conecte-se conosco



Política

Bolsonaro aumenta vantagem e segue como principal nome para eleição de 2022

Publicado

em

source
Bolsonaro arrow-options
Carolina Antunes/PR

Segundo pesquisa, avaliação de Bolsonaro melhorou e ele se manteve em primeiro entre possíveis nomes para 2022

Apesar de ter dito, durante a campanha eleitoral, que não pensava em reeleição, Jair Bolsonaro já começa a dar sinais de que pretende concorrer em 2022. Caso defina por este caminho, o presidente deve ter o apoio de boa parte da população: segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (13) pela Veja/FSB, ele ampliou a vantagem sobre os principais adversários no primeiro turno e agora soma 37% das intenções de voto.

Leia também: ‘Nada contra os civis’, diz Bolsonaro após Planalto ficar só com militares

Em um primeiro cenário, com Fernando Haddad como o candidato do PT, os números mostram que Bolsonaro , no comparativo com o levantamento anterior, cresceu 4%, enquanto seus maiores perseguidores permaneceram estagnados: o petista desceu de 15% para 13%, enquanto Luciano Huck (sem partido), com 12%, e Ciro Gomes (PDT) somando 11%, mantiveram os mesmos patamares. Além destes, a opção ‘nenhum’ também foi bastante votada e somou 16%.

Em um segundo cenário, já com o ex-presidente Lula como o nome escolhido pelo PT , a vantagem de Bolsonaro diminui, mas o mantém na liderança: ele soma 31% contra 28% do petista, o que configura um empate técnico na margem de erro. Em um hipotético segundo turno entre eles, o atual presidente também venceria, com 45% dos votos contra 41% do rival.

Entretanto, tal construção não é possível devido a inelegibilidade de Lula. Enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que barra candidaturas de condenados em segunda instância, o ex-presidente não pode concorrer no pleito de 2022 e deve ser mais um cabo eleitoral para o nome escolhido pelo Partido dos Trabalhadores.

Folga maior no segundo turno

Em um cenário sem o ex-presidente, que segue sendo o principal rival, Bolsonaro garantiria a reeleição com maior folga em confrontos com Haddad (51% a 33%), o governador de São Paulo João Doria (50% a 25%) e o apresentador Luciano Huck (45% a 37%). A pesquisa mostra que o único nome que poderia bater de frente com ele seria o de Sérgio Moro , figura mais bem avaliada do atual governo.

Leia também: Nomeações de Braga Netto e Onyx Lorenzoni são publicadas no Diário Oficial

O ministro da Justiça, inclusive, é o nome com menor rejeição entre os disponibilizados aos entrevistados. Moro teve 31%, contra 44% de Bolsonaro, 51% de Doria, 54% de Ciro Gomes e Lula e 57% de Haddad, que ficou na primeira posição dos mais rejeitados pela população.

Melhora na avaliação

A pesquisa mostrou também uma melhora na avaliação feita pela população do atual governo . O levantamento apontou melhora de 31% para 36% entre os que avaliaram o trabalho de Bolsonaro como bom ou ótimo. Esta é a primeira vez que o ranking positivo supera o ruim/péssimo, que somou 31%. Nesta conta, entra também a avaliação dos que aprovam o governo e já são maioria: 50% contra 44% de não aprovação.

Também houve aumento no quesito alinhamento de expectativas do eleitorado. Pela primeira vez, o grupo de pessoas que se diz positivamente surpresos com o governo Bolsonaro empatou tecnicamente com os que se dizem decepcionados com o trabalho do presidente: 36% a 39%, dentro da margem de erro considerada.

Por fim, houve crescimento positivo sobre a expectativa para o final do mandato de Bolsonaro. As avaliação ótimo e bom subiram de 45% para 48%, enquanto os que votaram em ruim ou péssimo somaram 26% ante os 33% da pesquisa anterior.

Leia também: Quem é Mayor Pete, o religioso, gay e ex-militar que quer ser presidente dos EUA

O Instituto FSB Pesquisa entrevistou, por telefone, 2.000 eleitores com idade a partir de 16 anos, nos 26 estados e no Distrito Federal, entre os dias 7 e 10 de fevereiro. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Comentários do Facebook

Política

Em meio a motim de militares no Ceará, Moro vai visitar o estado

Publicado

em

source
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro arrow-options
Carolina Antunes/PR

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro

Os ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Fernando Azevedo (Defesa) farão uma visita ao Ceará na próxima segunda-feira (24). O estado passa por uma crise na área de segurança pública e já teve 51 pessoas assassinadas desde que o motim de policiais militares começou. As informações do Painel, da Folha de S. Paulo .

No primeiro dia de protestos da categoria, o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) levou dois tiros enquanto tentava furar um piquetes de PMs. Ele pilotava uma retroescavadeira e avançou com o veículo contra o portão de um batalhão da Polícia Militar.

Na quinta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) autorizou o envio das Forças Armadas para reforçar a segurança no Ceará.

O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi determinado para durar o período de uma semana, desta sexta-feira (21) a 28 de fevereiro. A medida foi uma resposta a um pedido do governador Camilo Santana (PT). A Força Nacional também foi enviada ao estado por decisão de Moro.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Versão Impressa32 minutos atrás

FA 1136 / 22 DE FEVEREIRO DE 2020

Comentários do Facebook

Estadual2 horas atrás

Tribunal de Justiça inicia recuperação de processos atingidos pelas chuvas em Iconha

Mais de 700 processos serão higienizados por meio do trabalho solidário e gratuito da empresa Pró-memória. Os processos serão devolvidos...

Estadual2 horas atrás

Juízes e servidores são eleitos para o Comitê Gestor Orçamentário de Atenção ao Primeiro Grau

Por meio do Ato nº 57/2020, o presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa,...

Estadual2 horas atrás

Servidores de Vila Velha e Vitória participam de treinamento sobre o uso de sistema administrativo

Atualmente, os procedimentos administrativos do Poder Judiciário Estadual tramitam no SEI, sistema que gera economia de tempo e recursos públicos....

Política3 horas atrás

Em meio a motim de militares no Ceará, Moro vai visitar o estado

arrow-options Carolina Antunes/PR Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro Os ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e...

Saúde3 horas atrás

Coronavírus: governo monitora navios que estão na costa brasileira

O governo brasileiro tem monitorado os navios que circulam na costa brasileira para evitar a entrada do coronavírus no país....

Nacional3 horas atrás

Campanha #CarnavalSemAssedio será lançada neste sábado pelo Governo de São Paulo

arrow-options Reprodução/Instagram @naoenao_ Campanhas buscam estimular a denúncia contra o assédio durante o carnaval. O carnaval de São Paulo promete...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana