura ganhos bilionários a estados, mas técnicos não sabem dizer como

Publicado

em


bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
“[Bolsonaro] apenas mencionou que era um projeto que ele gostaria que a Receita estudasse”, disse Marcos Cintra

Depois de o presidente Jair Bolsonaro (PSL) prometer a apresentação de um projeto que traria bilhões para o caixa dos estados – com ganhos maiores até mesmo que os da reforma da Previdência – a equipe econômica do governo não soube informar que tipo de medida será adotada.

Leia também: Para Maia, estados também têm que entrar na reforma da Previdência

O secretário da Receita Federal, Marcos Cintra , disse, depois de reunião com Bolsonaro
nesta quarta-feira (22), que o presidente pediu à área técnica para analisar uma proposta que permitiria aos contribuintes atualizarem o valor declarado de seu patrimônio na hora de acertar as contas com o Leão.

Isso seria uma forma de reduzir contenciosos, burocracia e, eventualmente, aumentar a arrecadação. Cintra disse, contudo, que o assunto ainda é preliminar e não conseguiu dar qualquer detalhe sobre o tema. “Ele [Bolsonaro] apenas mencionou que era um projeto que ele gostaria que a Receita estudasse com bastante cuidado… Uma coisa que modernize as nossas declarações”, disse o secretário.

O secretário da Receita reconheceu que a atualização de valores patrimoniais no Imposto de Renda
não implica no maior pagamento de imposto. Segundo ele, para saber como isso vai ajudar os estados é preciso analisar melhor a proposta, cujo autor no Congresso também não foi informado.

“A temática é essa: reavaliação do patrimônio. Logicamente isso vai implicar agilização de mercado, facilitação de negócio e alguma arrecadação extra também, em função daqueles que vierem a optar por um regime diferenciado, mas não tenho os detalhes, não recebi o projeto ainda, é apenas uma solicitação do presidente”, explicou.

Leia mais:  Mercado reduz em R$ 4 bilhões previsão de rombo nas contas do governo para 2018

Cintra ainda lembrou que, para reforçar o caixa dos governadores, é preciso que a medida impacte a arrecadação do IPTU
(Imposto Predial e Territorial Urbano). “[Mas] Aí é legislação de IPTU, não é legislação do Imposto de Renda. Não tenho detalhes ainda, mas a mera declaração de valor não implica nenhuma tributação”, adiantou.

Leia também: Secretário da Receita falta à audiência da reforma tributária e causa mal-estar

Ao ser questionado sobre de onde teria surgido o valor citado por Bolsonaro na hora de comparar os ganhos do projeto em relação à reforma da Previdência, o secretário também saiu pela tangente: “Ele [Bolsonaro] pediu exatamente para nós fazermos essas avaliações. Ele tem aí algumas indicações, mas nós vamos confirmar tudo isso no momento oportuno, tá bom?”.

Reforma tributária


marcos cintra
Wilson Dias/Agência Brasil
“O governo vai apoiar esse projeto”, disse o secretário da Receita sobre a reforma tributária aprovada hoje pela CCJ

Cintra também comentou  a aprovação de uma proposta de reforma tributária
pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta quarta-feira. O texto foi de iniciativa do Legislativo, que não aguardou o envio de uma reforma do governo federal. O secretário disse que o Executivo vai apoiar o texto e fazer sugestões.

“Eu acompanho reforma tributária
há 30 anos e é a primeira vez que eu vejo Executivo e Legislativo trabalharem juntos num projeto. O governo vai apoiar esse projeto, conhece o projeto. Logicamente, vamos opinar quando chegar o momento oportuno na comissão especial. Mas eu vejo com grande otimismo a perspectiva de um avanço rápido”, disse.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Após demissão de Levy e embates entre Maia e Guedes, dólar opera instável

Publicado

em

O dólar comercial voltou a operar de forma instável nesta segunda-feira (17). A moeda americana abriu os negócios em alta, mas agora opera com queda de 0,25%, a R$ 3,89.

Joaquim Levy
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES colabora para instabilidade no mercado financeiro

O comportamento da divisa é influenciado pelos recentes acontecimentos envolvendo o cenário doméstico, como as críticas entre o ministro da Economia e o presidente da Câmara, além da recente  demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES.

“O embate entre Maia e Guedes segue repercutindo no mercado. Somou-se a isso a saída do presidente do BNDES neste domingo. Os  nomes cogitados para assumir a presidência do banco são bem vistos pelo mercado, mas não pegou muito bem o comentário de que a permanência de Levy estava por um fio”, destacou Álvaro Bandeira, economista-chefe do banco Modalmais.

Além das questões políticas, a semana será mais curta por conta do feriado de Corpus Christi e com uma agenda bem densa de indicadores econômicos. Haverá reuniões tanto do Banco Central do Brasil (BC) quanto do Federal Reserve (o BC dos Estados Unidos).

“A semana será curta e pesada, com muitas reuniões e divulgações econômicas. É possível que haja surpresas sobre a taxa de juros tanto nos EUA quanto aqui no Brasil. Mas, inicialmente, a expectativa é de que as taxas de juros sejam mantidas”, disse Bandeira.

Os economistas destacam que, mesmo em meio a estes recentes acontecimentos, é possível que o quadro positivo em relação ao câmbio continue ao longo o pregão nesta segunda. Mas pontua, entretanto, que a qualquer novo atrito a situação pode ser invertida e o dólar voltar a subir.

Leia mais:  Contribuintes do terceiro lote do Imposto de Renda recebem hoje a restituição

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Nacional15 minutos atrás

PMs são alvos de operação contra quadrilha de sequestradores no Rio

Reprodução/TV Globo Para a polícia, PMs envolvidos se organizam como uma verdadeira “empresa do crime de sequestro” Um PM foi...

Nacional15 minutos atrás

Fugitivo sofre roubo, procura polícia e acaba preso com ladrão no interior de SP

Divulgação/Polícia Civil Ao consultar os antecedentes criminais da vítima de roubo, policiais constataram que se tratava de um fugitivo Ladrão...

Nacional15 minutos atrás

Universidades vão ajudar na recuperação da bacia do Rio Doce

Fred Loureiro/Secom/ES – Arquivo Imagem aérea mostra a lama no Rio Doce, na cidade de Resplendor, Minas Gerais Universidades de...

Nacional15 minutos atrás

Uso de simulador para obtenção de CNH passa a ser facultativo

Divulgação/Ministério das Cidades Aulas em simuladores deixarão de ser obrigatórias para a obtenção da carteira de motorista Resolução do Conselho...

Nacional15 minutos atrás

Motorista de aplicativo morre atingido por bloco de concreto arremessado no Rio

Reprodução Delegacia de Homicídios apura o caso; bloco de concreto atingiu motorista em cheio no peito Era madrugada de sexta...

Nacional15 minutos atrás

Vaticano propõe que homens casados possam ser padres na Amazônia

Agência Ansa Papa Francisco O Vaticano divulgou nesta segunda-feira (17) o documento preparatório para o Sínodo dos Bispos sobre a...

Economia1 hora atrás

Após demissão de Levy e embates entre Maia e Guedes, dólar opera instável

O dólar comercial voltou a operar de forma instável nesta segunda-feira (17). A moeda americana abriu os negócios em alta,...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana