conecte-se conosco



Política

Bolsonaro diz na ONU que ONGs comandam crimes ambientais no Brasil e no exterior

Publicado

em


source
bolsonaro
Reprodução: iG Minas Gerais

Sem apresentar provas, Bolsonaro diz em cúpula da ONU que ONGs comandam crimes ambientais no Brasil e no exterior

O presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta quarta-feira (30), sem mostrar provas, que organizações, em parceria com “algumas ONGs”, comandam “crimes ambientais” no Brasil e no exterior. As declarações foram dadas na cúpula sobre biodiversidade da  Organização das Nações Unidas (ONU).

“Na Amazônia, lançamos a ‘Operação Verde Brasil 2’, que logrou reverter, até agora, a tendência de aumento da área desmatada observada nos anos anteriores. Vamos dar continuidade a essa operação para intensificar ainda mais o combate a esses problemas que favorecem as organizações que, associadas a algumas ONGs, comandam os crimes ambientais no Brasil e no exterior”, disse Bolsonaro em seu discurso gravado.

Bolsonaro não apresentou provas nem citou nomes de ONGs que estariam por trás dos crimes ambientais. Na última semana, ele já havia dito que que o Brasil é “vítima” de uma campanha “brutal” de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal.

No discurso desta quarta-feira, o presidente voltou a defender a soberania nacional da floresta amazônica e afirmou que o país sofre uma “cobiça internacional” pelas terras da floresta.

“Rechaço, de forma veemente, a cobiça internacional sobre a nossa Amazônia. E vamos defendê-la de ações e narrativas que agridam a interesses nacionais (…) Não podemos aceitar, portanto, que informações falsas e irresponsáveis sirvam de pretexto para a imposição de regras internacionais injustas, que desconsiderem as importantes conquistas ambientais que alcançamos em benefício do Brasil e do mundo”, afirmou.

Política ambiental 

O presidente voltou a defender as políticas ambientais do país e afirmou que é necessário também enfrentar a situação com eficácia e de maneira coordenada. 

“Temos a obrigação de preservar nossos biomas e, ao mesmo tempo, precisamos enfrentar adversidades sociais complexas, como o desemprego e a pobreza, além de buscar garantir a segurança alimentar do nosso povo”, disse o presidente.

Agropecuária no país 

Jair Bolsonaro disse que a agropecuária no país tem impacto “irrisório” no desmatamento e queimadas que ocorrem nas regiões de floresta do país, principalmente no Pantanal e Amazônia. 

“Nas últimas décadas, o setor agropecuário brasileiro obteve aumentos expressivos de produtividade e comprovou sua capacidade de ampliar sua produção e alimentar o mundo, ao mesmo tempo em que reduz seu já irrisório impacto sobre o meio ambiente”, afirmou durante o pronunciamento.

O presidente ainda insistiu na narrativa que de os incêndios tem origem natural e que a ação humana nos locais não tem muita interferência. Ele ainda citou que índios e pequenos produtores teriam relação com os números negativos.

“Os incêndios acontecem praticamente, nos mesmos lugares, no entorno leste da Floresta, onde o caboclo e o índio queimam seus roçados em busca de sua sobrevivência, em áreas já desmatadas, afirmou.

Comentários do Facebook

Política

Filhos de Bolsonaro e núcleo ideológico pressionam pela saída de Eduardo Ramos

Publicado

em


source
Ministro-chefe da Secretaria de Governo%2C Luiz Eduardo Ramos
Alan Santos/PR

Ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos , virou o novo alvo do núcleo ideológico do Palácio do Planalto e dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , dizer nesta sexta-feira (23) que Ramos tem uma postura de “maria fofoca”.

O comentário foi feito pelo chefe da pasta em uma publicação em seu perfil oficial no Twitter, mas a declaração foi apagada logo em seguida. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo , essa é uma estratégia para que o general seja afastado da Secretaria de Governo. Antes dele, Carlos dos Santos Cruz já foi demitido por pressão do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

O estopim para a crise foi uma nota no jornal O Globo que afirmava que o Salles estava esticando a corda com a ala militar do governo federal por conta da falta de recursos no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Na ocasião, ele disse que, sem dinheiro, brigadistas interromperiam atividades de combate a incêndios e queimadas.

A decisão de Salles de tornar público o embate, segundo assessores palacianos, tem como objetivo acelerar o processo de fritura de Ramos e convencer Bolsonaro a demiti-lo na minirreforma ministerial prevista para acontecer em fevereiro.

O grupo que defende a substituição de Ramos conta com o respaldo de Carlos Bolsonaro e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Para reforçar o apoio a Salles, o filho 03 do presidente postou mensagem desejando “força” ao ministro. “O Brasil está contigo e apoiando seu trabalho”, escreveu.

A troca de Ramos também recebe o apoio do secretário da Pesca, Jorge Seif, e do escritor Olavo de Carvalho, considerado o guru da família presidencial.

No processo de fritura, congressistas da base ideológica dizem que falta a Ramos jogo de cintura por ele ser militar. Eles também reclamam que o ministro da articulação política os trata bem, mas, em questões práticas, como a liberação de dinheiro das emendas parlamentares, prioriza os pedidos do Centrão.

Até o momento, Bolsonaro não deu sinais de que pretende tirar Ramos do cargo. O general conta com a confiança do presidente e é creditada a ele a articulação que selou a aliança do governo com o bloco do Centrão. O militar ganhou recentemente o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional13 minutos atrás

Falso “sugar daddy” é preso suspeito de estuprar mulheres

Reprodução Eliézer (foto) usava imagem de jornalista americano para enganar vítimas. Um homem que fingia ser um “sugar daddy” –...

Entretenimento25 minutos atrás

Lore Improta ostenta visual sarado durante viagem

A influenciadora Lore Improta causou euforia nos seguidores nesta quinta-feira (22), após compartilhar um ensaio fotográfico arrasador no Instagram. A famosa está...

Saúde33 minutos atrás

Três alimentos que nunca deve comer depois de um treino

Pode arruinar tudo o que acabou de fazer Quem nunca saiu de um treino pensando que merece uma recompensa? E...

Variedades40 minutos atrás

Homem vai a sua festa de aniversário e descobre que lhe prepararam… um funeral

Ideia foi namorado e baseou-se no fato de que é só quando perdemos uma pessoa de quem gostamos, que nos...

Estadual48 minutos atrás

Confiança da indústria capixaba atinge 61,3 pontos em outubro

O Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies) divulgou nesta quarta-feira (21) o Índice de Confiança do...

Estadual55 minutos atrás

Uma pessoa é estuprada a cada cinco horas no Espírito Santo

A violência sexual, infelizmente, ainda faz parte da realidade diária de muitas mulheres do Espírito Santo e todo o Brasil....

Entretenimento1 hora atrás

Andressa Urach muda postura, critica evangélicos e fãs vibram: “Ela voltou”

    Reprodução Instagram Andressa Urach Recentemente Andressa Urach mudou o visual e adotou um estilo semelhante ao que tinha...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!