conecte-se conosco


Cultura

Bodico: Um deficiente visual mateense que ganha a vida alegrando o público com sua voz marcante

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Quem não conhece este homem pela sua afinada voz que alegra as manhãs esporádicas de sábado – seus contratos são feitos de três em três meses – no Bar do Pintinho, no Mercado Municipal, deve se lembrar dele quando foi goleiro da Associação Atlética São Mateus.

Mas hoje este homem batizado com o nome de Benedito Reis Da Costa Machado, conhecido no meio artístico como Bodico, faz dupla com Mateus Veloso (teclado) e tem a companhia da filha Polyana Machado Santos que canta muito bem e faz os comerciais. “Minha filha é uma autêntica cantora, formada em Assistência Social e Educação Física”, diz orgulhoso.

Bodico perdeu a visão aos 36 anos e hoje com 69 – completa semana que vem 33 anos que perdeu a visão – tem na voz o seu maior legado: cantar e fazer comerciais para lojas do comércio de São Mateus. “Me considero uma pessoa vitoriosa, apesar dos percalços, pois hoje já tomo meus remédios e uso minhas vestimentas sem precisar de ajuda”, revela.

Aposentado, Bodico tem na provisão de cantor o sustento da família e conta, no dia a dia com o apoio da neta Hayssa, de 13 anos que o acompanha para onde precisa ir, principalmente para fazer seus contatos comerciais e o importante, receber o dinheiro com o qual ajuda no sustento de casa.

Quem tem saudade das manhãs de sábado com a voz de Bodico no Mercado Municipal de São Mateus é só colocar na agenda. Ele se apresenta neste local nos três primeiros sábados de maio (dias 4, 11 e 18 a partir das 9 horas da manhã. Já em julho no segundo sábado do mês, dia 13). Depois só em dezembro, nos três primeiros meses.

E o repertório de Bodico é de recordar os velhos tempos. São músicas de Amado Batista, Gino e Geno, Teodoro de Sampaio, João Mineiro e Marciano, Roberto Carlos, Guilherme e Santiago, Fala Mansa, Sérgio Reis, Zezé Di Camargo e Luciano, Luiz Gonzaga, Jerry Adriany, Nilton Cesar, Odair José, Fernando Mendes e outros.

“Esses nomes que citei conheço pela voz”, gaba-se o cantor mateense que fala com alegria do seu desafio em alegrar as pessoas apesar de suas dificuldades do momento. “Peço todos os dias ao grande Deus a chance de voltar a enxergar. Quero ver a luz do sol de novo e olhar nos olhos dos meus familiares e amigos”, espera, afirmando que já compôs a música que mantém o nome sobre segredo, mas espera gravar ainda este ano.

E conclui com uma poesia: “A muito tempo não vejo o brilho do sol nem a luz do luar, nem a beleza do mar, que saúde”.


SERVIÇO:

Quem tiver interesse em adquirir o CD de Bodico com gravações mais recentes deve se dirigir aos seguintes endereços: Joalheria Dionizio, no Centro, Mercado Municipal na lanchonete da Patrícia e no Gilmar Cabelereiro, no Sernamby. Telefone para contato: 9-9767-4605  

Comentários do Facebook
Leia mais:  Rock in Rio renova palco de música eletrônica e anuncia 64 atrações
publicidade

Cultura

MC Sapão morre de pneumonia

Publicado

em

Morreu, na tarde desta sexta-feira (19), o funkeiro Jefferson Fernandes Luiz, mais conhecido como MC Sapão, de 40 anos. O cantor estava internado em um hospital em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, desde o dia 10 de abril para tratar um quadro de pneumonia grave.

Há três dias, a assessoria do cantor se manifestou, pelo instagram, sobre o estado de saúde de Sapão. De acordo com a nota, os médicos se mostraram preocupados com cuidados especiais relacionados à saúde do paciente, por conta de complicações já existentes como a obesidade e diabetes.

“Sapão estava em turnê pelo Brasil, cumprindo agenda de shows e divulgação da sua nova música ‘Deixa ela dançar’, em parceria com o cantor venezuelano ‘Labarca’. Devido as variações de temperatura referente das localidades dos shows, contraiu uma gripe desencadeou uma pneumonia. O cantor retornava de um show com sua banda e equipe na van, que levaram para o hospital mais próximo, no caso o Rocha Faria”, explica a nota.

O cantor ficou famoso com o hit Tranquilão, que estourou nas rádios, nos anos 2000.

Veja o vídeo da música:

Comentários do Facebook
Leia mais:  História Hoje: José do Patrocínio, a causa abolicionista foi sua vida
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana